Clube da Luta

Leandro Naja quer finalizar o faixa-preta Lucca França no Ox Revolution

Em seu último combate no Estado, Leandro Naja venceu Charlie Brown no Paracuru Fight | Foto: Lucas Mota/O POVO

Em seu último combate no Estado, Leandro Naja venceu Charlie Brown no Paracuru Fight | Foto: Lucas Mota/O POVO

Um dos combates mais explosivos do Ox Revolution (dia 10 de abril – ginásio Paulo Sarasate), por conta da rivalidade, será o encontro no octógono entre Leandro Naja e Lucca França. O blog Clube da Luta conversou com Naja sobre o confronto com o faixa-preta, a preparação e como ele pretende terminar a luta.

Tenho uma vontade muito grande de finalizar, não vou negar para ninguém, até mesmo pela arrogância dele e por tudo que escutei. Com certeza, se tiver a oportunidade eu vou pegar e finalizar”, disse Naja.

Os dois trocaram farpas nas redes sociais e aumentaram ainda mais a rivalidade entre eles. Segundo o atleta da Dragon Fight/Nova União, a inimizade entre os dois começou em uma das edições do Revolução MMA, evento que se juntou ao Ox MMA Event, formando o Ox Revolution.

“O atleta que ele ia lutar se machucou. O Fernando Moura pediu um atleta para lutar contra o Lucca França. Eu nem conhecia ele, só sabia que era do jiu-jitsu. Então, coloquei o Francisco Carlos para lutar com ele no Revolução MMA. Na hora da pesagem, ele difamou muito meu lutador e falou que ia me matar. Disse que eu tinha que respeitar ele, porque ele era (faixa) preta e eu marrom. Eu falei que a gente ia ver na luta, pois sou profissional. Essa luta com o Lucca França não ia nem acontecer, pelo status e nível. Eu queria um cara mais duro, quero os mais duros do Estado. Mas, não escolho adversário e vou lutar com ele”, explicou Leandro.

Oriundo do muay thai, Naja diz não temer o jiu-jitsu do faixa-preta Lucca França. O lutador da equipe Dragon Fight/Nova União acredita que se o adversário levar a luta para o chão, ele vai se arrepender.

“Eu quero agradar ao público. Faz tempo que não luto em Fortaleza. Estou voltando agora e quero dar porrada. Estou muito confiante no meu chão, então, não será uma boa coisa ele colocar pra baixo”.

Com duas lutas e duas vitórias no MMA, Naja revelou que não conhece muito o seu adversário. “Eu não conheço, só o vi lutar com meu aluno. Não sei onde ele treina, nem de onde veio. Só sei que ele é faixa-preta de jiu-jitsu e se diz profissional. Mas, acho que um profissional tem que agir como profissional”, completa.

Ox Revolution – 10 de abril – 19h
Ginásio Paulo Sarasate
Confira o card oficial do evento:

Ricardo Capoeira (V8 MMA) x Lucas Sousa (Dragon Fight/Nova União) – 61kg
Danilo Bezerra x Renato Alves (Pitbull Brothers) – 61kg
Israel oliveira (Valent Team) x Marcio Valente –    61kg
Jeferson (1º Round) x Gadelha Junior (Bushikai) – 66kg
Genilson Silva    (Oreste Combate) Carlos Popo (Dragon Kombat) – 57kg
Cláudio Oliveira (Gc Pepey) X Allan Ventura (Am Team) – 77 Kg
Sandro “Apaga Luz” (V8 MMA) X Moésio Silva (Gold Team) – 120 Kg
Danilo Mota (Team Nogueira) X Jonas Tubarão (Brazilian Top Team) – 80 Kg
Cojack Matias (V8 MMA) X Romário Nobre – 59 Kg
Rosy Duarte (Essencial) X Cristina Souza (Bushikai) – 61 Kg
Arlen Benks (V8 MMA) X Caverna (Garra Fight) – 70 Kg
Jamil Silveira (Dragon Fight/Nova União) X João Victor “JV” (Team Nogueira) – 66 kg
Lucca França (Primeiro Round) X Leandro Naja (Dragon Fight/Nova União) – 66 Kg
Maurílio Touro (MT Team) X Evilasio Puma (Bocão Fight) – 84 Kg

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *