Blog do Leão

Botafogo-PB 0x0 Fortaleza – Zero cá, zero lá

2132 28
Mais uma vez, Fortaleza e Botafogo-PB ficaram no 0x0

Mais uma vez, Fortaleza e Botafogo-PB ficaram no 0x0

Caros tricolores, Fortaleza e Botafogo repetiram o placar do primeiro turno. E zero não foi só o placar dos jogos, foi também a nota para o capricho nas finalizações. O Leão entrou em campo na cômoda posição de “dê no que der”. O Botafogo que não é um time fraco do nosso grupo e que precisava e muito dos três pontos não conseguiu impor seu ritmo, e este foi o maior mérito tricolor na partida, ou seja, mesmo sem precisar fazer força, não deixou o time da casa conseguir o que precisava. Robert e Fernandinho ( e Radar) fizeram falta, é verdade, talvez menos que a necessidade de vitória.
Além de não tomar gols, outro objetivo dentro do planejado foi o terceiro cartão de Guto no final do jogo, único atleta que estava pendurado com dois cartões amarelos.
Enfim, valendo ou não valendo, a maior deficiência é a mesma: transformar a posse de bola em gols. Marcelinho e Edinho poderiam melhorar essas estatísticas se calibrassem os chutes de longa distância.
Só falta mais um jogo para “treinar”.  Mas tempo de sobrar pra aprimorar. Vamos em frente, Leão!

Botafogo-PB 0x0 Fortaleza

Competição: Campeonato Brasileiro – Série C – 17ª Rodada;
Local: Estádio José Américo de Almeida Filho (O Almeidão) – João Pessoa-PB;
Data: 28/09/2014;
Hora: 19h00;
Público Pagante: 6.873;
Público Não Pagante: 418;
Público Total: 7.291;

Renda: R$ 82.663,00.
Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima – RS (ASP-FIFA);

Cartões Amarelos: Botafogo: Zé Leandro (09’ – 2ºT); Hércules (18’ – 2ºT) e Leomir (32’ – 2ºT). Fortaleza: Guto (41’ – 2ºT).
Botafogo: 1 – Genivaldo; 2 – Zé Leandro (14 – Ferreira – 18’_2ºT); 3 – Magno Alves; 4 – André Lima (19 – Izaías – 27’_2ºT); 6 – Alex Cazumba; 5 – Zaquel; 7 – Hércules; 8 – Chapinha; 10 – Lenilson (17 – Leomir – 15’_2ºT); 9 – Frontini e 11 – Wanderley. Técnico: Marcelo Vilar.
Fortaleza: 1 – Ricardo; 2 – Tiago Cametá; 3 – Luiz Eduardo; 4 – Genilson; 6 – Adalberto (14 – Hudson – 45’_1ºT); 5 – Guto; 7 – Corrêa (15 – Adriano – 31’_2ºT); 8 – Edinho; 10 – Marcelinho Paraíba (16 – Erick Flores – 19’_2ºT); 9 – Zulú e 11 – Waldison. Técnico: Marcelo Chamusca.