Clube da Luta

VÍDEO: cearense Caio Monstro fala de sua preparação para as finais do TUF Brasil 2

780 1
Caio Monstro é faixa-preta de jiu-jitsu e diz que buscará a finalização. Foto: Igor de Melo/O POVO

Caio Monstro é faixa-preta de jiu-jitsu e diz que buscará a finalização. Foto: Igor de Melo/O POVO

Se a possibilidade de Fortaleza receber as finais do The Ultimate Fighter (TUF) Brasil 2 mexe pra valer com os fãs de MMA da cidade, imagina a expectativa gerada em alguém que pode realizar o sonho de todo lutador, de competir em casa no maior evento de artes marciais mistas do mundo?

É o caso de Caio Magalhães (ou simplesmente Caio Monstro), 1º atleta cearense a garantir vaga no card de lutas do evento, no dia 8 de junho, quando enfrentará o tcheco Karlos Vemola. A confirmação do palco do show – que tem o Ginásio Paulo Sarasate e o Centro de Eventos do Ceará como locais mais cotados – não passa das “próximas semanas”, como adiantou a direção do UFC.

Enquanto aguarda o anúncio oficial para saber onde fará sua 2ª luta no Ultimate (na 1ª foi derrotado por Buddy Roberts, em junho do ano passado), Caio não perde tempo e adianta que já está treinando forte para o seu retorno ao octógono. A programação até o dia da luta está traçada. Até 14 de abril, Caio treina em Fortaleza, com sua equipe da Dragon Fight e Academia Ayo Fitness. Em seguida, segue para o Rio de Janeiro, onde afiará o seu jogo na academia Nova União, a mesma de José Aldo e Renan Barão, campeões do UFC.

Em entrevista exclusiva ao Blog Clube da Luta,  o lutador adiantou que já esboçou uma estratégia para sair vitorioso no combate com Vemola. “O meu adversário é um cara forte. Explosivo. Perigoso no 1º round. Meu amigo Ronny Markes já lutou com ele e com certeza vai me passar o caminho das pedras. Ele tem uma luta greco-romana forte e confia muito no punch dele de direita. Vou apostar na minha trocação. Se a luta for para o chão, tô em casa”, diz o cearense, faixa-preta em jiu-jitsu, dando a deixa de que irá buscar a vitória por finalização.

Há quase um ano sem lutar, Caio admite ter duas preocupações: a perda de peso (precisa estar com até 84 kg na véspera da luta) e as lesões. Por isso, prega o aviso: todo cuidado é pouco. “Tenho bom tempo até a luta, sem afobações. Vou fazer um camping bem técnico, tentando me prevenir ao máximo das lesões”, diz o lutador, que vem de lesão no quadril, sofrida em dezembro do ano passado. “Agora estou 100%”, afirmou.

Outros cearenses

Certo de que Fortaleza será o local de sua luta no dia 8 de junho, Caio acredita que outros cearenses também irão lutar na final do TUF Brasil 2. “Se for aqui mesmo, vai ter no mínimo três cearenses”, projetou Caio, citando os nomes de Godofredo Pepey e Thiago Pitbull como possíveis indicados. Além de Caio, outro cearense está garantido: Rony Jason.

Assista a entrevista com Caio Monstro, em visita feita à Redação do O POVO

PERFIL
Nome: Caio Magalhães
Data de nascimento: 14 de dezembro de 1987
Idade: 25 anos
Naturalidade: Sobral-CE
Peso: 84 kg
Altura: 1.85 m
Categoria: peso-médio
Cartel: 5 vitórias e 1 derrota (no total de 6 lutas)
Equipe que representa: Dragon Fight/Nova União

1 comentário

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *