Artesanato da Mente

A única forma de mudar a realidade do mundo

0 2

Estamos há vários meses enfrentando uma pandemia bem grave na qual, até esse momento (final de setembro de 2020), já matou oficialmente mais de 1 milhão de seres humanos! O mundo deu um imenso chacoalhão e todos nós sofremos esse impacto, em maior ou menor grau.

Venho refletindo bastante sobre o que será de nós e do planeta após passar essa pandemia. Muita gente tem um olhar de desesperança, de achar que a humanidade não tem mais jeito, que estamos todos perdidos, que está vindo o apocalipse total. Discordo dessa visão que penso ser bem catastrofista.

O que me inspirou na escrita desse texto foi várias ideias interessantes que estou ouvindo de diversos terapeutas. Você observou que nunca se disseminou e se falou tanto sobre Psicologia, Psicanálise, terapias holísticas e medicinas naturais como agora?

Algumas das modas do momento são a meditação, a Yoga, o Mindfulness, o Ayurveda, a alimentação vegana etc. etc.

Você não faz ideia do poder que essas ciências antigas têm para a coletividade no longo prazo. As pessoas que estão mergulhando de corpo e alma nelas e percebendo a verdadeira revolução em suas vidas, com benefícios tais como: melhora da imunidade e da saúde como um todo, emagrecimento e mais equilíbrio na alimentação, diminuição das ansiedades e também das depressões ou tristezas profundas, maior lucidez e longevidade etc.

O que venho percebendo através dos meus estudos, da observação de muitas pessoas e que também venho intuindo é que esse sistema de vida doentio que estamos inseridos, que devasta nossa vida, nosso equilíbrio e os recursos do planeta, está com seus dias contados.

Parte desse desequilíbrio todo é o fato de que antes de todas as grandes mudanças sempre há um momento de resistência ao novo sabe? As forças que estão vinculadas a esse velho sistema não querem de jeito nenhum perder seu poder e influência sobre o coletivo, então são criados conflitos e mais conflitos.

Mas ao ver tudo isso, foco no positivo, foco em saber que assim como eu mesmo estou cada vez mais me movimentando para me adequar a esse novo mundo mais sutil, que tem mais respeito ao planeta, com todos os seus ciclos naturais, milhões e milhões de outras pessoas estão fazendo o mesmo!

Li recentemente uma frase que compila o que estou dizendo aqui e pode nos encher de esperança. Ela diz: “Você não muda as coisas lutando contra a realidade atual. Para mudar algo é preciso construir um modelo novo que tornará o modelo atual obsoleto” – Buckminster Fuller.

Aos pouquinhos mais e mais pessoas estão percebendo que esse capitalismo agressivo e destruidor só pode nos levar a um destino: nossa autodestruição!

Ao percebermos de forma coletiva que uma vida mais simples, com uma alimentação mais natural, com um contato constante com a natureza e seus recursos, dando tempo todos os dias para uma meditação, alimentando a mente com conhecimentos elevados, deixando um tempo vasto para estar na companhia das pessoas que mais ama, também tendo a consciência de que se exercitar é tão vital quanto respirar, que precisamos movimentar nosso corpo todos os dias etc. etc. Aí sim, vamos mudar definitivamente esse sistema perverso, porque não fará mais sentido continuar se autodestruindo como estamos fazendo até então!

Da mesma forma que, através do avanço da tecnologia, naturalmente as coisas foram se modificando e aperfeiçoando, assim será também conosco como humanidade e sistemas de governo!

Sei que não viverei a tempo de ver o planeta Terra com a humanidade inteira sendo de fato humana, fraterna, solidária, compassiva, mas eu fico imensamente feliz em ser um dos construtores ativos desse novo mundo!

Sim! Essa é a forma de mudar o mundo, aliás, a única forma possível! Através da obsolescência do modelo atual…

 

Recomendado para você

2 Comentários

  • Anita Di Marco disse:

    Olá, Isaías, que texto lindo. Que jeito suave de chamar a atenção de todos nós.
    Oxalá possamos perceber tudo isso a tempo, antes da nossa própria destruição.
    Viva Buckminster Fuller, um viva aos reformadores de todas as épocas!
    Grande abraço

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *