Ancoradouro

Deputado petista é a favor do plantio da maconha

O deputado petista de São Paulo, Paulo Teixeira , encabeça uma polêmica na câmara. O parlamentar é a favor do plantio da maconha para usuários de drogas e penas alternativas para traficantes de pequeno porte. Foi criada inclusive uma comissão com foco na discussão sobre drogas e democracia.

O que se quer mesmo é legalizar a maconha. Uma verdadeira organização começa a se formar para que isso aconteça. Interessante perceber as contradições de nosso país. Por um lado é lançado a lei anti fumo que proíbe o uso de cigarro em lugares públicos, do outro uma leva de políticos e  outros segmentos da sociedade empreendem esforços para a legalização da maconha, uma porta para a liberação das demais drogas.

Será que esses senhores não são conhecedores do estrago que a droga faz na vida de uma pessoa e daqueles que estão ao seu redor? Liberar o plantio da maconha para usuários não seria uma “deixa” para a liberação dos outros entorpecentes?

Por que não procurar fomentar políticas públicas que coibam e prendam os grandes traficantes? Caso o estado não seja capaz de realizar isso não legalize a morte de milhares de usuários e familiares destes ao liberar o uso da maconha.

O deputado argumenta que ao se incentivar o plantio da maconha o tráfico vai  ser desarticulado.

Que absurdo!

Que estratégia furada!

Que desrespeito!

Não se vence um mal provocando um outro maior deputado. Paulo Teixeira ainda estima o número de mudas que cada usuário pode plantar, três ou quatro. E quem vai fiscalizar essa quantidade? A polícia? A procuradoria geral da República que entende ser um direito lutar pela legalização da maconha?

Será que uma mãe cuidaria dessa plantinha maldita para que o filho a pudesse consumir? O Senhor plantaria deputado para um possível usuário familiar em sua casa? Regaria, colocaria ao sol?

Onde iremos parar ?

A propósito, encaminho uma sugestão de pena branda para os pequenos traficantes, cuidar da pequena horta de maconha da comunidade. Responsabilidade social total, o que acham? Cada rua poderia ter a sua.

Nenhum comentário

  • Desculpe a franqueza… mas maconheiro tem que ser tratado no Pau.Mesmo que seja usuário, a sociedade não tolerar o consumo, tampouco o tráfego ou plantio.

    O engraçado é que em uma época de lei seca e lei anti fumo idéias como essas ainda existam.

    Até o FHC liberou geral. Uma pena… uma vergonha…

    fabianoaqueiroz.net

  • Antonio Marques disse:

    Utilizem o tempo de de uma partida de futebol ou de um capitulo da novela e assistam a esse documentário.

    http://www.youtube.com/view_play_list?p=0979B7B5B643CE15&search_query=O+Negócio+Por+Trás+do+Barato

  • jão brasa disse:

    Está certo o deputado. A questão política não pode mais ser tratada emocionalmente, mas sim racionalmente. Em sua bazófia e indiferença, a classe dominante brasileira conseguiu o horror de transformar suas cadeias e penitenciárias em CAMPOS DE EXTERMÍNIO E CONCENTRAÇÃO que fazem inveja ao holocausto nazista, e que os torna mundialmente conhecidos. Crimes do colarinho branco e económicos ficam todos sem solução, sem prisão e sem devolução do dinheiro. Entretanto, a bárbara perseguição sanguinária contra os usuários viciados e os chamados pequenos comerciantes da droga é total. A chamada ‘guerra contra as drogas’. Estes pequenos ‘traficantes’, que em quase 80% dos casos não possuem arma de fogo, não estão ligados ao crime organizado, não ofereceram resistência à prisão e comercializam pequenas quantidades da erva para sustentarem seu próprio vício, são recrutados dentro dos campos de extermínio pelo crime organizado, num caminho sem volta. Aí é que reside a multiplicação do crime organizado. Pela mão do proibicionismo fanático, enchemos nossos campos de concentração por quem JAMAIS DEVERIA TER IDO PARA LÁ. O Brasil é o retrato da barbárie, da desordem, da corrupção, da impunidade e de milhares de mortes sanguinárias todos os anos. Basta já.

  • Francisco Aragão disse:

    Nosso país está regredindo, está entregue aos baderneiros de plantão. Ninguém respeita mais nada, tudo vale do jeito que vier. Os valores morais estão se perdendo para a desordem total. Ninguém quer ter compromisso com o que é respeitoso porque muitos dos nossos cidadãos perderam a vergonha. Esse deputado é apenas um deles, dos muitos que estão com a mesma intenção. Mais cedo ou mais tarde eles vão liberar geral e os traficantes passarão para outra modalidade de crime, ou seja, assaltos a carro forte, a residência e tudo que vier nas suas mentes criminosas. Se acham que vão diminuir a criminalidade, é pura tolice ou esperteza.

  • Ariel Safar disse:

    Eu diria que é ridícula e retrogada sua visão sobre o assunto, enquanto a tendência mundial de países desenvolvidos é contraria aos argumentos colocados aqui pelos senhores.
    A maconha é um fato na sociedade mundial , é melhor que essa droga seja regulada pelo governo e seja possivel separar os verdadeiros criminosos (sim, os bandidos armados que matam e sequestram e etc) de comerciantes de um produto que tem relação com os humanos à mais de 2 mil anos.
    Maconha não mata gente! Gente mata gente!

  • Guilherme Gastmans disse:

    Eu diria que não apenas ridícula, mas um tanto quanto sem base e sem conhecimento e estudo suficiente para se escrever um artigo como o senhor fez, imagine se todas as pessoas que fumaram maconha uma vez na vida fossem presos, teríamos cerca de 40% de nossa população presa, isso os que assumem, e agora pergunte as familias desse 40% da população se eles não acham que deveria ser legalizada. Antes que o senhor me venha dizer que maconha também é a porta de entrada das drogas, por favor, pense e reflita, TODAS as pessoas que usam drogas começaram com a mesma, álcool em seguida tabaco e só então a maconha, e cerca de 90% dos usuários de maconha não avançam para outras drogas, e apenas 40% das pessoas que experimentam, seguem este vicio, por favor antes de querer escrever um artigo, pesquise

  • Raphael Moreira disse:

    RÍDICULO ….
    bando de sem informação , legaliza eh a melhor forma de solucionar o problema do trafico
    mais sim com um controle,

    artigo ridiculo :/

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze + dezessete =