Ancoradouro

Eleições 2014]Malafaia faz pressão; Marina cede

231 1

As Eleições 2014 estão imprevisíveis. O inusitado acontece e pega de surpreso os incautos. A pesquisa Datafolha que apontou empate entre Marina Silva e Dilma Roussef chocou o mais frio e parcial analista deste pleito.

Charge de Clayton - Jornal O Povo. Dia 30 de agosto de 2014.

Charge de Clayton – Jornal O Povo. Dia 30 de agosto de 2014.

Outra situação que mexeu com a opinião pública foi o lançamento do plano de governo de Marina Silva. Entre as muitas promessas estava a de apoiar a união entre pessoas do mesmo sexo. Os militantes LGBT aplaudiram. Jean Wyllys, que não perde carona para se promover, escreveu em suas redes  comentários elogiosos a Marina. Esqueceu-se até de Luciana Genro, sua candidata à  presidente e seus ideais socialistas.

De outro lado, lideranças evangélicas fizeram pressão. A maior veio de Silas Malafaia, telepastor de muita influência no meio. Silas questionou o teor do projeto, mas disse que queria ouvir Marina, qual seria sua verdadeira postura. O Pastor está entre os assuntos mais comentados do Twitter. “Já disse e repito,quero ouvir Marina para me posicionar,uma parte ela já fez quero ouvir sua posição.Nossas crenças e valores são mais importante”, escreveu.

twitterMalafaia

Um dia após a divulgação do plano de Governo, o partido de Marina lançou uma errata. O apoio de Marina à causa LGBT não é tão irrestrita como fez parecer e alardearam os militantes. Foi um verdadeiro balde de gelo nos que cantaram vitória antes do tempo,  como o ex-bbb Jean Wyllys. Claro, o prolixo deputado não perdeu tempo e recolheu a purpurina que havia lançado sobre a ecologista, mas já era tarde.

Ademais, Malafaia sustentou a crítica à Marina e ainda é contra outros pontos do Plano de Governo, como a defesa do Projeto de Lei João Nery que prevê cirurgia de mudança de sexo  sem a necessidade de laudo psicológico ou ainda que menores sem autorização dos pais possam se submeter à arriscada intervenção médica.

Foi o suficiente para a militância LGBT criticar Malafaia, certamente um dos responsáveis pelo recuo de Marina em tema delicado, já que a postulante ao cargo máximo do executivo nacional é  evangélica da Assembleia de Deus.

malafaia

Política de faz com pressão. Malafaia está fazendo a parte dele e tem todo direito de assim proceder.  Muitos críticos usam de um peso e duas medidas para julgar as pressões. Acham válidas e apoiam o loby LGBT mas rechaçam as demandas evangélicas. por qual motivo? Na opinião destes críticos seriam os evangélicos cidadãos de segunda categoria? Por que o preconceito contra esta parcela da população? Até agora são muitas perguntas e poucas respostas. 

 

Recomendado para você

1 comentário

  • Charles Carvalho disse:

    Acredito no evangelho, mas não em muitos pastores. Só tenho me decepcionado com pastores. A maioria deles é uma raça que só quer ser abençoada, porém não abençoa ninguém. Por exemplo, se vão alugar um imóvel, ou se precisam de algum serviço querem pelo menor valor, muito abaixo do valor de mercado, mas se vão prestar um serviço…, metem a mão, cobram um absurdo, e ainda têm a cara de pau de dizer que estão abençoando, e pior, não trabalham direito.

    Atualmente o que tem de gente com carteirinha de pastor –que a conseguiu de uma hora para outra–, na “presidência” de templos religiosos, enganando pessoas inocentes… O que tem de pastor que recebe salário de quatro a doze mil, aluguel, plano de saúde, gasolina para deslocamento, MAS não pastoreia suas ovelhas…Ou seja, ganha tudo isso apenas para fazer uma pregaçãozinha uma vez ou outra. Além disso, muitos ainda trabalham por fora extorquindo dinheiro de serviços mal feitos de pintura ou alvenaria que fazem sem qualidade e sem profissionalismo.

    Também sou contra o casamento gay e o homossexualismo, no entanto o homossexual tem uma prática sexual fora dos padrões normais, que feita em local privado não agride ninguém a não ser o próprio homossexual, ao contrário da maioria dos pastores que estão enganando pessoas inocentes e indefesas e acabando com o evangelho, e com a credibilidade dos verdadeiros e consagrados pastores, agredindo com isso toda a população.

    Concluindo, têm mais pastores errados do que as coisas erradas no Brasil. É por isso que temos de ter muito cuidado quando um pastor estiver apoiando alguém para as eleições. Por exemplo, o Pr. Silas, PSICÓLOGO, não é trouxa como ele mesmo diz, ele sabe como persuadir. Uma prova disso é que no site de notícias dele, verdadegospel.com, a equipe dele só publica comentários que favoreçam a ele, mesmo que algum seja ofensivo, mas se a gente fizer um comentário educado discordando da ideologia dele, a equipe dele não publica. E para mim isso não é honestidade!

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 + oito =