Clube da Luta

Final do TUF Brasil: Vitor Miranda aposta em treinamentos com Toquinho para vencer Cara de Sapato

Foto: Divulgação/Textual

Vitor é especialista na luta em pé e buscou aprimorar seu jogo de chão | Foto: Divulgação/Textual

Finalista da terceira edição do reality show The Ultimate Fighter Brasil, o peso-pesado Vitor Miranda afiou o jiu-jitsu com Rousimar Toquinho. O atleta vai enfrentar Antônio Cara de Sapato, faixa-preta na arte suave, na final do TUF Brasil 3, que será realizada neste sábado, 31, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. O catarinense aposta nos treinamentos para superar o adversário e se tornar o campeão desta edição do programa.

Além da ajuda de Toquinho, Vitor recebeu dicas e técnicas de Salomão Ribeiro durante seu camp de preparação. Conhecido por seu excepcional jogo na parte em pé, o lutador, de 35 anos, confia em suas armas e se mostra empolgado para o duelo que se aproxima.

“É tudo uma questão de estratégia. Se um cara é muito bom em uma área e mais deficiente em outra, ele vai se arriscar para quê? Eu quero ser melhor o tempo todo, treinei muito para isso e vou buscar a trocação. Mas caso a luta vá para o chão vou estar muito bem preparado, o Toquinho me ajudou muito nessa área de grappling. Quero que chegue logo o momento da luta. Não vejo a hora de sentir a adrenalina do público. Vou entrar com o meu rock preferido (música Indestructible da banda Diturbed). A letra fala sobre representar uma bandeira, cumprir ordens e destruir o adversário. Esse é o lema da musica e é o que vou tentar fazer lá dentro do octógono”.

Apesar de ser relativamente leve para a categoria dos pesados – está pesando aproximadamente 100kg no momento – e ter  feito suas últimas apresentações antes de entrar no TUF Brasil como meio-pesado (93kg), o atleta, que é apoiado pela Analítica Farmácia de Manipulação, não descarta seguir na categoria após a próxima luta e se diz acostumado com a força dos lutadores que compõem a divisão.

“Vou conversar com meu empresário e meus treinadores. Vamos analisar ver onde eu me encaixo melhor. Não descarto seguir lutando entre os pesados. A exemplo do Maldonado, que subiu de categoria no MMA, mas sempre lutou entre os pesados no boxe, eu também construí minha carreira no muay thai nesta categoria. Então, estou acostumado com a pancada. Se tiver que aceitar algumas lutas nesse peso não veria nenhum problema. Só o fato de fazer o camp em alto nível, sem se preocupar em não perder peso já é muita vantagem”, concluiu.

Natural de Joinville (SC), Vitor Miranda iniciou sua carreira no MMA profissional em 2003. Apesar de ter vencido seu primeiro duelo, ele passou por um hiato na modalidade. Especialista na luta em pé, ele resolveu dedicar seu tempo aos eventos de trocação e só em 2007 retornou às competições no Mixed Martial Arts. Dono de um cartel com nove vitórias e três derrotas, ele chega à sua primeira luta no UFC com uma sequência de quatro vitórias consecutivas, a última delas sobre João Paulo Pereira no Nitrix 15, realizado em agosto do ano passado.

[youtube]http://youtu.be/miYW_wOee4k[/youtube]

Leia também:
+ Patrício Pitbull acredita em vitória de Rony Jason no primeiro round: “Tem a mão mais pesada e o chão mais afiado da categoria”
+ Confira as fotos dos treinos abertos do TUF Brasil 3 Final
+ [Vídeo] Fábio Maldonado sobre luta contra Stipe Miocic: “vai ser um banho de sangue”

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *