“Padre Roberto Lettieri” perde o estado clerical

12886 3

“Padre Roberto Lettieri”,  fundador da  Fraternidade Filhos da Pobreza do Santíssimo Sacramento, mais conhecida como Toca de Assis, perdeu o estado clerical. Isto significa dizer que ele não pode mais exercer as funções sacerdotais, como celebrar a missa e confessar penitentes,  a não ser em perigo de morte de um fiel. A decisão é resultado de um processo  eclesiástico, com detalhes públicos desconhecidos,  instaurado contra o sacerdote.

Irmão Roberto Lettieri continua trabalho com os pobres.

Em 2016, Às vésperas de completar vinte anos de sacerdócio, “Padre Roberto Lettieri” havia reaparecido publicamente com mensagem em vídeo e com página no Facebook. Na mensagem, retirada do ar,  o então padre fazia um agradecimento: “Minha gratidão à Igreja por todo cuidado comigo neste tempo, minha gratidão a você”. “Creio no Senhor que a minha volta está próxima”. “Será uma alegria está de volta, pregar o Evangelho, adorar ao Santíssimo Sacramento, poder manifestar publicamente meu amor aos sofredores de rua”, completou.

Pe. Roberto Lettieri passou um ano, em exílio, em Jerusalém.

Contudo, não foi o que aconteceu. Roberto Lettieri foi afastado da Toca de Assis, em 2009. Dois anos depois, Dom Bruno Gamberini, o então arcebispo Metropolitano de Campinas, escreveu uma carta aos membros da Fraternidade dos Filhos da Pobreza do Santíssimo Sacramento explicando a situação da instituição e de seu fundador. “Padre Roberto solicitou-me a permissão para recolhimento no eremitério franciscano do Getsêmani, em Jerusalém, local que permaneceu por livre vontade, até final de maio de 2010, quando retornou ao Brasil. Desde então, por motivos pessoais, encontra-se em residência particular na Arquidiocese de Campinas, sendo pessoalmente por mim acompanhado”.

Irmão Roberto mantém participação em programas da TV Século 21.

Atualmente, o homem conhecido pelo trabalho com os pobres e promoção da Adoração ao Santíssimo Sacramento se identifica como irmão Roberto e mantém apostolado laico nas redes sociais, com perfis no Instagram, Facebook, Youtube e um site . Deposto do hábito marrom, Roberto Lettieri se apresenta comumente com vestimenta preta e descalço. Irmão Roberto também mantém participação em programas da TV Século 21, como no “Noite Carismática” e “Louvemos o Senhor”,  com pregações  relacionadas a temas de espiritualidade.

Nas redes sociais, o irmão possui muitos seguidores. No Youtube são quase 100 mil inscritos e mais de 22 mil pessoas o acompanham no Instagram. Irmão Roberto continua com o trabalho com os pobres. Em janeiro deste ano, ele foi a Brumadinho, cidade mineira onde aconteceu a catástrofe do estouro de uma barragem que deixou 240 mortos. “Gratidão Senhor Jesus por estar em BRUMADINHO e poder orar por estes verdadeiros servos de seu amor !”, escreveu irmão Roberto em seu Instagram numa postagem acompanhada da foto dele abraçando um bombeiro.

 

3 Comentários

  • Nayara Nirze de Carvalho Couto disse:

    Esse fato aconteceu em 2009, porque tanto atraso na postagem? Alguma novidade no caso? Espero que tudo seja esclarecido, porque esse Padre é um exemplo de amor a Jesus e aos pobres que eu não enxergo em muitos outros padres. Ele vive a pobreza e o silêncio de uma forma sem igual. Fiel a igreja. Gratidão por ele me ensinar a adorar Jesus Cristo vivo no Santíssimo Sacramento

  • Claudia disse:

    Para mim uma vez padre sempre será padre! Força padre Roberto Littiere! Maria roga por ti e pede que coloquemos o senhor e a igreja do mundo inteiro em nossas orações diarias. DEUS está contigo!❤

  • Rodrigo Souza disse:

    Padres como o agora irmão Roberto é que fazem falta, esse afastamento dele é uma coisa mal explicada até hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 4 =