Blog do Vozão

Clássico-Rei no PV com uma ou com as duas torcidas?

325 35

Caros amigos leitores, tenho escutado muitos comentários dando conta de que o Clássico-Rei no Estadual de 2012 poderá ser disputado com a presença de uma só torcida no PV. Segundo a Policia Militar do Estado, a realização das partidas com a presença de apenas uma torcida no Estádio seria a melhor solução para evitar um possível confronto entre “torcedores”.

Pois bem, irei externar aqui minha opinião com respeito ao assunto: Prefiro que as partidas sejam disputadas com a presença das duas torcidas, pois na minha ótica, os baderneiros são os mesmos, independente do local em que o jogo seja disputado, se no PV ou no Castelão, para isso, basta que a PM identifique os baderneiros (acredito que ela já saiba quem são) e monte um esquema para não permitir que eles entrem em ação, pois não é justo privar o verdadeiro torcedor do direito de ver a melhor mercadoria que temos no Estado, em nível de futebol, por conta da PM não conseguir controlar meia dúzia de baderneiros nos arredores do Estádio.

Aceitar o jogo entre as duas maiores potencias no futebol do Ceará disputado com a presença de apenas uma torcida no Estádio, é dar ponto para os marginais travestidos de torcedores, além de um atestado de incompetência da Policia Militar do Estado.

E você caro leitor, o que tem a dizer com relação ao assunto?

Saudações Alvinegras!

35 Comentários

  • George disse:

    Sou a favor das duas torcidas, exceto as organizadas… Se lá em Salvador a Força Independente e a Cearamor brigaram, imagine com a TUF.

    Torcida organizadas como Cearamor, Força Independente, TUF, JGT são o cancer do futebol cearense….

    Sou a favor que essas torcidas sejam proibidas nos estádios. A tempos não contribuem em nada com os times.

  • VOZAO disse:

    com uma pq so existe a do ceara o outro e so pra completar kkkkkkkk

  • Paulo Vozão disse:

    Não é a Policia que não tem condições, primeiro os baderneiros são muitos tanto de uma como da outra torcida, os cidadões afastam-se do estádio quando existe a possibilidade destes confontros.
    O estádio do PV é insuficiente para acomodar um Clássico, em Minas Gerais é adotado o sistema de torcida única, tb pq o estádio é pequeno para as duas torcidas.
    Os dois times juntamente com a Federação deveriam procurar o PFC para vender os clássicos.
    Me explique como ficará a Divisão nas SOCIAIS?
    Dizem que brigaram fora do estádio, aí sim, será a minoria, é diferente de um cidadão desavisado ou por falta de espaço que se acomode próximo a baderneiros.

  • Leonardo disse:

    Clássico pra uma torcida só acho a melhor opção. É melhor não dar chances para que confusões aconteçam, do que insistir numa ideia arriscada com potencial trágico muito grande para todos. Estou apoiando a ideia das autoridades!

  • PIO JUNIOR - BIRITEIROS ALVINEGROS disse:

    Caro Weiber e amigos do blog.
    Na minha opinião se já era perigoso ir assistir ao clássico rei no Castelão, imagine no PV.
    Mas gostaria de dar um recado aos ditos torcedores rivais que gostam de briga:
    Deixem de ser abestados, porque enquanto voces ficam trocando tapas, murros e pedradas fora ou dentro do estádio os jogadores dos dois times em sua grande maioria não estão nem aí. Eles vão juntos as belas praias de nossa cidade, aos pagodes e casas de forró. Enquanto voces brigam por nada, eles curtem a maravilhosa vida noturna de nossa hospitaleira cidade.
    Rivalidade meu caro Weiber só existe entre torcidas que se dizem inimigas.Os torcedores ficam se matando, sofrendo, arrancando os cabelos da cabeça e os mercenários totalmente descompromissados com o time, curtindo as noites e exigindo mais e mais dinheiro no bolso. Os jogadores dos dois maiores times do estado são super amigos. Pergunte a qualquer um se eles entrariam na porrada com os do rival pra defender a sua camisa. Coisa nenhuma! E a gente vendo que até mortes já teve entre torcedores do nosso futebol…Pensem nisso!
    Saudações alvinegras!!!
    http://www.biriteirosalvinegros.com

    Caro Pio Jr, o que vc falou é a mais pura verdade e eu sem muito bem disso.
    Weiber Castro
    SA!

  • Sávio Feitoza Vozão disse:

    Weiber, acho que seu posicionamento é louvável, mas o que acontece é que, quem está na frente da segurança parece que só enxerga dentro do PV. No interior do estádio não acontece nada, o problema é fora, quem sofre são os moradores das cercanias do PV, que têm que aguentar as gangues das torcidas “organizadas”. Sou do tempo em que íamos ao estádio com amigos que torciam pelo rival, assistíamos jogos no castraleão, naquele setor do meio, quase sem separação da polícia. Anteriormente me posicionei acho que foi no blog do Graziane sobre esse assunto. Optei por torcida única, mas fiz uma ressalva, com a idéia do clássico com 2 torcidas, limitado a 10 mil pessoas, ingressos mais caros e sem a presença das “maravilhosas” torcidas “organizadas”. Saudações Alvinegras.

    Caro Sávio, vc disse exatamente o que escrevi no Blog, os baderneiros são sempre os mesmo e, se nós sabemos quem são, imagine a PM. Basta neutralizar eles. O problema não é dentro do PV, muito pelo contrário, o estádio agora é dotado de câmeras de monitoramento o que facilita o trabalho da PM.
    Weiber Castro
    SA!

  • Luterino disse:

    Bom dia Weiber e amigos ALVINEGROS!
    Minha opinião é meio radical, mas mesmo assim vou expressa-la:
    Na minha opinião o jogo tem que ser com as duas torcidas; Se a PM concordar com uma torcida só, estará assinando seu atestado de falência, e admitindo publicamente que é incompentente e mais fraca do que as duas maiores gangs do futebol cearense, cearamor e tuf.
    Eu faria da seguinte forma:
    A-Proibição total de gangs organizadas no PV e em seus arredores; Só entra torcedor que não faça parte das gangs.
    B-Policiamento ostensivo; Ao menor sinal de confusão a policia deveria descer a borracha, mas descer com gosto mesmo, nos baderneiros. Estádio de futebol não é lugar de confronto.
    C-Aumentar o preço do ingresso, se possivel dobrar o preço.
    Sei que é extremamente antipatico fazer isto, mas não tem outra forma, pois do contrário vão destruir totalmente o PV e aí eu quero ver aonde vamos jogar o resto do campeonato.
    Eu sou de um tempo aonde tinha rodada dupla no PV na época que o Castelão tava sem iluminação, e os conflitos eram minimos, porém depois que surgiram estas gangs que se fartam de ganhar dinheiro as custas dos times, a coisa virou praça de guerra. Ninguem respeita ninguem, briga até mesmo com a própria torcida como vimos em Salvador. Já falei aqui uma vez, e falo quantas sejam preciso, eu já fui assaltado no estacionamento do Castelão por dois vagabundos safados com camisa da cearamor, e eu com camisa do CSC, nem isso os caras respeitam, roubam torcedores do mesmo time, na epoca me levaram um MP4 e ainda levei um tabefe no “pé-da-ureia”.
    Porém é bom se preparar, vai ter gente que vai da corda para ser um jogo normal, que as gangs devam comparecer, por exemplo gente tipo o ex deputado Gomes Farias, que nunca fez nada pelo nosso CSC, e que paga ingressos para a cearamor ir aos jogos, visando fazer média com a torcida.
    Se não tomarem cuidado vão destruir o PV, pode esperar.
    S.A.

  • Diego Barbosa disse:

    Infelizmente Weiber não são só meia duzia de baderneiros, são muito mais que isso. Quando um vagabundo sai de sua casa ja mal intencionado a cometer atos de violencia não há esquema de segurança no mundo que der jeito. Se um torcedor de bem que vai para o estadio torcer pelo seu clube se encontra com um bando de baderneiro desses sem querer ( o que é bem provavel, principalmente naquelas ruas apertadas do Benfica ), os baderneiros vai atraz de confusão, agride, toma a camisa, existe esse tipo de problema infelizmente, e as vezes quem paga o preço é o torcedor de bem que vai ao estadio, por isso sou de acordo com classico de uma torcida só no PV.

    Caro Diego, e onde fica o trabalho da policia?
    Weiber Castro
    SA!

  • Gabriela disse:

    No PV, sou a favor só de uma torcida. O PV não tem a estrutura que tem o Castelão.
    Se no jogo Ceará x Cruzeiro houve confusão, imagina em um clássico-rei.
    Claro que não é a mesma coisa um jogo com apenas uma torcida, mas a segurança do torcedor tem que vim em primeiro lugar.

  • Diego Barbosa disse:

    Vai ter um policial para cada torcedor?

    Claro que não meu caro, quando me referi ao trabalho da PM, quis dizer com relação a isso que vc escreveu –> “Quando um vagabundo sai de sua casa ja mal intencionado a cometer atos de violência não há esquema de segurança no mundo que der jeito.”
    SA!

  • whermeson bezerra disse:

    No PV, sou a favor de torcida única por dois motivos: 1) segurança: com uma torcida, os riscos de violência ficam minimizados. Considero que ainda teremos problemas pois o caminho até o estádio pode conter “armadilhas” de “torcedores” que só querem alimentar o instinto de violência. 2) financeiro: com uma torcida, o estádio tem mais chances de ficar lotado em sua capacidade máxima. Com duas torcidas, a polícia terá que deixar cadeiras vazias para separar as torcidas, o que totalizará entre 1000 e 4000 locais vazios. Se calcularmos um preço mínimo de R$ 20,00, os times terão uma renda com menos R$ 20.000,00 a R$ 80.000,00 de receita. Penso que para o Campeonato Cearense, quaisquer valores a mais diminuem o prejuízo que os times declaram ter no campeonato.

  • Diego Barbosa disse:

    Torcidas “organizadas”, é exatamente ai onde esta 95% da violencia nas praças esportivas, os caras não gritão o nome do time, gritão o nome da torcida e muitas vezes com gritos de insentivo a violencia. Por isso o 1° passo para acabar com essa violencia é acabar com as “organizadas”, depois punir, mais punir com seriedade os vandalos que costuma frequentar os estadios. Concordo com vc, tbm gostaria de que o classico fosse disputado com presença das duas torcidas, mais infelizmente é inevitavel o encontro desses vagabundos nas ruas do Benfica, e quem é o mais prejudicado????
    O torcedor de bem que vai ao estadio e o morador que tem que aguentar todo esse transtorno. È como ja falei aqui neste blog, quando o torcedor sai da sua casa predestinado a fazer ato de vandalismo e brigar, não tem esquema de segurança no mundo que der jeito. Tem que ter punição primeiramente e severa, para ai sim dividimos qualquer estadio aqui no Brasil com a presença de duas torcidas riavis.
    Um abraço e saudações ALVINEGRAS…

  • Domingos-Massapê-CE disse:

    ATENÇÃO CEARÁ: OS TIMES DA B ESTAÕ SE REFORÇANDO COM JOGADORES CAROS. SÓ UM EX DO GOIAS, QUE CONTRATOU O LATERAL DIREITO ALESSANDRO, TITULAR DO BOTAFOGO NO BRASILEIRAO. O REBAIXADO AMERICA MG CONTRATOU O ARTILHEIRO DO NÁUTICO BRUNO MENEGHEL. NAO ADIANTA SE REFORÇAR COM JOGADORES DESCONHECIDOS. SA

  • Rafael de Almeida Alves disse:

    Torcida única é o que tem que ser. Quanto menor o volume de pessoas a ir assistir o jogo, mais facil será controlar o vandalismo fora do estadio. A PM não faz nenhum trabalho direito, então dizer que a PM tem que fazer o seu tabalho é inocencia e quem acaba pagando são as pessoas que moram perto do PV como Eu que em dia de classicos não podia sair de casa.

    Até na Holanda (país exemplar em termos de qualidade de vida) os classicos entre Ajax e Feyenoord são com torcida unica. E isso por que a policia de lá é bem mais preparada do que a PM cearense, Então porque aqui, onde claramente não há condições de segurança na partida o jogo deve ter 2 torcidas? A federação quando defende a presença de ambas torcidas está pensando apenas na receita $$$ e as os moradores que se lixem.

  • franklin Araujo disse:

    Bem pela primeira vez vou dar minha opinião neste blog,sou um torcedor q deixei de ir ao estadio devido a violencia tanto dos vagabundos quanto dos policiais que trata qualquer um no estadio como tal,pra mim é torcida unica,o torcedor tem q ser respeitado nesse futebol ,outra coisa sabe oque os nossos dirigentes querem? só querem dinheiro eles não estão nem ai para o torcedor. sabe quanto eles querem de ingresso para cada torcida no PV? 9 mil pra cada , isso mesmo vc soma isso e da 18mil torcedores numa bomba relogio chamado PV,não vivemos mas como antigamente,estamos num pais em que suas leis criminais ainda são da decada de 40,não podemos alimentar esse absurdo , pois se acontecer o pior ninguém q apoiou esse absurdo vai assumir a culpa ai vão botar a culpa na PM pois ela é q tem que resolver esse problema ,mas todo mundo esquece que ela até q faz o seu papel,só q a justiça faz o contrario, soltando o vagabundo pra fazer os crimes novamente.muito obrigado!

  • Paulo Vozão disse:

    Baderneiro não respeita polícia, quer o confronto, prova disto foi o rapaz que invadiu o campo no jogo Ceara x Bahia, o site do terra faz previsão de uma multa alta para os dois clubes.
    Primeiro a imprensa teria que se manifestar claramente contra os baderneiros, desestimular os torcedores a se engajarem nestes grupos.
    A repressão policial exagerada tambem comete erros e afasta o cidadão do estádio.

  • FJP disse:

    Caro,
    Sou favorável ao jogo de uma só torcida.
    No Castelão já é um risco monstro imagine em um espaço infinitamente mais restrito. Estes mal elementos que querem se enfrentar, vão fazê-lo até num raio de 50Km. Se não se encontrarem vão atrás uns dos outros.
    E o que é pior é que é só a torcida do Ceará que aparece de ruim na história (que tem marginal na mesma medida, entenda). Cito só o caso da depredação recente do PV. Após um dos jogos dos desesperados, anunciaram que “as torcidas” estavam quebrando o PV. Logo em seguida apareceu uma foto dos bacanas de abadás quebrando as cadeiras no estádio.
    (Sou do tempo em que torcedores de dois times adversários iam juntos no mesmo ônibus…)

  • Luterino disse:

    Concordo Weiber quando vc fala que as “figurinhas” que começam a esculhambação são sempre as mesmas, a PM não toma uma posição energica talvez pelo fato de ter sempre alguem para defender os mesmos, a exemplo do que o ex deputado Gomes Farias faz com os bandidos da cearamor, com o que certos radialistas fazem com a gand tuf. Agora o que eu não acho justo é o torcedor de bem pagar conta, se privando de ir ao estádio por causa de um bando de bandidos que se disfarçam de torcedores.
    O ideal seria que estas gangs acabassem, que fosse enquadrados como crimonosos os membros, mas infelizmente torcida organizada dá voto, e aí meu irmão, tá cheio de safado querendo levar proveito da situação.
    S.A.

  • vozao de coraçao disse:

    Se for de duas torcidas eu nao vou.
    alias, todos os cidadaos ficarao com medo de ir.
    tenho certeza que terá muita confusao tanto no trajeto quanto no proprio estadio.
    na minha concepçao, pelo que vi do pv, é impossivel duas torcidas rivais ali.

  • Bosco disse:

    Essa historia de uma torcida, foi inventada em Minas, mas la e diferente, as torcidas precisam viajar e ocupam uma cidadezinha do interior antes do jogo alem do mais a viajem de volta para casa torna-se numa aventura muito perigosa.

    Antigamente estudavam os homens no Liceu e as mulheres no Justiniano de Serpa. Diziam que nao havia como segurar homem junto com mulher por mais bedel (chamavam de inspetor escolar) que tivessem espalhados dentro da escola. E olha que eram muitos.

    Hoje ate colegio de freiras e de padres sao mixtos e nao ha mais a figura do bedel. E o mundo nem se acabou. Disseram que o divorcio acabaria com a familia, mas acabou foi com a hipocrisia dos que viviam por conviniencia.

    Se o problema e falta de seguranca, que tal proibir as pessoas de se divertirem pela madrugada? Os crimes e acidentes acontecem mais durante a madrugada. Sera que o numero de bandidos nas ruas nao e maior do que dentro do PV?

    Se o eleitor bem pensasse nao votaria num governador que se elegeu com a bandeira da seguranca publica e nao possue se quer um projeto competente para garantir ao eleitor o direito de assistr ao classico rei como sempre fizemos desde crianca levados por nossos pais e avos.

    Se eu fosse o governador demitiria o policial que falasse em uma so torcida.

    Quem nos garante que daqui ate 2014 nao vai aparecer quem venha dizer que 68 mil lugares e pouco para as torcidas cearenses e que os classicos terao que ser de uma so torcida?

    Parem com isso minha gente, nao entregue aos incompetentes o nosso direito mais sagrado e elementar que e o direito de ir e vir e principalmente o de ir a um classico. Eles que montem um projeto de seguranca, pois foi para isso que foram eleitos.

    Quem no

  • Luterino disse:

    Bom dia Weiber!!!
    Todos os comentários culpam, e de forma certíssima, as torcidas organizadas pela violência nos estádios. O torcedor de bem se afasta por conta destes marginais safados que saem de casa para ir ao jogo no intuito de brigar, fazer quebra-quebra, cometer roubos, etc. Porque o ministério publico não entra com uma medida para proibir estes bandidos de irem aos estádios? Gostaria que alguém aqui do blog, me apontasse uma coisa de útil, uma apenas que a gang cearamor fez de bom pelo nosso CSC ao longo da história.
    Qual sua opinião?

  • Gilson disse:

    Na atualidade, os jogos no PV devem sim ser com torcida única, pois no último jogo que ocorreu entre Ceará X Stella no PV, em plena manhã de domingo, após o jogo ocorreu grande degladiação entre torcedores dos dois times na Av. Borges de Melo. Na época para fugir da violência do confronto eu pulei o muro do colégio Filgueiras Lima, juntamente com três colegas. Me lembro que para acabar com confronto estavam Cavalaria, Choque e o policiamento normal. Portanto torcida única é a solução. Com Relação as palavras do sr. Mauro Carmélio, que se mostrou contrário, seria um atestado de confiança se ele afirmasse que a FCF se resposabilizaria por qualquer problema em vez de utilizar os chapeu dos outros e ainda chamá-los de incompetente.
    Deve ainda ser levado em conta que naquela época, eu presenciei dois ônibus, terem seus vidros quebrados a pedradas, fiquei estarrecido com aquela cena.

  • Carlão, um vozão na Bahia disse:

    Não chamaria de torcida organizada, mas de Quadrilha Organizada. Aqui em salvador ocorre o mesmo. Sendo que nos jogos do vitoria como mandante, o jogo é no barradão, e torcedor do bahia vai lá pra brigar. O bahia como mandante o jogo é no pituaçu e a coisa se inverte. Aqui a policia bate mesmo. Weiber, onde faço academia tem uns caras que malham por 3, 4 horas somente se preparando para confrontos desse tipo, entre torcidas. Ouço os caras falando coisas do tipo: “domingo o bicho vai pegar”, “vai ter cacete e muito”, referindo-se ao encontro de torcidas fora dos estadios. Acredito que em fortaleza seja assim tambem. As academias estão cheias desses individuos que se acham o rei da cocada preta, os fortões que, junto com a gang são feras, mas sozinhos são uns covardes. Sou a favor de torcida dupla com venda reduzida de ingressos mais caros e com a policia filmando tudo, para prender imediatamente, crime inafiançável, os baderneiros das “organizadas”. Estive no jogo contra o bahia no pituaçu, sofri os efeitos do gas de pimenta, eu e minha filha, só nao me arrependi de ter ido porque vi a maioria dos torcedores querendo paz, enquanto que alguns safados se deslocaram 1300 km pra dar mau exemplo em salvador. Durante varios dias fiquei ouvindo comentários negativos a respeito do comportamento de nossa torcida. Uma vergonha!!!!!!

  • Walber Filgueiras disse:

    Concordo que seja com a presença das duas torcidas, pois a disputa nas arquibancadas além do acirramento das torcidas na disputa qual a mais inflamada e que com certeza dar o brilho ao espetáculo, existem as gozações mútuas que são no mínimo hilariantes. Dentro do estádio, pouco se ver enfrentamentos, mesmo porque há o policiamento ostensivo, o problema é fora do estádio e não podemos comparar o PV ao Castelão, visto a extensão ou espaços de dispersão do público torcedor. No PV as ruas que o ladeiam são estreitas e que tem como peculiar as residências, onde mesmo em jogos normais por conta do vandalismo, essas famílias sofrem as consequências.Baseado neste princípio é que opto por um jogo de uma torcida, mesmos abendo que cabe ao aparelho policial manter a ordem, mas convenhamos é inpraticável conter em vários pontos e ao mesmo tempo esses vândalos, com a disponibilidade de policiais.

  • Ramon disse:

    Quando eu morava em Fortaleza costumava ir a TODOS os jogos do vozão no PV ou no Castelão. No PV, quase fui assaltado pelas gangs travestidas/infiltradas de/na Cearamor. Passei a frequentar o chamado cimento especial. Sinceramente, não me sentia seguro para ir aos jogos entre o Ceará e o Fortaleza nem no Castelão. Creio que no PV a insegurança ainda seria maior. Talvez, uma boa ideia seria uma solução que vi na Argentina, no clássico entre River Plate e Indepiendente: havia uma cota minúscula para o “visitante”, talvez dez por cento da capacidade. Ao final da partida, deram quinze minutos para a evacuação da “minoria” que saiu escoltada. Logo depois saiu a torcida mandante. As chances de ter algum atrito são mínimas desta maneira.

  • Murilo Mendes disse:

    Bom dia, Sou a favor do jogo com as duas torcidas, mas com 90% dos ingressos para o time mandante e 10% para o visitante. Valeu!

  • Emanuel disse:

    Caro Weiber sou seu fan nas colocações de seu blog, Mas dessa vez não vou concorda com sua opinião, Primeiro lii alguns comentários dos torcedores, e vi que a maioria deles relembrava o passado onde os torcedores tanto de Ceará e Fortaleza assistia jogos todos juntos nas arquibancada sem divisões, Quero dizer pro torcedor cearense que esse problema não é só aqui, mais em todo Brasil, a idéia da polícia é ótima, torcida única pois o que está em jogo é a integridade física dos torcedores, Se no castelão que é 1 Estádio grande prezenciamos violência de todos os lados imagine no PV que é 1 Estadio de menor expressão, Aí eu pergunto pro senhores quem vai segurar essas 2 massas no espaço pequeno? A opinião de não deixar as Organizadas entar é muito fácil um vándalo vestir a blusa do clube e entrar no estádio quem garante, Então é melhor previnir Clássico Rei nos tempos de hoje aqui no Ceará só tem 1 Estádio e ele está em Reforma, Os dirigentes só pensam na grana pois ele vão
    pro jogo de carro não vão de busão como eu, Quero dar os parabens a polícia Militar por priorizar em 1 lugar a segurança…..

    Grande Emanuel, obrigado pelas palavras, mas fique a vontade para discordar, afinal, esse espaço tem a finalidade de discutirmos ideias.
    Weiber Castro
    SA!

  • George disse:

    Sugiro acabar com as torcidas Organizadas antes que elas acabem como o Futebol…

  • Ramon disse:

    Emanuel, também sou do tempo em que se assistia ao jogo com as duas torcidas juntas, sem que houvesse confusão séria, mas o tempo agora, neste ponto, infelizmente, é outro. Ah, galera, só pra lembrar, hoje, é o último dia para o CSC depositar a grana para o clube detentor do passe do Osvaldo. Assim, o vozão terá direito sobre a venda do jogador para outro clube. Ou se preferir, ficar com o atleta para campanha de retorno A, em 2012. A data-limite é dia 31/12, mas amanhã é feriado bancário e depois é sábado. Levando em conta a política de radicalização da miséria no clube, não devemos mesmo contar com o único atacante que se salvou deste infeliz time de 2011, mas podemos economizar alguns milhões na negociação do atleta. Grande teste para a nossa diretoria mostrar sua competência. Mas, algo me diz que vamos sair desta peleja com uma mão na frente e outra……também.

  • vozao sempre!! disse:

    Tantos discursos bonitos favoraveis ao classico com duas torcidas. Será que os que defendem o classico com as duas torcidas terao realmente coragem de ir ao jogo?
    fica a pergunta no ar!

  • Bosco disse:

    Concordo plenamente que se respeite o Estatuto do Torcedor dando apenas 10% dos ingressos para o torcedor do clube visitante. Eles sairiam primeiro do PV.

  • claudio disse:

    Uma torcida. Entendo que o espetáculo é prejudicado, mas de que adianta um grande espetáculo dentro do estádio, se no dia seguinte os jornais estão cheios de espetáculos de guerra após o jogo. NÃO tem condição da policia dar conta da segurança fora do estádio. Melhoraram a estrutura do PV (até câmera de segurança tem) mas a estrutura e comando da policia continua a mesma. No dia que a policia puder dar conta…ótimo. Se não tem como fazer isso, tem de ser torcida única. Não vejo a hora de assistir a um clássico, mas se for para duas torcidas, vou esperar o Castelão (e olhe lá).

  • Alisson Cardoso disse:

    Vc ta completamente certo, a polícia tem sim como controlar a situação. Até porque torcida é coração, e o que é um classico rei sem o apoio das torcidas?!

  • davi oliveira disse:

    tem que ter as duas torcidas sim ,como e que vão dizer quem e a maior da capital. Claro e a cearamor

  • Renata Soares disse:

    O problema é que os baderneiros são muitos e a nossa polícia é despreparada e desorganizada, Prefiro ver um clássico a não ver nehum.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − 7 =