Clube da Luta

Entrevista exclusiva: Diego Brandão fala tudo sobre a carreira e a luta contra Conor McGregor

Diego bateu o peso sem dificuldades. Foto: UFC/Divulgação

Diego bateu o peso sem dificuldades. Foto: UFC/Divulgação

Nascido em Fortaleza e criado em Manaus, o lutador Diego Brandão ainda carrega suas origens mundo a fora. O atleta do Ultimate Fighting Championship (UFC) desembarca em Dublin, na Irlanda, neste sábado, 19, onde faz a luta principal contra Conor McGregor no segundo evento da organização no país europeu.

O Blog Clube da Luta bateu um papo com o cearense que falou sobre as origens do Ceará, o adversário irlandês, revanche contra Dustin Poirier, Rony Jason e a carreira. Confira abaixo a entrevista completa:

Blog Clube da Luta: Diego, conta um pouco de sua história: qual sua real ligação atualmente com o Ceará, além de ter nascido no estado?

Diego Brandão: Eu nasci no Ceará, mas logo fui para Manaus. Fui criado em Manaus, mas eu levo o Ceará comigo e tenho muito orgulho de ter nascido nesse estado maravilhoso.

BCL: Quais são suas lembranças de Fortaleza ou do Ceará? Seus primeiros contatos com as artes marciais ocorreram em Manaus?

DB: Fortaleza é maravilhosa, eu amo essa cidade, o povo cearense é sensacional, tenho saudades da comida e das praias, quero passar em Fortaleza depois da minha próxima luta. Sim em Manaus foi onde eu aprendi tudo sobre lutas, foi lá que eu comecei a pensar em lutar.

BCL: Por que você retirou o “Ceará” como seu apelido de lutador?

DB: Eu tirei, pois nos EUA o pessoal mal conseguia falar. Eles me chamam de DB, então optei por colocar DB, não tenho nada contra o Ceará viu?! Pelo contrário, eu amo esse lugar, foi só uma decisão mais comercial e acredito que beneficia a minha carreira pois estou prestes a lançar a minha coleção de roupas TEAM BRANDÃO e DB.

BCL: Como você se sentiu de ter ficado de fora dos últimos dois cards realizados no Brasil?

DB: Fiquei triste, no primeiro eu estava muito preparado, mas infelizmente a luta caiu e no segundo eu me machuquei.

BCL: Você lutou em condições ideais contra o Dustin Poirier? Você pensa em uma revanche contra ele?

DB: Não, obviamente não lutei. Eu não tinha condições nenhuma de lutar contra ele, eu sofri um acidente gravíssimo antes da luta, e mal conseguia correr. Mas, infelizmente tomei a decisão errada de continuar a tentar lutar, deu no que deu, nunca mais repito esse erro. Sim, vamos nos encontrar novamente, ele fala demais, não gostei da postura dele, das atitudes dele, um dia vamos nos encontrar novamente.

BCL: Diego, fala um pouco da sua relação com o Rony Jason. Vocês já trocaram farpas via rede social, mas atualmente mostram que são amigos.

DB: Torço pelo Rony, quero que ele seja feliz e volte a vencer no UFC, torci muito para a vitória dele e acho que ele ganhou a luta, o que a gente tinha de diferenças eu já acertei com ele. Se a gente tiver que lutar um dia que seja como treinadores do TUF BRASIL, seria muito show participar do TUF como treinador junto com ele, quando eu fui campeão do TUF 14 o Dana White no vestiário antes da luta me falou que se eu fosse campeão um dia eu seria o treinador do TUF Brasil, agora eu vou cobrar ele.

BCL: O próximo evento no Brasil será em Brasília no dia 13 de setembro. O Ultimate ainda terá eventos em outubro, novembro e dezembro. Manaus possui reais chances de sediar um card do Ultimate ainda esse ano – você já pensou na possibilidade de lutar na cidade onde foi criado?

DB: Eu adoraria lutar em Manaus, realizaria um sonho se eu lutasse no UFC Manaus.

BCL: Como você recebeu a proposta de encarar McGregor na luta principal do UFC na Irlanda? Como está se sentindo com esta grande oportunidade na carreira?

DB: Eu estava treinando e meu empresário Ivan Jatobá me ligou para falar que o UFC me queria no main event contra o Conor. Meu coração começou a bater muito forte  e posso dizer que pulei de alegria, eu espero essa luta há muito tempo, agora chegou a hora da virada na minha vida, não vou deixar escapar essa chance.

BCL: McGregor é um lutador que gosta de falar bastante sobre seus adversários. Qual recado você daria para ele antes desse combate?

DB: Não tem problema, eu sinceramente não estou ligando para o que ele falar, ele é politico igual o Chael Sonnen, eles falam muito e acabam colhendo atenção, as lutas são vendidas. Enfim, eu sei que ele me respeita, ele lutou em Boston no mesmo card que eu, acabei encontrando ele diversas vezes e sentia isso quando a gente se cruzava. Eu olhava no olho dele e ele me respeitava.

BCL: Deixa um recado para os fãs brasileiros.

DB: Peço ao povo brasileiro com muita humildade que torçam por mim nessa luta, eu preciso muito da força de vocês, vou para a Irlanda representar nosso país e nosso povo sofredor. Vou voltar com a vitória e dedicar a todos vocês. Também quero deixar um abraço enorme para o povo cearense que eu tanto amo, o Ceará faz parte da minha vida e tenho muito orgulho disso.

SERVIÇO
UFC Dublin
Onde: Dublin, Irlanda
Data: 19 de julho de 2014 (Sábado)
Horário: a partir das 13h30min
Transmissão: Canal Combate (pay-per-view)

Card principal:
Conor McGregor x Diego Brandão
Zak Cummings x Gunnar Nelson
Ian McCall x Brad Pickett
Norman Parke x Naoyuki Kotani

Card preliminar:
Ilir Latifi x Chris Dempsey
Phil Harris x Neil Seery
Cathal Pendred x Mike King
Tor Troeng x Trevor Smith
Cody Donovan x Nikita Krylov
Paddy Holohan x Josh Sampo

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *