Ancoradouro

Fantástico tratou jornalisticamente episódio da excomunhão de padre

183 8
Che Guevara não combina com a Fé Católica.

Che Guevara não combina com a Fé Católica. Imagem: reprodução Fantástico

A chamada do programa Fantástico (Rede Globo) que traria neste domingo entrevista com o Padre Beto, sacerdote excomungado, gerou um verdadeiro burburinho nas redes sociais. Rapidamente foi criada uma hastag que sintetizava a mobilização #EuApoioAIgrejaCatólica. Milhares de internautas postaram o conteúdo na fanpage da revista eletrônica semanal.

Não se sabe se foi devido à mobilização na internet, mas a reportagem cumpriu os critérios jornalísticos de imparcialidade. Não houve chamadas anterior para a reportagem, nem mesmo na escalada, apenas de um bloco para o outro. Durante a apresentação do fato o bispo de Bauru foi  ouvido, bem como pessoas contra e a favor da excomunhão do sacerdote.

Vale recordar que o estopim disso tudo foi o próprio padre que sendo um ministro da Igreja a traiu e buscou chamar a atenção para si. Com ensinamentos contrários à fé católica propagava a traição e bissexualidade como formas de amor no matrimônio, além de tantas outras tontices.

Mas algo chamou-me a atenção na reportagem, quando o repórter descreveu o que viu na casa do padre excomungado: ” Che Guevara na parede“. Certamente Beto não passou a ter esse comportamento insurreto ao se tornar padre, já o tinha desde os tempos de seminário provavelmente.

Diante disso fica a lição, os formadores de novos pastores precisam estar bem atentos à formação destes candidatos a sacerdotes na Igreja Católica. Há muita gente querendo modernizar, tornar a Igreja no que ela não é. Não deve existir espaço para estes que se alimentando da Igreja a mordem quando nutridos.

Sacerdotes como este apresentado na  reportagem fazem um grande mal à comunidade dos batizados, pois escandaliza o povo de Deuse gera divisão. Pregam a si mesmos e às suas ideias consideradas revolucionárias ou progressistas quando na verdade não passam de relativistas.

Che Guverara, socialismo e comunismo não combinam com a Igreja. Estas manchas vermelhas precisam ser extirpadas antes da ordenação, caso contrário sujarão a Igreja.

 

Recomendado para você

8 Comentários

  • Bruno disse:

    Essa eu não entendi… Esse blog está parabenizando a “imparcialidade”? Que incoerência…

  • Afonso disse:

    Será que uma suspensão de ordem não seria uma pena mais adequada/suficiente?

  • Fran disse:

    Ele tinha que ser excomungado mesmo, pois como pode alguém em comunhão com a igreja ter esses pensamentos? Ainda pro cima sendo sacerdote!

  • Maria do Socorro Pinheiro Nobrega disse:

    A atitude da Igreja está mais que correta, pois se não tivesse tomado uma atitude coerente, como ficaria o testemunho da nossa fé?

  • livrexpress disse:

    O Fantástico deve ter reeditado e reformatado a reportagem por causa das manifestações na web. Muito provavelmente, a intenção do programa era apresentar a matéria de maneira mais tendenciosa, pró-gay e anti-religião, como é praxe na Globo e em outros veículos da “grande mídia”, submissos à agenda gayzista. .

    Considero que o tal Beto deve ter o direito de dar suas opiniões sobre o homossexualismo e coisas do tipo, mas como cidadão comum e não como padre.

    Como padre, ele está sujeito às normas e doutrinas da Igreja Católica, e nem há muito mais o que se discutir.

    A Igreja não tem de mudar seus princípios para se adequar às modinhas ideológicas do momento ou para não contrariar grupelhos de militantes autoritários que gostam de posar de “vítimas” para melhor atacar.

    E, por falar em grupelho autoritário que posa de vítima para melhor atacar, foi noticiado que o ex-padre Beto já está indo se filiar ao PSOL, partido comuno-gayzista de Jean Wyllys, Chico Alencar e outros elementos similares:

    Padre Roberto Daniel, o padre Beto, ferrenho defensor dos gays já pretende se filiar ao PSOL, rápido né?
    http://ricardo-gama.blogspot.com.br/2013/05/padre-roberto-daniel-o-padre-beto.html

    Vê-se que Beto e seus “correligionários” empenham-se explorar politicamente as presepadas que Beto arrumou “enquanto padre”. A Igreja lhe serviu de palanque gayzista.

  • Afonso disse:

    Falo pq… infelizmente quantos que se dizem católicos(artistas, políticos, e por aí vai) fazem o mesmo q Beto e não são excomungados?

    A diferença/agravante é q ele era padre, então “retirar” dele os “poderes” de padre, talvez fosse o bastante… depois de um tempo se a situação se agravasse aí sim se concretizaria a excomunhão…

  • Afonso disse:

    A excomunhão, pode ser que tenha dado é mais visibilidade( talvez desnecessária) pra ele.

  • Julieta disse:

    O Cristo que amo é misericordioso e bom e não raivoso e intolerante como quem assina esta edição. Acho que os seus atos de Julgadores das conviccões políticas alheias são intolerantes e parciais. Não é um pretenso cristão verdadeiro que vai me dizer que as minhas concepções políticas não São de Deus. Só DEUS, nosso Senhor, julga ! Lembro que o ex-pe. foi julgado pela defesa do homossexualismo e não pelas suas opções políticas!

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × quatro =