Clube da Luta

UFC 147 será mesmo no Rio

Com a demora em decidir entre Pacaembu e Morumbi, São Paulo acabou perdendo a chance de sediar o próximo Ultimate Fighting Championship (UFC) no Brasil. O UFC 147, que terá o tão esperado reencontro entre Anderson Silva e Chael Sonnen vai ser no Rio de Janeiro, desta vez, no estádio Engenhão. A organização do evento quer bater o recorde de público, mas num local tão grande, a visão dos espectadores nas áreas mais distantes pode ficar prejudicada. O início das vendas dos ingressos e o card completo serão anunciados no próximo mês.

Por enquanto, além da revanche entre o campeão dos pesos médios Anderson Silva e o desafiante Chael Sonnen, uma disputa aguardada há dois anos, o UFC 147 também terá as duas finais, ao vivo, do TUF Brasil, e o confronto entre os técnicos Vitor Belfort e Wanderlei Silva. O UFC 147 será o primeiro da história realizado em um estádio de futebol e a organização trabalhará para estabelecer um público-recorde. A marca a ser batida é o UFC 129, realizado em abril de 2011 no Rogers Centre, no Canadá, que atraiu uma plateia de 55 mil fãs.

“Este será o maior evento esportivo do ano”, declarou o presidente do UFC, Dana White. “Maior que a NFL, que a NBA, pode escolher – o UFC 147 será maior. O mundo inteiro quer ver essa luta entre Anderson Silva e Chael Sonnen. Somos transmitidos para mais de 150 países em 22 idiomas diferentes em 1 bilhão de lares. Onde quer que estes fãs estejam, eles irão assistir a esta luta”.

A rivalidade entre Anderson Silva (29-4-0) e Chael Sonnen (28-11-1) criou a luta mais rancorosa da história do UFC. Eles se enfrentaram em agosto de 2010 em uma batalha cheia de reviravoltas, quando Anderson, que estava sendo dominado desde o começo, finalizou seu rival americano com um triângulo no último round. Foi a sétima de nove defesas de cinturão do campeão brasileiro.

Em outra aguardada revanche, os fãs brasileiros terão a chance de ver Vitor Belfort (21-9-0) e Wanderlei Silva (34-11-1) se enfrentando no octógono. Em seu primeiro encontro, em 1998, em São Paulo, Belfort nocauteou Wanderlei Silva com 44 segundos de luta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *