Clube da Luta

Conversa franca com Ismael Marmota: atleta fala sobre a carreira, a participação no TUF Brasil 3 e o UFC

Ismael Marmota | Foto: Danilo Marques

Ismael Marmota | Foto: Danilo Marques

Depois de uma participação não bem-sucedida no TUF Brasil 3, Ismael Marmota sonha em lutar pelo UFC. Considerado por muitos, na ocasião do reality show, o goiano acabou perdendo para aquele que se tornaria o campeão do programa, Warlley Alves. Fera da Nova União, o atleta quer emplacar uma sequencia de vitórias para ganhar uma oportunidade no maior evento de MMA do mundo, onde seus parceiros de treino, José Aldo e Renan Barão brilham. Em agosto deste ano, ele retornou ao cage no Shooto Brasil 49, quando fez uma apresentação segura e nocauteou Evilasio Puma no segundo round.

Em entrevista exclusiva ao Blog Clube da Luta, Marmota falou sobre os planos e os desejos de retornar ao UFC.

Lutar no UFC sempre foi o meu grande sonho, tenho treinado muito em prol dessa realização, Deus está do meu lado e tenho certeza que ele não vai me deixar pra trás nesse sonho. No mundo da luta não se sabe quantas lutas eu precisaria fazer pra entrar no evento, não é assim que funciona, mas eu continuo fazendo o meu trabalho e treinando com toda intensidade para qualquer luta. Com certeza, quanto mais rápido melhor pra mim, pois estou no meu melhor momento, mas continuo preparado e aguardando a minha hora. Não existe promessa pelos organizadores do TUF, mas quando saímos o Dana falou que devemos continuar treinando forte e que devemos manter sempre nosso cartel positivo no Sherdog pois a qualquer momento eles podem precisar de um lutador e nós seremos as primeiras opções.

A participação no TUF Brasil 3 foi de grande aprendizado para o goiano. Apesar de ter ficado pelo caminho, Mamorta evoluiu bastante dentro da casa do reality.

Sem dúvidas a participação no TUF ficará na memória pois foi a realização de um sonho. Infelizmente não pude mostrar meu trabalho como gostaria, no entanto, lá fiz grandes amizades e conheci grandes profissionais na área, fiquei 45 dias com eles e tive um grande aprendizado.

O peso-meio-médio lamenta não ter conseguido mostrar seu trabalho dentro da casa. Considerado um dos favoritos a vencer o TUF, Marmota fez uma apresentação discreta diante de Warlley e acabou derrotado por nocaute.

– Não vou dizer que foi uma frustração, mas com certeza ter perdido, anda mais da maneira que eu perdi, não esperava, nunca tinha passado por aquela situação… Não estava no meu dia, estava rendendo 20% do que eu poderia render, meu adversário estava no dia dele, era um cara muito bom e foi campeão. Eu fiquei muito triste, não vou inventar que fiquei de boa… Eu tinha certeza que tinha potencial para ganhar o programa, não só aquela luta, mas o programa. Mas bola pra frente, já coloquei uma pedra sobre esse assunto e a prova maior foi a ultima luta que fiz no Shooto do Bope onde venci por nocaute.

A recuperação no Shooto foi convincente. O integrante da Nova União conseguiu soltar mais o jogo contra Evilasio Puma e não deu nenhuma chance ao adversário. No embate, Marmota chegou a deixar o oponente grogue, mas deixou ele se recuperar e levantar. Depois, no segundo round, após nova sequencia de socos, não teve jeito. Com o forte ataque do goiano, o juiz foi obrigado a interromper o duelo.

– Eu sigo tudo o que o meu empresário e mestre Dedé Pederneiras diz, que hoje em dia no MMA não basta vencer, é necessário convencer e se possível dar show. Naquela hora que o golpe encaixou eu vi que não era a hora certa de eu atacar, pois não tinha mostrado o meu trabalho, já que eu venho de duas lutas onde não pude mostrar meu potencial. A primeira para entrar no TUF foi muito rápido, pois o adversário se machucou. Na segunda, aconteceu aquele nocaute (para o Warlley)… O Brasil estava esquecendo quem era o Marmota. Sem dúvida, quis dar uma valorizada para mostrar um pouco do meu trabalho.

O brasileiro conta que, após o TUF Brasil 3, passou por um período de avaliação. O nocaute sofrido para Warlley Alves dentro do reality foi o primeiro de Marmota. Porém, o revés serviu de aprendizado e de evolução na carreira do lutador, que se recuperou no Shooto.

– A sensação de vencer é muito boa. Voltei a cabeça para o lugar, estava com a cabeça meio ruim depois do nocaute que levei no TUF pois nunca tinha sido nocauteado. Com certeza essa vitória me deu uma nova energia, vocês verão um novo Marmota. O Marmota está de volta e vocês podem esperar muitos nocautes e finalizações. Quem conhece meu trabalho sabe que o meu jogo é sempre para cima, sempre para dentro, vocês verão um Marmota 100%.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *