Clube da Luta

Entrevista com cearense Godofredo Pepey: “Chegou minha hora para decolar no UFC”

Pepey durante a pesagem do UFC em Brasília | Foto: reprodução

Pepey durante a pesagem do UFC em Brasília | Foto: reprodução

Vindo de vitória arrasadora, em março, Godofredo Castro, o “Pepey”, vai em busca do segundo triunfo consecutivo no Ultimate Fighting Championship (UFC). O cearense luta hoje contra o americano Dashon Johnson na edição realizada em Brasília, que terá como combate principal os pesos-pesados Antônio “Pezão” Silva e Andrei Arlovski. Motivado pelo nascimento do filho Kalil, previsto para outubro, o peso-pena (até 66 kg) quer presentear o herdeiro com um nocaute ou finalização. Em conversa por telefone com O POVO, o atleta falou sobre o novo desafio.
“Minha estratégia para essa luta é estar preparado em tudo. Estou igual um tanque de guerra. Não pisquem. Pode vir um nocaute relâmpago como uma finalização surpresa. Estou com gás para dez rounds”, diz o cearense.

Durante a conversa com Pepey, ele esbanjou confiança em um discurso de motivação. As palavras “focado” e “preparado” foram repetidas diversas vezes. Desde a última luta dele, contra Noad Lahat, quando voltou a vencer, Godofredo tem trabalhado com uma psicóloga. De bem com a mente e treinando pesado em Curitiba, com o mestre André Dida, o cearense acredita que a fase ruim passou. “Chegou minha hora para decolar no UFC. Vim de um nocaute bom para caramba. A vitória veio no momento certo. Estou bem de cabeça, em outubro nasce meu filho. Quero mostrar o vídeo dessa luta e dedicar a vitória para ele. Fiz uma preparação muito boa, estou focado e motivado. Vai vir vitória!”.

+ O POVO bate um papo com Gleidson Tibau, o Van Damme do Nordeste, que luta este sábado no UFC

+ UFC Brasília: mudança de adversário não intimida campeão do TUF Brasil 2, Léo Santos

Vivendo um bom momento no UFC, Pepey alerta para a falta de um patrocínio fixo. Finalista do primeiro The Ultimate Fighting (TUF) Brasil, Pepey estreou no UFC em 2012. “Desde 13 anos venho arrastando tudo no jiu-jitsu, em Fortaleza, e nunca recebi apoio. Gastam dinheiro com o que não é preciso, enquanto existem atletas lutando no maior evento de MMA do mundo. O Governo precisa abrir o olho e ver que tem atleta do estado se destacando nas lutas. Vários Estados estão apoiando lutadores”.

UFC: Pezão x Arlovski
13 de setembro de 2014, em Brasília (DF)
CARD PRINCIPAL
Peso-pesado: Antônio Pezão x Andrei Arlovski
Peso-leve: Gleison Tibau x Piotr Hallmann
Peso-leve: Léo Santos x Efrain Escudero
Peso-meio-médio: Santiago Ponzinibbio x Wendell Negão
Peso-galo: Iuri Marajó x Russell Doane
Peso-galo: Jessica Andrade x Larissa Pacheco
CARD PRELIMINAR
Peso-pena: Godofredo Pepey x Dashon Johnson
Peso-meio-médio: Igor Araújo x George Sullivan
Peso-leve: Francisco Massaranduba x Leandro Buscapé
Peso-meio-médio: Paulo Thiago x Sean Spencer
Peso-galo: Rani Yahya x Johnny Bedford

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 + 19 =