Ancoradouro

Muitas estrelas a serem jogadas ao mar

1457 37

Conta-se que uma pessoa que caminhava na praia, viu um homem que jogava “estrelas do mar” encalhadas na areia, nas águas do oceano.

— O que você está fazendo? Perguntou o observador.

— Jogando estrelas do mar na água, antes que morram ao calor do sol, respondeu o homem.

— Mas são milhares de quilômetros de praia, e milhões de estrelas para serem jogadas, que diferença fará? Retrucou o observador ao considerar a enormidade da tarefa.

Então o homem, como quem sabia perfeitamente o que fazia, tomou uma pequena “estrela do mar” que estava aos pés do observador, e lançando-a na água disse:

— Bem, fez diferença para essa aí!

Foi com esse breve e belo conto que Carmadélio Silva, Consagrado na Comunidade Shalom e historiador terminou sua pregação e conversa que tivemos nesta tarde de sábado no Congresso Nacional de Jovens Shalom.

Moda, filmes, livros, castidade, relativismo, liberdade foram alguns dos temas abordados na pregação. Carmadélio incentivou todos os jovens à vivência dos princípios e valores cristãos-católicos.

Sobre as novas tecnologias ele afirmou que estamos anos luz distantes do que temos a fazer no ciberespaço. O consagrado mantém um blog que versa sobre assuntos relacionados à fé, moral e doutrina católica.

Ao final de nosso encontro concluimos que estamos jogando nossa estrela do mar no oceano. E você o que tem feito?

37 Comentários

  • Ednardo Gadelha disse:

    Em “O acendedor de lampiões”, poema bem mais significativo que esse conto carmadélico internético, Jorge de Lima nos dar a entender que há pessoas que carecem dos bens que pretendem doar aos outros:

    “Triste ironia atroz que o senso humano irrita:
    Ele que doira a noite e ilumina a cidade,
    Talvez não tenha luz na choupana em que habita.

    Tanta gente também nos outros insinua
    Crenças, religiões, amor, felicidade,
    Como este acendedor de lampiões da rua!”

    (Jorge de Lima. Poesia completa. 2. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1980)

  • Ednardo Gadelha disse:

    Obrigado pela oportunidade de livre expressão do pensamento!

  • Ednardo Gadelha disse:

    Nesse caso, a única coisa que se aproximaria da “livre expressão de pensamento” seria a rima entre as palavras “expressão” e “religião”, conceitos, por sinal, antagônicos.

  • Dayane Ferreira da Silva 073-2N disse:

    A

    Muitas vezes com tão pequenos gestos, conseguimos mostrar como modificar o mundo, nunca podemos deixar de ajudar alguém, em qualquer situação sempre podemos fazer algo, que para nós pode ser pouco,mas para alguns são um gesto enorme…

  • TAMIRES DA PAZ PACHECO 096-1N disse:

    Acho q cada um fazemos a sua parte havera grandes mudanças para um mundo melhor

  • Acho que cada um deve fazer sua parte e colaborar para que possamos melhorar muitas coisas

  • Muitas estrelas a serem jogadas no mar
    Reflexão.
    Este texto mostra que não importa quantas pessoas vamos ajudar se muitas ou poucas, mais devemos ajudar sempre.
    Pois fazer a coisa certa sempre faz bem para nós mesmo. Como Tec. De Enfermagem ou como ser Humano mesmo sempre estaremos ganhando o melhor em poder fazer algo para o próximo!
    Resposta
    E importante que todo cidadão receba treinamento de primeiros socorros para agir no atendimento?
    Para mim sim. Seria muito importante, pois não sabemos quando vai acontecer algum acidente perto de nós. E saber fazer os primeiros socorros certos pode ajudar as pessoas a ficar na posição certa, se for uma corte saber estancar, fratura exposta fazer a imobilização, uma parada cardíaca fazer a massagem até o socorro chegar.
    Isto pode ajudar muito para que não ajam mais complicações para as pessoas necessitada de ajuda!!

  • Muitas estrelas a serem jogadas no mar
    Reflexão.
    Este texto mostra que não importa quantas pessoas vamos ajudar se muitas ou poucas, mais devemos ajudar sempre.
    Pois fazer a coisa certa sempre faz bem para nós mesmo. Como Tec. De Enfermagem ou como ser Humano mesmo sempre estaremos ganhando o melhor em poder fazer algo para o próximo!

  • Oque estou fazendo? aprendendo a jogar estrelas no mar e
    que não importa o tempo não importa quantos importante é me doar e que a cada minuto que passo ajudando sei que estou salvando .
    Não importa se não for estrelas do mar ,ser humano ,ou animais se cada um fazer o mínimo juntos faremos o muito.

  • TAMIRES DA PAZ PACHECO 096-1N disse:

    Toda pessoa que estiver realizando o atendimento de primeiros socorros deve, antes de tudo, atentar para
    a sua própria segurança. O impulso de ajudar a outras pessoas não justifica a tomada de atitudes
    inconsequentes, que acabem transformando-o em mais uma vítima.

  • TAMIRES DA PAZ PACHECO 096-1N disse:

    Toda pessoa que estiver realizando o atendimento de primeiros socorros deve, antes de tudo, atentar para
    a sua própria segurança. O impulso de ajudar a outras pessoas não justifica a tomada de atitudes
    inconsequentes, que acabem transformando-o em mais uma vítima..

  • SANDRA APARECIDA PORPHIRIO 096-1N disse:

    Tento passar tudo que sei e apreendi que possa ajudar a construir um mundo melhor para as pessoas que estão a minha volta, pois um pequeno gesto pode ajudar muito.

  • THAINA DOMINGOS VALDEVINO 096-1N disse:

    É muito importante sim ter noções de primeiros socorros. Até por que todo cidadão é obrigado a prestar auxílio a quem esteja necessitando, tendo três formas para fazê-lo: atender, auxiliar quem esteja atendendo ou solicitar auxílio. Lembre um simples ato pode salvar vidas.

    Bom um estudante de enfermagem pode fazer a diferença em situações de primeiros socorros com sua competência e habilidade. Assim minimizando riscos e sequelas. Podendo também orientar cidadãos a realizar manobras de extração manual de vítimas.

  • THAINA DOMINGOS VALDEVINO 096-1N disse:

    É muito importante sim ter noções de primeiros socorros. Até por que todo cidadão é obrigado a prestar auxílio a quem esteja necessitando, tendo três formas para fazê-lo : atender, auxiliar quem esteja atendendo ou solicitar auxílio. Lembre-se um simples ato pode salvar vidas.

    Bom um estudante de enfermagem pode fazer a diferença em situações de primeiros socorros com sua competência e habilidade. Assim minimizando riscos e sequelas. Podendo também orientar cidadãos a realizar manobras de extração manual de vítimas.

  • Elizete Rodrigues Conegundes dos Reis 052-1N disse:

    Uma linda mensagem este texto transmite a todos nós. Como foi escrito no próprio poema:”Bem, fez uma diferença pra essa aí!”. Nossas atitudes de estender a mão para o necessitado, mesmo em situações catastróficas, o teu melhor é muito importante. Seu gesto é vital pra vítima e até pra sua consciência. Ameei!

  • Tatiana Cristina dos Santos 147-1N disse:

    Se cada um fizesse sua parte tudo seria melhor.

  • vanessa disse:

    Mais que obrigação, prestar socorro às pessoas é uma questão de cidadania, mais para isso é importante saber o que estamos fazendo.
    Em Primeiros Socorros conhecimentos que valem uma vida,por isso devemos sempre estar atualizados nas técnicas e sempre disposto a ajudar.

  • brayton disse:

    cada vida tem valor, nao importa oque ela faz, todos merecem uma chance e uma atenção, toda boa ação resulta em uma boa reação

  • Muitas estrelas a serem jogadas no mar.

    – Este texto nos mostra que devemos fazer a diferença, ajudando sempre o próximo no que ele precisar, pois fazer a coisa certa sempre faz bem para nós mesmo; como Tec. de enfermagem ou como ser humano sempre estaremos pronto para enfrentar de tudo nessa vida e assim o importante é poder fazer algo de bom para o próximo!

  • clelia rodrigues disse:

    muito importante o trabalho de salvar vidas, mesmo que seja uma unica vida ao longo do tempo quantar vidas podem ser beneficiadas pela aquela singela mas infinita bondade. pois de um ser pode vir a existir geraçoes. pois uma boa arvore da muitos frutos bons.

  • Geraldo Luis disse:

    Assim como para aquela estrela fez a diferença,para cada vida que salvamos fará uma grande diferença,não só para a vítima,mas para as pessoas ao redor dela,familía,amigos,etc..

  • Achei bem reflexivo e educativo esse texto, pois ele tem como intuito, mostrar pra nós pessoas que por mais impossível que o serviço seja, vale a pena ajudarmos ao próximo, como esse moço fez, mesmo sendo muitas estrelas do mar, ele fez a diferença a cada uma delas que receberam sua ajuda.

  • Érica da Silva Santos disse:

    Achei bem reflexivo e interessante esse texto, pois ele nos mostra que independente da dificuldade que a tarefa parece ser, se ajurda-mos uns aos outros sem reclamar- faz se toda a diferença, principalmente para aquela pessoa que recebeu essa ajuda.

  • MARIA AMANDA DANTAS RIBEIRO 065-1N-1sem2018 disse:

    Acho que deve se existir uma tecnologia para isso pois nao e o certo a se fazer.

  • KRISTY MARIA ARROYO FREIRE GUIZILINI 075-1N-2sem2018 disse:

    Tenho contribuído no que posso para ajudar ao próximo, principalmente tentando melhorar em mim primeiro. Nós temos que ajudar ao próximo mas temos que estar preparados primeiro. Ajudo ao próximo naquilo que sei o que estou fazendo, pois sei que vou contribuir para o aprendizado dele e não apenas uma simples experiência.

  • TANIA REGINA CAETANO ALVES disse:

    tenho feito a minha parte, pois assim como o homem que fez a diferença com as estrelas. sou como o beija flor que com gotas de d água tenta apagar um incêndio, ao invés de ficar como o leão só olhando. eu faço minha parte e lamento por aqueles que acham que a responsabilidade nunca é deles.

  • marina uchôa disse:

    não tenho feito muito ,mais espero daqui para frente poder fazer com o conhecimento que estou tendo e espero conseguir jogar minhas estrelas no mar.

  • Cada um fazendo a sua parte, por menor que seja, faz a diferença. E talvez um e outro podem seguir essa minoria, se sempre pensarmos de nada adianta, olhando a parte negativa, jamais teremos um mundo melhor. Cada cidadão de fazer a sua parte… Sem olhar os de pensamentos negativos!!!

  • Luciane Siqueira disse:

    Precisamos compartilhar nossos conhecimentos, como fazer um xarope, uma massagem para relaxar.
    Termos noção dos primeiros socorros básicos para salvar vidas.
    Ajudar o próximo. Temos que sair da platéia e irmos para o palco.

  • Luzia oliveira disse:

    Que nós façamos a diferença, não pense jamais que sua parte não vai contribuir .A natureza é maravilhosa, cheia das obras de Deus, quem não consegue ver a mão de Deus na natureza está cego
    Pergunte,porém, aos animais, e eles o ensinarão, ou as aves do céu, e elas contarão a você, fale com aterra , e ela o instruirá, deixe que os peixes do mar o informem .Realmente, se todos procurasse zelar pela natureza, hoje ela não estaria tão devastada .O ser humano na sua ignorância, deixa o mundo sem sua beleza natural.

  • Aline Araujo disse:

    Mesmo que com nossa impossibilidade de ajudar a todos, o que fazemos por uma unica pessoa pode mudar a vida dela, pode não fazer diferença pro todo um universo mas com certeza fará para o universo dessa pessoa, portanto faça o seu máximo, dê o seu melhor, de estrela em estrela, de pessoa em pessoa vamos mudando o mundo de alguém.

  • Rosana Aparecida Teixeira disse:

    Eu creio que estou jogando algumas estrelas de volta ao mar e quero continuar a fazer a diferença. Viver no simples , ajudando o próximo sem consumismo e louvando a Deus por tudo de belo que criou para nos alegrar.

  • Alessandra ingrid da silva Francisco disse:

    Tenho tido mais do que força de vontade, pois oque faço me orgulho por mais que eu erre eu sempre tento novamente , fazer a diferença e muito mais que uma ação e sim , um uma reação ao longo do tempo

  • Maria Eduarda Almeida Ferreira da Silva 077-1N-2sem2019 disse:

    Devemos sempre ajudar, mesmo que seja uma atitude mínima, pois fazendo o bem para o outro consequentemente faz bem para nós próprios. O treinamento de PS é de extrema importância para todo cidadão, sendo profissional na área ou não. Pois, como citado acima, qualquer atitude de ajuda que pra nós possa parecer mínima é sempre bem vinda. Atitudes como, saber posicionar o acidentado, imobilizar, estancar um corte ou até mesmo fazer uma massagem até o socorro chegar.

  • Izabel Ferrer disse:

    Não importa nossa religião,aquí estamos para servir ao nosso próximo, de acordo com a vontade de nosso Criador. De acordo com o trabalho de enfermagem em que nos comprometemos, jogamos estrelas ao mar quando nos esforçamos, para darmos alívio e conforto de saúde com responsabilidade aos nossos pacientes no momento em queles mais necessitarem !!!

  • Isabelle Mattos Magri Castro disse:

    Todos nós estamos ao longo de nossa vida aprendendo a jogar estrelas no mar pois, por mais que sejam inúmeras pessoas que devem ser ajudadas, ou que há ainda muitas coisas no mundo para serem melhoradas, podemos aos poucos, fazer a diferença para cada pessoa, ajudar cada uma e, por mais que a caminhada seja longa e que o percurso demore, por cada pessoas que vamos passar deixaremos algo e, é melhor deixarmos algo bom e fazer a diferença para o bem!

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − sete =