Blog do Vozão

Ceará 1×2 FEC – Castigo merecido

2790 68

Romário teve atuação razoável em seu primeiro clássico-rei

Caros Alvinegros, o que dizer de um time cheio de jogadores passado na casca do alho, como se diz na gíria futebolística, em um clássico, permitir tomar uma virada nos acréscimos da partida? Pois é meus caros, não tem o que dizer mesmo, se não apenas lamentar.

Falando sobre a partida, no primeiro tempo tivemos um jogo equilibrado, com o time deles criando mais chances claras de de gol, mas muito abaixo do que se esperava para um clássico. No segundo fomos um pouco melhor, abrimos o marcador, poderíamos ter garantido a vitória, mas não fizemos isso. Enquanto as três substituições feitas por eles surtiram efeito positivo, Dimas Filgueiras não foi feliz nas alterações que fez e o efeito acabou sendo negativo, pois com as entradas de Rogerinho, Misael e Éderson, o time caiu de produção e acabamos chamando o adversário para nosso campo, permitindo a virada.

É preciso que se entenda que o que faz um time ser ofensivo não é a quantidade de atacantes que é utilizado na partida, mas sim a postura do time dentro de campo. De nada adianta jogar com três, quatro ou até cinco atacantes, se dentro de campo a postura é defensiva, principalmente depois que o time abre o placar.

Se a vitória deles foi merecida isso eu não sei, mas que o castigo da derrota foi merecido para nós, isso não tenho duvidas. Que ela sirva para que algumas coisas sejam revistas e que lições sejam tiradas, pois perdemos um clássico em uma hora que se podia perder (se é que existe hora para perder). Agora é levantar a cabeça, pois perdemos uma batalha, mas não a guerra e ainda tem muita água para passar por debaixo da ponte até o final da competição.

Ficha técnica:
Local: Estádio Presidente Vargas
Data: 12 de fevereiro de 2012
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro-MG – Assistentes: Roberto Braatz-PR e Fabrício Vilarinho-GO

Ceará: Fernando Henrique, Apodi, Heleno, Daniel Marques e Eusébio; João Marcos, Juca e Leandro Chaves (Rogerinho); Felipe Azevedo (Misael), Mota e Romário (Éderson). Téc.: Dimas Filgueiras

FEC: Lopes; Rafinha (Thiago Potyguar), Ciro Sena, Cléber Carioca e Kauê; Leandro, Careca (Bismarck), Lucas e Geraldo; Cléo e Rômulo (Ray). Téc.: Nedo Xavier

Cartões amarelos: Ceará: Juca, Apodi, Leandro Chaves, Felipe Azevedo e Daniel Marques; FEC: Careca e Lucas;

Gols: Ceará: Felipe Azevedo (aos 5min do 2T) – FEC: Ciro Sena (aos 43min do 2T) e Kauê (aos 47min do 2T)

Renda: R$ 298.996,00
Público pagante: 13.185
Público não pagante: 718
Público total: 13.903

Saudações Alvinegras!