Press ESC to close

pedofilia

28 Articles
3 170
Vanderlúcio Souza

No mês de outubro a Associação de Psiquiatria dos Estados Unidos, na publicação do novo Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais 5ª edição (DSM-V) trocou o termo pedofilia por transtorno pedófilo. A substituição recebeu forte reação dos grupos cristãos que militam contra a pedofilia e a Associação se retratou. “Esse erro será corrigido na versão eletrônica do DSM-5 e na próxima impressão do manual”, diz trecho da nota, mas emenda: “Apoiamos os esforços contínuos para desenvolver tratamentos para pessoas com distúrbio pedófilo, visando prevenir futuros atos de abuso”.

Vanderlúcio Souza

Com este pôst o ANCORADOURO encerra a 1ª série “O outro lado dos fatos” sobre os casos de abusos sexuais na Igreja Católica. O objetivo é oferecer ao leitor uma visão além do que a grande mídia publica convencionalmente.

Nesta postagem o tema é a punição do pedófilo, também escrito por Dom Henrique Soares da Costa, Bispo Titular de Acúfica e Auxiliar de Aracaju, originalmente publicado em seu site.

Vanderlúcio Souza

O ANCORADOURO continua com uma série de postagens sobre a Igreja e os casos de abusos sexuais, mostrando o outro dos fatos, geralmente não divulgados pela grande imprensa. O primeiro artigo foi “Saiba como começou a onda de denúncias de pedofilia na Igreja”.
Neste próximo, o blog apresenta a postura de tolerância zero de Bento XVI desde os tempos de cardeal à frente da Sagrada Congregação para a Doutrina da Fé nos casos de pedofilia e imoralidade cometido por membros da Igreja.

O texto é de Dom Henrique Soares da Costa, Bispo Titular de Acúfica e Auxiliar de Aracaju, originalmente publicado em seu site.

9 256
Vanderlúcio Souza

É notícia recorrente nos grandes veículos de comunicação a associação e a redução do pontificado de Bento XVI aos casos de abusos sexuais cometido por alguns membros da Igreja.

O blog oferece um contraponto nesta reflexão da opinião que usa dois pesos e duas medidas ao tratar casos de pedofilia. Por um lado é omissa ao não se referir em nenhum momento, por exemplo, ao anteprojeto do novo Código Penal brasileiro que pretende reduzir a idade do sexo consensual dos 16 para os 14, favorecendo aos criminosos que cometem a pedofilia.

De outro lado a imprensa não informa o esforço do papa em combater esta mazela, ao contrário, resgata casos antigos como novos, dissemina informações imprecisas e em alguns casos, verdadeiras calúnias.

Vanderlúcio Souza

Na contramão da revolta da apresentadora, marcada pelo abuso sexual, é bom que se diga que na atualidade existem várias entidades espalhadas pelo mundo que militam pela despenalização da pedofilia. Querem, inclusive, transformar o termo abuso sexual por amor intrageracional ou outras aberrações do tipo.

Na ONU, a Comissão sobre população e desenvolvimento anunciou que poderá reconhecer os chamados direitos sexuais e reprodutivos para crianças a partir dos dez anos de idade.