Artesanato da Mente

Após a pandemia não teremos um recomeço, mas sim um novo começo

A Live do Átila Iamarino no Youtube feita no dia 17/04/20 foi muito esclarecedora para entendermos como será o Brasil e o mundo daqui pra frente. O título do vídeo é “Distanciamento social: até quando?”. Deixarei o link no final do texto caso queira assisti-lo.

O que ele e sua convidada Monica de Bolle muito enfatizaram é que o coronavírus, por ser um vírus que ainda não tem vacina, todos nós potencialmente podemos contrai-lo e adoecer. Enquanto não houver uma imunização em massa, ele sempre continuará à espreita, ou seja, retornar para as atividades de forma idêntica ao que se fazia antes da pandemia será simplesmente impossível.

As palavras do momento são adaptação e reinvenção. Os que têm trabalhos já mais voltados para home office ou que facilmente podem entrar nesse sistema terão que se adaptar. No entanto, muitos setores terão que se reinventar completamente.

Quero comentar sobre setores que terão que se reinventar. Sabe qual é um dos principais? Os Shoppings. Perceba! Os Shoppings recebem diariamente milhares de pessoas e tudo que o mundo mais precisa agora e ainda por muitos meses à frente é evitar aglomerações. Uma medida simples e eficaz que provavelmente será tomada é a limitação de clientes que entrarão tanto no shopping quanto nas lojas. Já existe o sistema digital que contabiliza o número de clientes que entram e que saem, tipo aquele que você vê dos estacionamentos sabe?

É provável que esse sistema se torne obrigatório em todos os lugares. Por exemplo, tal shopping só pode entrar até 500 pessoas. Chegou a esse número, os que vierem em seguida terão que voltar para casa e retornar em outra hora.

Outra medida que provavelmente vai acontecer é que o uso de máscaras nos ambientes fechados será obrigatório, como nos cinemas, salões de palestras, salões de jogos etc. muita gente já irá com máscaras e os que chegarem sem, terão que comprar na portaria dos shoppings e estabelecimentos para só então entrarem.

Essa limitação de pessoas também será ampliado para campos de futebol, quadras poliesportivas, eventos de empresas, rodoviárias, aeroportos, restaurantes grandes etc. etc. a lista é bem longa.

Outra medida que é bem provável que seja tomada é nos salões ou arquibancadas os clientes sentem em cadeiras com o afastamento das poltronas da esquerda, da direita, da frente e de trás. Ou seja, as pessoas sentarão em fileiras alternadas e afastadas umas das outras. Só lembrando que isso será temporário. Obviamente chegará o momento no qual isso deixará de ser necessário!

Com relação às escolas e universidades eu realmente tenho muitas dúvidas e os próprios Átila e Monica também expressaram essa dúvida. Certamente os cuidados de higiene como máscaras, uso de álcool em gel e o lavar as mãos com frequência continuará por no mínimo um ano e meio à dois anos e muitas faculdades adotarão de forma predominante o EAD (Ensino à Distância).

Como resultado de tudo isso, a nossa relação com o consumo será mudada querendo ou não, gostando ou não. Estamos sendo obrigados a mudar nossas prioridades e gastos essenciais. Já está acontecendo um despertar de muitas pessoas sobre o fato de que faziam fora de casa muitas coisas que poderiam ser feitas em casa e isso tem sim um lado bem positivo que é a simplificação da vida e também a otimização do tempo.

Há uma possibilidade real de diminuir o trânsito nas ruas de forma definitiva sabia? Pois muitos vão se adaptar a novas formas de trabalhar e vão transformar em um verdadeiro hábito o home office. Interessante não acha?

Enfim! Há muito, muito mais mudanças acontecendo e que continuarão acontecendo e até nos surpreendendo. Concluo repetindo o que eles disseram várias vezes: “Não teremos um recomeço, mas sim um novo começo…”. Definitivamente um mundo bem diferente está sendo construído. Vamos nos adaptar e nos reinventar!

* Live do Átila Iamarino

 

 

 

Recomendado para você