Ancoradouro

"O Latim não é língua morta", garante professor

3229 16

latimPara quem acha que só entre os muros do Vaticano se fala latim, em  determinados encontros com o papa ou em algumas liturgias, está enganado.Em Fortaleza também se ensina a língua milenar.

ANCORADOURO conversou com um dos professores mais renomados no ensino de língua estrangeira da capital cearense. Episódio que destacou o Latim foi o anúncio da renúncia do Papa Bento XVI, feito nesta  língua durante um Consistório.

Antonio Brandão leciona na Faculdade Católica de Fortaleza e podemos considerá-lo um poliglota. Além do Latim ensina  grego, espanhol e inglês,do francês e italiano faz traduções e pela  Universidade Federal do Ceará é licenciado em língua portuguesa e alemã. A humildade do magister (termo latino para professor)  é proporcional à sabedoria: “Na realidade nem o português eu falo bem”, diz ao blog no começo da entrevista, antes de saber do currículo.

Leia também:

Multidão saúda Bento XVI no seu penúltimo Angelus

Hostilidade marca análise da grande imprensa a Bento XVI

Arcebispo de Fortaleza fala a jovens sobre drogas, evolucionismo e fé

Seu primeiro contato com a língua latina foi em 1982,ainda no curso de letras da UFC, mas só passou a lecionar regularmente em 1995. Relembra que foi aluno dos professores Nascimento Braga e Vicente Eduardo, sumidades da época.

Fac-símile de edição latina da Bíblia

Fac-símile de edição latina da Bíblia

Brandão explica o porquê do latim ser a língua oficial da Igreja. “A Igreja está alicerçada em Roma, berço do Latim. Também é nessa língua que se encontram os tesouros da Tradição da Igreja Católica Apostólica Romana. Além disso, é uma língua profundamente lógica. Então, todo documento oficial da Igreja deve ser publicado primeiro em Latim; só depois é que se traduz para as outras línguas”.

A colocação do professor desqualifica o “repúdio” da  colunista da Folha de São Paulo  Bárbara Gâncio que, como se fosse uma fiel ardorosa da fé católica, reclamou do papa ter feito o anúncio de sua  renúncia em Latim. ” Não poderia ser diferente por dois motivos: 1º) é a língua oficial da Igreja;  2º) o Santo Padre fala fluentemente o Latim. Ele usa essa língua com conhecimento profundo”, explica.

E sobre o desaparecimento da língua latina, tão comentado nos meios de comunicação, o professor é categórico, “equivocadamente pensamos que o Latim morreu”. O professor recorda que o Latim continua existindo em todas as línguas neolatinas,Português, Espanhol, Italiano, Francês, Romeno, Galego, Catalão, Rético, Provençal e até no Inglês que, apesar de não ter origem latina, possui um vocabulário latino em torno de 65%.

Além disso, termos técnicos e científicos têm sua base no Latim. Nas escolas da Inglaterra estão ministrando o ensino do Latim para as crianças a partir dos seis anos de idade. Quando criaram a União Europeia e implantaram uma única moeda, perguntaram: que língua poderia também ser a língua oficial da União? Responderam: o Latim. Replicaram: mas o Latim está morto! Treplicaram: também o Hebraico já estava morto na época em que Cristo veio ao mundo, isto é, há dois mil anos, e os judeus transformaram na língua oficial do Estado de Israel no século XX de nossa era”, ensinou.

Em Fortaleza, explica  Brandão, “ninguém fala o Latim tal qual é estudado nas faculdades. Falamos o Latim transmutado em Português” e relembra que no brasão da capital tem a palavra latina FORTITUDINE que significa “com fortaleza”.

Os candidatos ao sacerdócio na Igreja Católica estudam o Latim durante o curso de filosofia. “Os sacerdotes têm o Latim como a língua oficial da liturgia. O próprio Direito Canônico diz que ‘a liturgia seja celebrada em Latim ou outra língua‘”,mas isso, como diz o professor, é outro assunto,que dá para ser desenvolvido em várias páginas.

 Confira sites  em Latim

Site do Vaticano

Bíblia Católica 

Anúncio da renúncia do papa em Latim

[youtube]http://youtu.be/QcAJJyHU5pQ[/youtube]

 

Recomendado para você

16 Comentários

  • CLÉCIO OLIVEIRA disse:

    Tenho verdadeira paixão pelo estudo de línguas!
    Atualmente estudo Espanhol, na CCH/UFC!
    Iniciei os estudos da Língua Latina, no NLE/UECE, porém, infelizmente, por problemas de ordem íntima tive que me afastar, logo no primeiro semestre!
    No ano próximo passado, através do Profº. Fábio Damasceno, que operacionaliza as Oficinas de Latim I e II, na CH/UFC, consegui uma indicação para fazer um Curso de Latim, “on line”, em Francês, traduzido para o Espanhol., via uma IES européia que, infelizmente,por problemas que fugiram ao meu controle, não obtive êxito em meu intento, logo quando do processo de inscrição!
    É isto!

  • newton silva disse:

    Latinam discere amem. Ibi est aliquo modo in Fortaleza?

  • Primeiramente,parabéns pelo tema!É lamentável o fim do aprendizado
    do latim nos nossos Cursos de Direito,ou seja,língua tão importante pa-
    ra o entendimento da nossa língua ,bem como para os estudiosos da
    área jurídica.Por sua vez,estudei latim no Curso Clássico e,posterior-
    mente,de grande valia para a minha carreira jurídica e no conhecimen-
    to da língua portuguesa.
    Além do que já foi dito,o latim foi,em eras remotíssimas,a língua dos ha-
    bitantes do Latium.O nome da língua originou-se daquela parte da Itá-
    lia Central,e não,como pretendia Varrão sobre o Rei Latinus;nem ainda
    os poetas,do verbo latere,esconder-se,porque Saturno,destronado por
    Júpiter,alí se refugiara.Outrora, julgava-se que,a língua latina fosse pro-
    veniente da grega,a qual,por sua vez,teria promanado do sânscrito.O
    grande filólogo alemão Bopp provou,porém,com o seu sistema de con-
    jugação em sânscrito comparado com a do grego,latim,persa e alemão,
    e,mais tarde,com a Gramática Comparada do sânscrito,grego,
    latim,lituano,velho eslavônico,gótico e alemão,no ano de 1833,que to-
    dos esses idiomas são oriundos de uma língua primitiva,falada há
    milhares de anos numa região que a ciência ainda não conseguiu de-
    terminar ao certo.Essa língua,que não foi fixada pela escrita,chama-se
    ariana,indo-européia ou indo-germânica.Na classificação de Meillet,es-
    se idioma primitivo cindiu-se em grupos principais,que são:indo-irania-
    no,tocariano(há alguns anos descoberto na Ásia Central),armênio,gre-
    go,itálico,céltico,germânico,balto-eslavo e albanês.Por fim,era o latim
    exemplo frisante.Rude falar de pastores e agricultores,gente inculta e
    brutal,a língua do Lácio foi a origem das línguas neolatinas.Abraços!

  • rikelmi disse:

    gente sempre quiz falar latim sei grego pouco mias kero muito

  • kruchenzka disse:

    Olá, preciso urgentemente o contato de um professor de latim, alguém que realmente domine por completo a o latim. Preciso a tradução de uma frase e de dois nomes . Agradecida desde já

  • VANDER FAGUNDES DE ALMEIDA disse:

    Afinal não sei o porque que se tirou o latim do curso Ginasial em Pitangui (MG), onde estudei. O último ano de ensino dessa língua ali foi
    em 1.969, que era ensinada na 4ª série ginasial e o Professor Newton de Português, excelente professor, também ensinava o latim. Alguém sabe porque? e qual lei estadual (já que o ginasial e o colegial no COLÉGIO ESTADUAL MONSENHOR ARTUR DE OLIVEIRA – CEMAO) era estadual. Parece-me que o Governador de Minas Gerais, na ocasião, era Magalhães Pinto. Abraços. Vander

  • Julio Cesar Natividade disse:

    Parabéns pelo discernimento professor, eu sou da área de exatas mas procuro nas horas vagas estudar o latim através de um livro da década de 20 que achei na casa de minha avó italiana.

  • Annaw disse:

    PRECISO URGENTE DE UM
    PROFESSOR DE LATIM! NAO CONSIGO APRENDER AS DECLINACOES E OS CASOS

    Mande me indicacoes de professores para o meu email !
    Kniskie@yahoo.com.br — moro no rio de janeiro

  • Francisco Odenir disse:

    O professor Antônio Brandão foi meu professor de latim na faculdade Católica de Fortaleza nos anos de 2000 e 2001. A Ele, minha eterna gratidão pelo o pouco latim que sei.

  • Chico Bento disse:

    Uau !!!! Os falsos eruditos de plantão e seus comentários!!!!

  • Emanuelle disse:

    dum vita est, erunt est Spero ? Oq significa

  • roberto cesar disse:

    A quem interessar possa, veja o endereço http://www.latinitatis.com/latinitas/menu_gb.htm

  • roberto cesar disse:

    e, ainda, notícias diárias, no jornal – EFHEMERIS – http://ephemeris.alcuinus.net/ -, onde a colunista da Folha de São Paulo, Bárbara Gâncio, escreva algum dia.

  • roberto cesar disse:

    ademais, o referido site EPHEMERIS, indica nada menos que 16 links, os quais guiam o navegante a outros que nos levam a outros e muitos outros. Coragem! Ao Vanderlúcio Souza e ao seu entrevistado professor Antonio Brandão e a seus alunos e alunas, à repórter Bárbara Gâncio et, in generalis, CARA LECTRIX, CARE LECTOR, BENE VALE!

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *