Cinema às 8

Uma nova cruzada

Com experiência, um explorador ianque busca um ídolo dourado dentro de uma floresta tropical em um país não identificado da América Latina. Acompanhado por seu chicote, um chapéu fedora e um nativo, o explorador supera todas as armadilhas presentes na tumba: flechas, buracos profundos e, claro, uma pedra rolante gigante, em uma cena já referenciada em incontáveis releituras.

Ícone dos filmes de aventura, a primeira jornada cinematográfica de Indiana Jones, Os Caçadores da Arca Perdida, completa 35 anos em 2016. Fruto de uma parceria entre Steven Spielberg e George Lucas, o personagem foi idealizado durante uma conversa entre os amigos. Na época, Steven desejava dirigir um filme de James Bond. De alguma forma, surgiu a ideia de um arqueólogo enfrentando nazistas nos anos 1930. O apreço dos dois por Bond não se desfez por completo, pois o primeiro ator a interpretar o espião britânico, Sean Connery, acabou escalado para viver o pai de Indiana no terceiro filme da série.

A partir de amanhã, 30, os fãs da saga poderão reviver as aventuras do arqueólogo com apenas alguns cliques. A Netflix irá disponibilizar os quatro filmes da franquia em seu catálogo, desde os Caçadores da Arca Perdida (1981), passando pelas sequências Templo da Perdição (1984) e A Última Cruzada (1989), chegando até O Reino da Caveira de Cristal (2008) e seus macacos digitais.

Os Caçadores da Arca Perdida se tornou um sucesso em seu ano de lançamento. Com orçamento de US$18 milhões, o longa arrecadou, somente nos EUA, mais de US$248 milhões, além de levar quatro Oscar, entre eles, o de Melhor Montagem. Muito do que se conhece da personalidade do personagem eternizado por Harrison Ford pode ser encontrado nos primeiros minutos do filme de estreia. As boas cenas de aventura estão lá, como também a música e a irreverência do personagem em situações de risco. Até no Brasil Indiana ganhou uma adaptação em um dos episódios da série Armação Ilimitada, quando Evandro Mesquita deu vida ao aventureiro Poliana Jones.

Em 2008, após um hiato de 19 anos sem Indiana nos cinemas, a série ganhou um quarto filme, Indiana Jones e a Caveira de Cristal. Apesar da aposta do estúdio em renovar a franquia e seguir com o ator Shia Labeouf no papel principal, os planos não seguiram em frente. As aventuras do arqueólogo, no entanto, parecem longe de chegar ao fim: a Lucasfilm, responsável pelos direitos do personagem e adquirida pela Disney em 2012, anunciou um quinto filme, com lançamento programado para 2019. O retorno de Harrison Ford já está confirmado por alguns sites internacionais. Resta saber se o ator, hoje com 74 anos, vai pegar de volta o chapéu e o chicote.