Clube da Luta

Conversa franca com Felipe Sertanejo: peso-pena da Chute Boxe busca primeira sequencia de vitórias no UFC

Felipe Sertanejo enfrenta companheiro de treino de Chad Mendes | Foto: Gaspar Nobrega/Inovafoto

Felipe Sertanejo enfrenta companheiro de treino de Chad Mendes | Foto: Gaspar Nobrega/Inovafoto

Felipe Sertanejo tem a oportunidade de fechar o ano de 2014 com duas vitórias e, pela primeira vez, emplacar uma sequencia de triunfos no UFC. Com contrato renovado na franquia, o paulista encara Andre Fili, da equipe Alpha Male, no UFC Rio, dia 25 de outubro. Membro do time da Chute Boxe, o atleta conversou com o Blog Clube da Luta e falou sobre o novo desafio.

Felipão já lutou em 6 oportunidades, sendo três vitórias, duas derrotas e um empate. O peso-pena da Chute Boxe, inclusive, venceu o cearense Godofredo Pepey no UFC em Fortaleza. Fã de Frankie Edgar, Sertanejo planeja enfrentá-lo no futuro. Com estilo trocador, o striker comandado por Diego Lima promete dar trabalho para o americano da Califórnia.  Veja abaixo o bate-papo completo com o lutador:

Blog Clube da Luta: Sertanejo, você acredita que o Fili pode ser seu adversário mais duro no UFC até o momento?

Felipe Sertanejo: Estou em uma crescente no UFC. Com certeza, a cada luta, vai aumentando as dificuldades. O Fili é um cara duro e acredito que será um duelo complicado. Mas já tive grandes lutas como contra o Pepey e o Miltinho. Mas sei que vai difícil.

BCDL: Você se considera favorito para o duelo?

FS: Vou para mostrar meu melhor. Não posso falar de favoritismo, mas entro para nocautear. Vou sair do octógono com a vitória.

BCDL: Você é um striker, ele também. Como essa luta deve se desenvolver: em pé mesmo ou você vai tentar surpreender levando para o chão?

FS: Vou andar para frente o tempo todo e buscar o nocaute, que é o meu ponto forte. Mas tenho totais condições de finalizá-lo, porque treinei muito meu jiu-jitsu e meu wrestling. Estou pronto para a vitória de qualquer maneira.

BCDL: Como você avalia sua preparação para essa luta com Lucas Mineiro participando do seu camp e treinando também para lutar no UFC Rio?

FS: Foram dois meses de um treinamento em conjunto. Acredito que foi o melhor camp que já fiz na minha carreira. Estou pronto para decolar na categoria. Tenho a oportunidade de estar escalado para lutar no mesmo card que o Mineiro, e por isso trabalhamos forte.

Sertanejo é especialista no jogo em pé | Foto: Gaspar Nobrega/Inovafoto

Sertanejo é especialista no jogo em pé | Foto: Gaspar Nobrega/Inovafoto

BCDL: Você sonha em enfrentar o Frankie Edgar. Para isso, você precisa alcançar uma boa sequencia de vitória, como fazer lutas empolgantes. Até o momento, suas vitórias saíram em decisões e apenas um nocaute, contra Pepey, no ground’nd’pound. Você acha que ainda precisa soltar mais seu jogo?

FS: Acho que posso desenvolver mais meu jogo. Sei que tenho muito para evoluir na categoria. Estou bem, tanto que renovei recentemente meu contrato com a organização. Posso e vou evoluir ainda mais.

BCDL: Você sente que ainda está devendo dentro do cage do Ultimate em termos de nocaute?

FS: Não. Fiz lutas duras e pude mostrar meu jogo em várias situações. Sempre busco o nocaute, mas quero vencer da forma que for possível.

BCDL: Em pé, todos sabem do seu potencial. Como foi o treinamento de chão para essa luta? Houve algum aprimoramento especial?

FS: Treinei forte ao lado do Lucas Mineiro. Estamos com o jiu-jitsu afiado. Como disse, sei que não terei problemas se a luta caminhar ara o chão.

BCDL: Sonhou com uma vitória no UFC Rio? Como foi?

FS: Não sonhei não (risos). Mas desejo e vou buscar essa vitória.

BCDL: Depois dessa luta a meta será lutar fora do Brasil pelo Ultimate?

FS: Gostaria sim de fazer uma luta pela organização fora do Brasil, mas estarei preparado para onde for escalado.

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *