Radar do Comércio

Pesquisa com especialistas aponta otimismo na economia

Segundo levantamento, taxa de juros tem maior índice de otimismo. O estudo é realizado com 170 especialistas

Na pesquisa, é avaliada o desempenho de nove diferentes segmentos. Para cada um, os participantes do estudo devem dar notas de zero a 200 pontos. A partir de 100, é considerado otimismo. No bimestre setembro-outubro, dois segmentos foram classificados como pessimistas: gastos públicos e salários reais (medido pelo poder de compra).

Pela metodologia, cada variável é analisada em três índices: percepção presente, futura e
expectativa geral. A soma das variáveis (índice geral) alcançou 120,3 pontos. A percepção
sobre o desempenho presente das variáveis saiu da zona de pessimismo (97,9 pontos) para o otimismo (118,2 pontos), mostrando uma variação positiva e considerável de 20,7% ante a pesquisa anterior.

Considerando os índices geral e atual, o resultado foi melhor que todas as pesquisas anteriores dos últimos 14 meses. Taxa de juros, Evolução do Produto Interno Bruto (PIB), Cenário Internacional e Taxa de Inflação foram, respectivamente, os melhores resultados no índice geral. A pesquisa é realizada com 170 especialistas, entre economistas, empresários, consultores, executivos de finanças, professores universitários, pesquisadores, analistas e dirigentes de entidades dos diversos setores: indústria, agricultura, mercado financeiro, comércio, serviços, entre outros.

Recomendado para você