Blog do Vozão

Um chega, outro retorna

617 13

Como falamos no post anterior, os nomes do meia Wescley e do volante Juninho se confirmaram como sendo as duas contratações que seriam confirmadas no final de semana pela diretoria do Vozão. Com mais essas duas, agora são dezessete o total de contratações feitas para a temporada 2018.

Wescley

Meia Wescley retorna ao Vozão (Foto: Cearasc.com/Divulgação)

O meia Wescley veio por empréstimo até o final da temporada. Wescley estava atuando no futebol asiático defendendo o Vissel Kobe do Japão. Velho conhecido do torcedor, esta é a terceira passagem do jogador pelo Vozão. Ficha técnica de Wescley AQUI.

Juninho

Volante Juninho chega por empréstimo até o final do ano (Foto: Divulgação)

O volante Juninho atuou pelo Bahia ano passado e estava no clube baiano desde 2016. Jogador vem por empréstimo até o final da temporada, em troca o Vozão cederá em definitivo um garoto da base que ainda não foi definido quem será, mas é certo que o Vozão ficará com 50% dos direitos financeiros desse atleta que será cedido. Ficha técnica de Juninho AQUI.

Saudações Alvinegras!

13 Comentários

  • Neto disse:

    Excelentes contratações. O Ceará está se reforçando e formando um excelente elenco. SA.

  • Bosco disse:

    Essas coisas é que eu não entendo Weiber. E não aceito. Até porque quando é feita as escondidas é porque a torcida não ia aceitar negociação. O jogador Juninho não estava querendo permanecer no Bahia. Mais cedo ou mais tarde o Bahia tinha que emprestar, se desfazer do jogador que estava insatisfeito. O Bahia sabidamente empresta na condição do jogador aceitar uma prorrogação do seu contrato e ainda quer em definitivo 50% de uma das promessas da nossa da base. Como o nome permanece em sigilo deve ser uma das melhores. Como aconteceu com o Artur, aquele que estava no Londrina ano passado, demos ao Palmeiras para vir um lateral esquerdo emprestado por seis meses. Hoje ele está no Botafogo. Parece que o Robinson acha que a nossa base só serve mesmo para passar troco miudo. Isso a imprensa esportiva e as organizadas não procuram investigar. A imprensa fica ali na maior preguiça, acomodada, chamando as contratações de refugo e acha que é isso o seu trabalho. As organizadas não sei o que fazem além de torcer nos estádios.

    Bosco, a vinda do Victor Luis naquele época foi como parte do acordo na negociação do goleiro Jailson, não teve nada com Artur.
    WC

  • Vitor Nobre disse:

    Tá ficando bonito !
    Pra começo de temporada estamos com um time forte,encarar o cearense,CN e alcançar a terceira fase da CB,tá de bom tamanho,já pra entrar na A,falta-nos dois zagueiros mais cascudos,um meia destro mais vertical,e talvez um atacante de centro com mais faro de gol,peça rara,mas buscando no mercado sul-americano,encontra.

  • Eduardo disse:

    Não acho interessante a forma da negociação para o Juninho vir para o Ceará, pois envolve nossa base que nem sequer conhecemos ou pôde mostrar seu valor. Aqueles que de alguma forma “subiram” ou são mal aproveitados (ex.: Arthur) ou vão sair de graça (ex.: Raul) ou não passam de promessas (a esmagadora maioria), sem contar aqueles que nunca deram no couro (um outro tanto). Uma revelação feita na base e mostrar um nível elevado no time principal, para nós, alvinegros, é uma exceção, quase um milagre para acontecer.
    Portanto antes de negociá-los, penso que deveríamos testá-los permitindo que eles joguem no time principal nas competições oficiais. Claro, com o cuidado para não queimar o garoto. Mas às vezes penso que lançam os meninos de forma tão atabalhoada que dá até pra pensar que seria proposital – no que não acredito, mas entendo quem entende diferente.

  • Bosco disse:

    Mas o Artur foi de troco para o Palmeiras por um jogador emprestado sim que o sérgio Pinheiro não ia inventar isso. Ele falou isso no ar e tem o Alison Lima e o Nildo Nascimento como testemunhas que estavam no estudio. Ou então o jogador foi de graça mesmo por falta de organização do clube? Alguém podia vir a público explicar isso porque isso é sério. Ninguém esclarece porque não covém esclarecer. Nossa base é feita para dar troco. Investem milhões e dão depois por vinténs ou em troca de empréstimos de trintões. Pelo menos agora eu posso dizer que nesse caso foi você que me disse. Falta somente o nome da promessa que vamos perder em troca novamente de um jogador emprestado temporariamente que não sabemos nem se vai aprovar. Uma lástima isso.

  • Eduardo disse:

    Não acho interessante a forma como foi feita a negociação para o Juninho vir para o Ceará, pois envolve nossa base que, é possível, nem sequer conhecemos ou pôde mostrar seu valor – quem é ele? Aqueles que de alguma forma “subiram” ou são mal aproveitados (ex.: Arthur) ou vão sair de graça (ex.: Raul) ou não passam de promessas (a esmagadora maioria), sem contar aqueles que nunca deram no couro (um outro tanto). Uma revelação feita na base mostrar um nível elevado no time principal, para nós, alvinegros, é uma exceção, quase um milagre para acontecer.
    Portanto antes de negociá-los, penso que deveríamos testá-los permitindo que eles joguem no time principal nas competições oficiais. Claro, com o cuidado para não queimar o garoto. Mas às vezes penso que lançam os meninos de forma tão atabalhoada que dá até pra pensar que seria proposital – no que não acredito, mas entendo quem pensa diferente.

  • francisco - sócio Torcedor disse:

    Boas contratações. Acho que deve dar um tempo para avaliar o elenco. Falta um centro avante matador, mas é caro, muiiiiito caro. Os times paulistas aceitaram rapidamente o Magno Alves(rendendo pouco) e o Rafael Coelho(Vindo de 1 ano parado), por aí se tira a necessidade de um matador. O Fred e o Ricardo Oliveira disputados a peso de ouro, o Jó fez um bom ano, aí o time do Japão paga 43 milhões, ai para o Vozão é procurar jogador que se enquadre no salário, ou seja, ariscar. Tentaria o Leo Gamalho ou o Jonatas Belusso

  • Vitor Nobre disse:

    “Sergio Pinheiro” aí eu não agüento !

  • Lucio Kildare disse:

    Também não gostei da forma de negociação envolvendo o Juninho, menos mau ter ficado com 50% , já que geralmente não aproveitamos ninguém e não acredito que seja por falta de meninos talentosos, esse Artur que está no Palmeiras, pelo que ouvi saiu de graça como deve sair o Raul, por isso que digo “menos mau, espero que nossa diretoria comece a olhar essa questão da base.
    Quanto ao nosso time, acho que para o começo está excelente, embora alguns jogadores, na minha visão, não são jogadores para Série A, o próprio Wescley tenho minhas restrições, por isso, acho que precisaremos de um centroavante, Leo Gamalho ou Thalles do Vasco ( não vem sendo utilizado) , um lateral esquerdo melhor que o Carioca e um zagueiro como o Ernando encostado no Internacional. Mas vamos aguardar a bola rolarpra vê as necessidades.

    (

  • Oliveira Silva disse:

    Boas contratações, teremos um meio de campo forte em 2018, basta só a bola rolar e torcer para os caras corresponderem as expectativas.
    Para o setor de criação temos: Andrigo, Reina, Ricardinho, Wesclay.
    Briga boa na vaga de volante também: Naldo, Richardson, “Raul”, Pedro Ken, Juninho fora o Ricardinho que particularmente prefiro como volante.
    Os não citados correm por fora!

  • Diego Costa disse:

    Precisamos de um camisa 9, somente Arthur e Elton não é suficiente pra tantas competições.

  • Vovozão10 disse:

    Mais duas contratações de peso do Vozão. Agora chega!!! Vamos parar de contratar! Flamengo por exemplo até semana passada não tinha feito uma única contratação se quer, até contratar o colombiano Marlos Moreno. Entre os dois que mais recebe cota da CBF é o que menos contratou. Regra do PROFUT não permite gastos maior que despesas. Com isso a maioria dos times pouco contratou esse ano. Náutico e Santa Cruz ousaram desaviar isso e caíram vertiginosamente.

    Entendo o Ceará contratar devido ao imenso número de partidas uma em cima da outra. MÁS PAROU!!!

    Sem mais para o momento, fico por aqui. AVANCEMOS!!!

  • CLÁUDIO CEARÁ disse:

    Tá tudo muito bom! Tá tudo muito bem!
    Vamos ver na hora da onça beber água!
    Ainda não vi nenhuma contratação de chamar a atenção, é sei que não veremos mesmo, no entanto acredito que faremos um papel razoável, que seria a permanência para a próxima temporada. Vale lembrar que a Chape tem permanecido, mesmo contando com jogadores de pouca expressão, que me lembre, talvez o Welington Paulista seja a exceção, pois já jogou em times grandes.
    Quanto às negociações das nossas revelações, poucas, diga-se de passagem, acha que merece um outro olhar da diretoria, haja vista o grande investimento do clube na compra e manutenção do nosso CT. Já é tempo de termos algum retorno.
    Quero mesmo é ver a bola rolando!

    Saudações alvinegras!

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *