Clube da Luta

Com atuação soberana, Georges St. Pierre mantém cinturão do UFC e aposenta Nick Diaz

St. Pierre domina a categoria dos meio-médios do UFC há seis anos Foto: UFC/Divulgação

St. Pierre domina a categoria dos meio-médios do UFC há seis anos Foto: UFC/Divulgação

Georges St. Pierre e Nick Diaz protagonizaram um duelo digno da expectativa depositada para a luta. Num dos combates mais aguardados nos últimos anos pelos fãs de MMA e marcado por um clima pesado de provocações, GSP ditou o ritmo do combate e não deu chances ao desafiante ao título dos meio-médios do UFC. Não deu outra: cinturão mantido em sua terra natal, Montreal, no Canadá, no evento principal do UFC 158.

O que se viu foi um passeio de St. Pierre, que apresentou um trabalho impecável nas quedas, minando com eficiência o jogo de Diaz. O triunfo não veio por finalização e nem nocaute, mas ocorreu de forma soberana. Decisão unânime dos juízes, com o canadense superior nos cinco rounds da luta. O placar não poderia ser outro: 50-45 na opinião dos três jurados.

Mais do que um baile na arte de “botar pra baixo” e na luta de solo, ao longo dos cinco rounds, GSP teve grandes momentos na trocação. Conectou bons jabs, trabalhou bem grand and pound e esteve por vezes perto de conquistar a vitória por finalização. Para completar o repertório de golpes, castigou Diaz com sua marca registrada: superman punch.

PROVOCAÇÕES

Com poucas brechas para mostrar seu jogo, Diaz abusou da provocação ao longo da luta e, num ato anti-desportivo, tentou continuar a luta, mesmo após o aviso sonoro indicar o fim do round. A cena se repetiu no 1°, no 2° e no 3° assalto. Depois que o árbitro ameaçou desqualificá-lo da luta, o americano se conteve. Mesmo assim, teve bons momentos no combate, deixando o campeão dos meio-médios com alguns cortes no rosto. No fim do combate, se redimiu com uma atitude surpreendente. Deixando a marra de lado, reconheceu a vitória de St. Pierre, ergueu o braço do canadense, selando a paz entre eles.

Na entrevista pós-luta, Nick Diaz voltou a surpreender anunciando sua aposentadoria. Uma decisão que disse já estar amadurecendo nos últimos meses e, dessa vez, parece definitiva. Fim da linha no MMA para o falastrão de 29 anos.

PRÓXIMO DESAFIO

Para St. Pierre, a carreira no MMA continua com um desafio e tanto pela frente. No mesmo UFC 158, em Montreal, o canadense conheceu o seu adversário: o americano Johny Hendricks, que conquistou o direito de brigar pelo título ao vencer, na decisão unânime dos juízes, o compatriota Carlos Condit. Veja os principais momentos do combate e a entrevista dos dois lutadores:

[youtube]http://youtu.be/9no9wjajRYQ[/youtube]

Confira a entrevista pós-luta de Georges St. Pierre e Nick Diaz:
[youtube]http://youtu.be/qgN_DYJgWDQ[/youtube]

Resultados do UFC 158

CARD PRINCIPAL
Georges St-Pierre venceu Nick Diaz por decisão unânime dos jurados
Johny Hendricks venceu Carlos Condit por decisão unânime dos jurados
Jake Ellenberger venceu Nate Marquardt por nocaute técnico no 1° round
Chris Camozzi venceu Nick Ring por decisão dividida dos jurados
Mike Ricci venceu Colin Fletcher por decisão unânime dos jurados

CARD PRELIMINAR
Patrick Cote venceu Bobby Voelker por decisão unânime dos jurados
Darren Elkins venceu Antonio Carvalho por nocaute técnico no 1° round
Jordan Mein venceu Dan Miller por nocaute técnico no 1° round
John Makdessi venceu Daron Cruickshank por decisão unânime dos jurados
Rick Story venceu Quinn Mulhern por nocaute técnico no 1° round
TJ Dillashaw venceu Issei Tamura por nocaute no 2° round
George Roop venceu Reuben Duran por decisão unânime dos jurados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *