Clube da Luta

Toquinho defende cinturão do WSOF contra Jon Fitch

Toquinho foi um dos atletas da Team Nogueira que se tornou campeão. Divulgação/WSOF

Toquinho é o campeão meio-médio da organização. Divulgação/WSOF

Após a saída polêmica do UFC, Rousimar “Toquinho” Palhares se reergueu e se tornou o campeão peso meio-médio do World Series of Fighting (WSOF), em março de 2014, quando finalizou Steve Carl no primeiro round. Atuação rápida e avassaladora ao melhor estilo “Toco”, com sua tradicional chave de calcanhar. Neste sábado, 13, o brasileiro defende o cinturão pela primeira vez contra o veterano Jon Fitch, que também integrou o Ultimate por oito anos, em Sacramento, Califórnia (EUA).

Sem dúvidas, o duelo representa o grande momento da carreira do mineiro, mesmo longe do UFC. Em pouco tempo, Toquinho deu a volta por cima, foi contratado pelo WSOF e conquistou o cinturão, além de ter se tornado o astro da companhia. A primeira defesa do título vai acontecer diante de um respeitado atleta da categoria, que viveu o auge no Ultimate, quando disputou o cinturão contra Georges St. Pierre, e que busca retomar o caminho da glória.

O mineiro de Dores do Indaia também é um veterano do esporte e lutava nos médios. Chegou ao UFC em 2008 e conquistou sequencias de vitórias, mas falhou contra os principais rivais. Foi tido como um atleta de enorme potencial para alcançar os ‘tops’ da divisão até 84 kg. Porém, em momentos cruciais, o representante da Team Nogueira ‘cochilava’, como na frustrante derrota para Nate Marquardt.

Líder da Team Nogueira . Foto: Divulgação/UFC

Toquinho comemora vitória no UFC . Foto: Divulgação/UFC

Antes de sair do UFC, ele estreou na divisão abaixo. Venceu Mike Pierce com uma finalização, mas demorou para soltar o golpe e foi colocado para fora da organização. Em seguida, já no WSOF, finalizou novamente em grande estilo. Contra Fitch, aposto em novo triunfo do mineiro por finalização.

Uma vitória diante de Jon vai colocar Toco de volta aos holofotes. Se continuar vencendo os oponentes no WSOF, não demorará muito para o Ultimate chamá-lo de volta. O jogo do americano é grudar como um carrapato: estratégia chata, mas eficiente. Na trocação, apesar de Rousimar nunca ter feito um oponente beijar a lona, não vejo Fitch com mão para derrubar o campeão, que já suportou três rounds com Dan Henderson, no UFC.

Caso o desafiante consiga desenvolver seu jogo de grappling, ele pode ser surpreendido. Lembrando que nunca será uma boa opção ficar no ‘agarra-agarra’ com Toquinho por conta do alto poder de finalização.

– Estou vivendo a melhor fase da minha carreira, devo muito isso aos irmãos Minotauro e Minotouro, e aos meus treinadores Erivan Conceição, Vander Valverde e Everaldo Penco. Evolui muito como atleta desde a minha chegada no Team Nogueira, sou um novo lutador, a descida para o peso meio-médio que eu fiz, acabei encontrando a categoria perfeita. O título do WSOF ficará por muito tempo na minha cintura – contou Rousimar.

[youtube]http://youtu.be/TLHcCPaA09M?list=UUPrONRG9hO1f-OrxW-WH-xg[/youtube]

Rivalidade entre Toquinho e Fitch
Além de dois especialistas na luta agarrada, o combate também tem um tempero especial: a rivalidade. Quando Toquinho foi demitido do Ultimate, começaram os boatos que o brasileiro seria contratado pelo WSOF. O americano, que já fazia parte do plantel do World Series, criticou o mineiro diante das especulações.

Fitch declarou que jamais enfrentaria o brasileiro e ainda o acusou de não ser um lutador limpo, fato que desagradou bastante ao atleta do Team Nogueira.

– Ele vai arcar com as coisas que disse, sem dúvida nenhuma vou mais motivado para encarar esse desafio. Minha meta é manter o cinturão da categoria e levar de volta para o Brasil. Quero comemorar ao lado da minha família e companheiros de treino um natal mais feliz. Isso só prova como o mundo da voltas, graças a Deus. A única certeza que tenho, é que sairei vencedor dessa luta. Vocês vão ver – explicou Toquinho.

WSOF 16 – Palhares x Fitch
Sacramento, California (EUA)
13 de dezembro
Card Principal
Rousimar Palhares vs. Jon Fitch (cinturão meio-médio)
Rick Glenn vs. Lance Palmer (cinturão peso-pena)
Sheymon Moraes vs. Gabriel Solorio
Josh Berkovic vs. Brenson Hansen
Justin Buchholz vs. Lewis Gonzalez

Card Preliminar
Dave Huckaba vs. C.J. Leveque
David Mitchell vs. Justin Baesman
Martin Sano vs. Dominic Waters
David Douglas vs. Sinjen Smith
Drey Mitchell vs. Erick Sanchez
Jason Powell vs. Chris Avila
Christian Espinosa vs. Joseph Morales
Dylan Blakesly vs. Justin Durham

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito + oito =