Ancoradouro

Cardeal alerta contra homilias insossas

1038 7

Cardeal Ravasi

O Gianfranco Ravasi, ministro da Cultura do Vaticano falou nesta semana sobre a debilidade da homilia de muitos sacerdotes, caracterizando-as de insossas.

A análise do purpurado pede aos padres que não tenham medo de pregar a Palavra de Deus que “perturba, questiona e causa preocupação”. Ainda adverte a utilizarem das novas linguagens para o anúncio contundente da Palavra de Deus.

Leia este parágrafo do blog do Reinaldo Azevedo:

A comunicação pode passar também pelo Twitter, o que “obriga a transmitir alguma coisa fulgurante, essencial”, recomendou o prelado que envia ele mesmo mensagens diárias no Twitter. As críticas de Monsenhor Ravasi a homilias ‘mornas” dos padres e a vontade de encontrar uma linguagem adaptada ao mundo moderno representam uma preocupação do papa Bento 16 de revitalizar a mensagem do cristianismo, numa época de descristinização em massa.

Pequenas âncoras

De fato, a Igreja Católica passa por uma carência de boas homilias. Ainda se ver muito discursos baseados na falida teoria da libertação. Fala-se de um Deus da Vida, libertador que se assemelha a um líder sindical. Falta contundência, oratória e o principal, unção. E olha, o fiel percebe claramente.

7 Comentários

  • Cris disse:

    Existe alguma honilia católica que não seja insossa e sonífera?!

  • Rayana Melo disse:

    Sim. Existem HOMILIAS que não são insossas. Existem celebrações que realmente empolgam os fiéis, demonstrando a preocupação de muitos padres em evangelizar e pregar a palavra de Deus de modo envolvente e muitas vezes emocionante.

  • Creio firmemente nas homílias católicas tendo em vista que as mesma pregam a palavra de Deus e não uma palavra chamada DINHEIRO que somente serve para encher os cofres de pastores, cuja a única preocupação é consigo mesmo e sua família.
    A igreja católica preocupa-se com a comunidade e na preservação da família,vínculo inquebrantável da união com Deus, e não nos casamentos de 2ª, 3ª e 4ª vez com anuência dos pastores visando unicamente o lucro.

  • Domingos Pedralino da Silva disse:

    Não é de se extranhar que o Cardeal Ravasi, nomeie e logicamente com isso atacando a Teologia da Libertação; Mas ele deveria fazer uma anàlise melhor do assunto , que iria descobrir que no tempo que a T.L. teve liberdade para trabalhar e pregar o Evangelho livremente, o chamado ” POVO de DEUS”, acorria em massa aos encontros evangélicos nas igrejas! quando eles obrigaram através do então Cardeal alemão, hoje papa a voltar atráz e condenar a T.L. ao silêncio, começou a dispersão desse “povo de Deus, dos templos e esvaziar a igreja com um conteudo , ai sim, insosso visando novamente voltar aos dePODER E POMPA da Instituição!!!!!!! Deveriam, pelo menos terem étca e buscarem com uma anàlise mais séria , não culparem quem já nem tem direitom de se expressar livremente!!! Pobres senhores cardeais, um dia encontrarão, segundo a fé, com JESUS LIBERTADOR para um acerto de contas!!!!!

  • Domingos Pedralino da Silva disse:

    Não inseriram meu comentário poque????? Não aguentam ouvir a verdade?????

    • Vanderlúcio Souza disse:

      A demora meu caro é porque sou eu quem libero os comentários e nem sempre estou conectado. E quanto a ouvir a verdade…bem, nem entendi direito seu comentário. Sobre a T.L sou da opinião que trouxe um imenso prejuízo para a Igreja. Afastou ricos e pobres.

  • Basilio Monteiro disse:

    “…falida teoria da libertacao”?? Oh que pena do pobre of Cardeal! O envagelho da libertacao nao e’ uma teoria; mas uma proclamacao no contexto da vida dos que vivem e querem viver a vida de Jesus.
    Quando os cardeais purpurados vivem nas casas imperiais e uma vivencia imperial eles desemvolvem uma atitude imperial e pensan gue Jesus era um imperador e nao LIBERTADOR.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × dois =