Blog do Vozão

Agora será que vai?

1559 21
Ricardo Silva irá respirar novos ares (Foto: Cearasc.com/Divulgação)

Ricardo Silva irá respirar novos ares (Foto: Cearasc.com/Divulgação)

Depois de tudo ter ficado praticamente acertado entre Ceará, Ponte Preta e Ricardo Silva, tanto foi que a diretoria do Vozão já dava como certa a ida do jogador para o clube paulista, eis que para a surpresa de muitos, de repente Ricardo Silva passou a ser um jogador tido como sua ida certa para o Atlético-PR.

Até aí tudo bem, tudo legal, mas, de uma hora para outra a negociação deu pra trás. Algumas “exigências” teriam sido feitas pelo time paranaense que não era do agrado da diretoria do Vozão, com isso, a semana começava com a possível não ida do garoto Ricardo Silva para clube algum, tendo até existido a possibilidade do jogador permanecer no clube para a temporada 2014.

Como no futebol o que se diz pela manhã não se deve levar muito a sério na parte da tarde, o dia terminou tendo a confirmação de que Ricardo Silva irá mesmo para o Atlético-PR, onde deverá ficar por empréstimo até o final do ano.

Além de Ricardo Silva, o Atlético-PR também estará levando o volante Éverton, sendo que seu empréstimo será de apenas quatro meses, com possibilidade de ser estendido dependendo do seu rendimento.

Sou favorável de que tanto Ricardo Silva, como Éverton, assim como foi com o Romário, e deverá ser com o Gabriel, sejam emprestados para ganharem experiências e viverem outras situações, se souberem aproveitar a ocasião, poderão se dar bem no futuro.

Boa sorte aos garotos e que possam aproveitar esse novo momento de suas carreiras para engradecer na parte técnica e, principalmente, na psicológica.

Saudações Alvinegras!

21 Comentários

  • Diego Costa disse:

    Os dois podem ter um futuro brilhante, com tanto investimento em contratações no ano do centenário ia ficar bem difícil eles serem utilizados, melhor emprestar mesmo e vê-los ganhar algum tipo de experiência.

  • Henrique Morais disse:

    Concordo que eles devem ser emprestados, para ganharem experiência, e depois vestirem e brilharem com a camisa alvinegra, e não serem vendidos a preço de banana e brilharem em outros clubes. Os 4( Romário, Ricardo Silva, Gabriel e Everton) já mostraram ter muito potencial, principalmente os 3 primeiros, Boa sorte aos 4 nos seus respectivos times!
    Weiber, alguma novidade em relação ao Elias?

    Elias nunca passou de especulação, pelo menos é o que diz a diretoria.
    SA!

  • alberto t disse:

    Jogador ruim é assim mesmo, ninguém dar por certo seus contratos, ninguém liga, tanto faz como tanto fez, cai fora ruindade.

  • mauri disse:

    É uma pena a torcida pegar no pé deste atleta, que eu considero o maior zagueiro do nordeste na atualidade, que seja feliz em outras águas e depois volte e der o recado aqueles que não apostaram ou que paguem o multa rescisória e nós fiquemos a ver navios por conta de uma minoria incompreensível.

  • Rômulo Linhares disse:

    A torcida do Ceará e a imprensa costumam criticar demais os jogadores da base.
    Torço p que esses meninos tornem-se grandes jogadores e retornem como idolos para o vozao. O Ceten eh para isso: revelar jogadores… Se nao for assim será subutilizado.
    Weider, o que vc acha de o Ceará nos proximos anos por os atletas de base para disputar o Cearense? Revelando atletas para o profissional, semelhante ao Atl Paranaense

    Tu acha que a torcida tem paciência pra isso? Eu não acho, então, acho difícil que isso aconteça. O comentário do Aldair Maia resume bem como é o tratamento que a torcida tem para com os garotos da base.
    SA!

  • aldair maia disse:

    Não aprovo de maneira nenhuma,empréstimo de valores de casa pra ganhar experiência,conversa mole,a torcida pede tanto apoio a base,que a base tá fraca,que tem investir na base,e qdo surgem 4 ou 6 valores,são queimados,em detrimento de gente de fora de qualidade duvidosa.Se é pra ganhar experiência que ganhe vestindo a camisa do Ceará,e não de quaisquer times afora.A torcida do Ceará dificilmente valoriza a prata de casa,isso é que a verdade.

  • Orlando Aguiar de Sobral disse:

    Potiguar ainda não é um grande jogador porque é novo e inexperiente. Muitos goals agente levou em cima dele mas foi culpa dos outros. exemplo: quem imaginava que Diego Ivo perderia de cabeça para Leo Jaime. Aquele Gustavo: contra o palmeira, chutou pra cima na entrada área fez tudo que um zagueiro não deve fazer, uma droga e ganhando muito bem. Enfim pra mim o Potiguar era o menos ruim.

  • Orlando Aguiar de Sobral disse:

    Aldair tem razão os caras vem ganham bem e não jogam com amor

  • Sávio Feitoza Vozão disse:

    Pra boa parte da galera alvinegra, jogador da base tem que jogar um bolão desde a primeira partida no profissional. Zagueiro tem que ser intransponível, meia tem que ser craque da 10 e atacante tem que fazer pelo menos 3 gols. De que adianta CETEN, se a torcida queima os caras na primeira temporada como profissional !!!!!!!!! Também gostaria de vê-los ganhando marra, experiência, cancha, jogando no VOZÃO, mas a torcida não deixa. Duvido muito que o CSC pudesse colocar a base no manjadinho e que desse torcida no estádio. Das duas uma, pouca gente apostando e torcendo pelos caras, ou um bando de conhecedores de futebol vaiando os garotos do começo ao fim dos jogos !!!! Tomara que dê certo os empréstimos e que retornem sem mágoa pro VOZÃO. Saudações Alvinegras.

  • Magnata disse:

    Praticamente todos os emprestados estão com 3 anos ou quase isso no profissional e seguem repetindo os erros, sem grande ou sem nenhuma evolução. Ou o clube não tem a estrutura profissional adequada dentro e fora de campo pra “criar” e desenvolver seus atletas de base ou os atletas são ruins mesmo. Eu acredito mais na primeira opção. Critico aqui, veementemente, o Potiguar. Do mesmo jeito que critico o fato de, há anos, o Ceará apostar em ex-ídolos pra gerir/treinar a base. E convenhamos, o tempo tem mostrado que, ao contrário do que fizeram quando atletas, os nossos ídolos do passado não tem dado grandes resultados como treinadores. E mais: não será que estamos carentes de preparação física, psicológica, nutricional? Éverton, por exemplo, quando era titular (e foi por algumas rodadas), pregava aos 15 do segundo tempo. Com 20 anos? Potiguar, ano após ano, repete a afobação, a irritação e as mesmas falhas. Culpa dele? Também. Mas há mais coisa por trás disso. Luis Henrique e Gabriel, já provaram que tem habilidade e velocidade, mas não aprendem a finalizar e a soltar a bola. Romário, não mantém o peso e, ao que parece, a cabeça no lugar. Me chateio muito com a situação do Romário, pois enxergo nele o maior potencial entre os atletas oriundos da base. Mas insisto. O buraco é mais embaixo. E se não for corrigido, o Ceten ao invés de redenção, será apenas uma conta gorda a mais pra se pagar.

  • Ricardo Sena disse:

    Na minha modesta opinião o problema de jogador da base não vingar não é só da impaciência da torcida, mas é principalmente da má qualidade na gestão do Departamento de Futebol. Leiam parte do comentário abaixo que fiz em outro post sobre o Ederson. A Diretoria, através desse Departamento, deveria dar apoio moral e psicológico e “comprar” a idéia de escalar jogadores da base para que eles despontassem e ganhassem experiência no próprio Ceará. Por que não colocar um time sub-23, por exemplo, para disputar uma Taça Fares Lopes da vida? Vejo Romário, Gustavo (goleiro) e Gabriel com grande potencial.

    “(…) Nesse comentário gostaria de citar dois exemplos do problema que considero o mais grave dessa atual Diretoria: a falta de gestão no Departamento de Futebol. (…) semana passada assisti uma entrevista do Ederson ao GE local. Ele fala que tem uma dívida de gratidão com o Ceará e diz que um dia vai pagar. Que dívida é essa? Na sua última passagem por aqui ele reconhece que realmente foi muito mal (olha aí, não foi só a torcida que reconheceu isso, ele próprio agora faz essa auto-crítica) e explica o motivo: perdeu um filho de apenas 2 anos, o menino contraiu uma doença grave e acabou falecendo. Isso o abalou psicologicamente, não tinha mais cabeça para jogar, sentiu a perda, ficou arrasado dentro e fora de campo. Eu, como pai, peço hoje desculpas ao Ederson por toda crítica que o fiz nesse período, tanto no estádio como nos comentários nos blogs da vida. Pense numa dor imensa! Não dava mesmo para o rapaz jogar direito. Agora no ATL/PR, com a cabeça mais tranquila, com outro filho nos braços, com a ferida cicatrizada pelo tempo, o cara tá arrebentando.

    E aí eu pergunto: qual torcedor sabia dessa história do Ederson? Por que o Departamento de Futebol do Ceará não preservou o jogador nesse momento difícil de sua vida? Por que não explicou essa situação para a torcida? Será que alguém do Ceará não procurou saber o que se passava com o Ederson fora de campo para tentar encontrar algum motivo para aquele baixo rendimento dentro das 4 linhas? (…)”

  • BOCA disse:

    Decisão acertada. Se desse emprestaria também Luiz Henrique e Robério.

  • Francisco disse:

    Ricardo Sena,
    grande comentario. Gostaria de dizer que concordo sobretuto com a questão da Fares Lopes. Já que o CETEN vem com o intuito de fortalecer a base espero que isso possa acontecer em breve…
    S.A.

  • Enio Azevedo - ST disse:

    Penso que tanto o Potiguar como o Éverton tenham sido indicações do Éderson. Espero que lá o Potiguar treine jogando com a cabeça para cima, toda vez que baixar, tome “carão” do treinador.

    Weiber, e a novela CETEN, vai ter um desfecho ou vai virar minisérie?

    Segundo a diretoria, ainda este mês deveremos ter boas novas com relação ao Ceten.
    SA!

  • Enio Azevedo - ST disse:

    corrigindo, minissérie.

  • Bosco disse:

    Esse CETEM é só para chafuradar mais ainda a nossa intolerante torcida.

    Não conheço um só da base alvinegra que tenha saído para outros clubes e ao retornar depois tenha sido apoiado pela Alvinegrada. É sempre tratado do mesmo jeito que saiu. Por isso é que eles saem e ficam traumatizados e nunca querem mais retornar.

    MARCOS AURÉLIO se revelou com 17 anos, era um craque, vi o jogo de estreia dele numa final de campeonato onde ele arrebentou. Parecia um menino em campo. Foi logo vendido para jogar no América de São José do Rio Preto que era na época um dos bons time do paulistão.

    Quando voltou foi uma alegria total da galera na chegada, em campo o jogador não podia errar um passe que era vaiado, pensavam que Ele era o Pelé e tinha que jogar como o Pelé.

    Os exemplos mais marcantes que me lembro de jogadores da base que sofreram com a torcida:
    O grande Arthur vaiavam chamando de jogador mascarado, lento, violento e displicente, dentre outras coisas. Brilhou no Botafogo do Rio e foi importantíssimo na conquista do tetra. Foi um dos maiores volantes e zagueiros do futebol cearense.

    O bom garoto Marcílio dava pena ver a raiva que a torcida tinha dele.
    Teve que ser emprestado para nunca mais voltar, apesar de ter deixado saudade no torcedor mais compreensivo. Brilhou em inúmeros clubes nordestinos como artilheiro.

    Magela, outro bom jogador, um dos maiores meio-campistas formado na nossa base. A pressão em cima do garoto jogado as feras no meio dos adultos era muito grande. Era muita vaia e muita cobrança injusta e exagerada, a torcida só passou a aceitar o jogador porque a diretoria teimou em mantê-lo no time até que ele se firmasse de vez. Foi um craque que entrou na nossa história.

    E mais recentemente o Ederson depois de ser artilheiro e ídolo no ABC, formado na nossa base, a torcida vaiava na hora que o Dimas o colocava em campo. Esse a imprensa também não suportava. MAS FORAM MUITOS. Cada um de vocês devem ter dois ou três nomes na lembrança.

    Para mim esse CETEN vai dá muita raiva a nossa torcida porque ela não aceita prata de casa. O que vai ter de jogadores revelados sendo vaiados em campo e nos treinos não vai está no almanaque do capivarol.

    A torcida quer mesmo é tipos rodados como Marcelino Paraíba, Marcelo Nicássio etc.
    Jovens em começo de carreia só se vier de outros clubes já testados e aprovados e se estrear fazendo três lindos gols.
    Da base, feito em casa jamais.
    Saudações MAIS QUERIDAS.

  • Bosco disse:

    Concordo com o RICARDO SENA.
    Saudações MAIS QUERIDAS.

  • Francisco disse:

    PORQUE NOVELA OU MINISSERIE?nao esta tudo resolvido quanto ao CETEN?

  • Clodoaldo disse:

    Realmente a torcida do CSC é complicada no que diz respeito a prata da casa, mas, não podemos colocar, o não emplacar do jogador, só na conta da torcida. Entendo não se tratar só de colocar pra jogar, ou seja, dá “oportunidade” tem que ter um acompanhamento de profissionais competentes e lançar o garoto, aos poucos em situações mais tranquilas. Uma vez ouvi do Murici que se lançar um garoto na hora errada o risco de queimá-lo é grande mesmos se for acima da média. Lembro que em tempos áureos o CSC revelava muita gente boa sim como o Alves, Josué depois o Aírton, claudemir e etc.SA

  • CLÁUDIO CEARÁ disse:

    As coisas não acontecem por acaso!
    Levar um garoto até o ponto de colocá-lo no time titular, com chances de se firmar, exige planejamento a longo prazo, paciência, investimento, treinamento etc.
    Há exemplos de sucesso Brasil afora, o At.. Paranaense é um deles.
    Não é preciso reinventar a roda, é só copiar, com as adaptações necessárias, os modelos que já existem.
    Os japoneses levaram os brasileiros para ensinar futebol lá, Não quiseram inventar, contrataram quem sabia, investiram e hoje colhem os frutos.
    O basquete brasileiro trouxe os americanos para ensinarem aqui, a turma daqui está aprendendo, ou pelo menos tendo a chance, ninguém quis criar um nova maneira de jogar basquete, pra que reinventar, copia o que está dando certo e pronto.
    Espero que a diretoria do nosso Ceará, com a aquisição do Ceten, grande investimento, traga gente competente para administrá-lo, gente que conhece, porque não alguém do Paraná? Ou manda alguém fazer um estágio lá, para aprender, não é vergonha, é inteligente.
    É preciso deixar de lado o amadorismo, não pode transformar o Ceten em um lugar para agradecer aos nossos ídolos do passado, arranja outro jeito de homenageá-los, paga uma pensão vitalícia, faz uma estátua etc. Se não estaremos perdendo tempo e dinheiro.
    O fato de a torcida ser exigente não é ruim, muito pelo contrário. Se nossa torcida fosse lagartixa, só balançando a cabeça, a diretoria não sairia do marasmo. Temos que opinar, criticar, é assim que poderemos ajudar também, não é só comprando ingresso.

    Saudações alvinegras!

  • Orlando Aguiar de Sobral disse:

    Muito sensato os comentários, saudações alvinegras

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *