Clube da Luta

Thales Leites crê em nocaute ou finalização: ‘não vejo chegando na decisão’

Na última luta, Thales Leites finalizou Tim Boetsch | Foto: UFC/Divulgação

Na última luta, Thales Leites finalizou Tim Boetsch | Foto: UFC/Divulgação

Thales Leites viveu o ponto máximo da carreira de um lutador ao disputar o cinturão dos médios do UFC, em 2009, contra Anderson Silva. De lá para cá, o carioca saiu e retornou ao Ultimate, entrando em uma nova fase de vitórias e se aproximando mais uma vez de luta pelo título da categoria. Neste sábado, 18, o brasileiro protagoniza o duelo principal do UFC Glasgow, na Escócia, contra o inglês Michael Bisping.

Um triunfo diante de Bisping será um importante passo na caminhada rumo ao cinturão. Número 10 do ranking, o brasileiro soma cinco vitórias consecutivas no Ultimate e tem a oportunidade de encarar um atleta melhor ranqueado – o inglês está em 9º na classificação. Para Thales, o combate não deve terminar nas mãos dos juízes.

+ VÍDEO: Michael Bisping e Thales Leites fazem encarada tensa na pesagem do UFC Glasgow

“Planejo um ótimo combate, com os dois atletas andando para frente e buscando a vitória a todo momento. Não vejo essa luta chegando na decisão dos juízes, até por ser cinco rounds”, comentou Thales ao Blog Clube da Luta, do O POVO.

O carioca é faixa preta de jiu-jítsu e já finalizou 14 adversários no MMA. Nos últimos anos, Leites evoluiu bastante na parte em pé. Diante de Bisping, o atleta da Nova União terá que ficar ligado na trocação do inglês, dono de um boxe alinhado e com 15 nocautes no cartel. Thales encara com tranquilidade as qualidades do “Conde” no infight e prega respeito pelo oponente.

“(Vou me comportar) como sempre me comportei enfrentando outros atletas bons no boxe. O Bisping é um lutador muito qualificado, todas as lutas que ele perdeu foram para caras duros. Ele já ganhou de grandes nomes, merece todo meu respeito, é um cara aguerrido e não está entre os melhores à toa. Sei o valor dele e respeito meu adversário”, disse.

Sem pressa pelo cinturão
Se vencer Bisping, Thales chega a sexta vitória consecutiva dentro do UFC nos últimos dois anos. Apesar disso, o brasileiro está tranquilo e sem pressa por uma nova disputa pelo cinturão. O planejamento é alcançar a chance na melhor forma.

“Eu acho que a categoria está muito embolada. Tem muita gente boa ali em cima e que estão lá por merecimento. Então, como falei, não tenho pressa nenhuma de chegar ao topo, quero ir vencendo e ir subindo até ter minha chance”, afirmou ele.

Com 33 anos, Thales já possui 29 lutas na carreira, com 25 vitórias e quatro derrotas. Com calma, o carioca espera coroar o trabalho iniciado em 2003, quando estreou no Shooto Brazil, e realizar o seu sonho: se tornar campeão do UFC.

“Venho há muitos anos buscando o reconhecimento pelo meu trabalho e chegar até o título é a certeza de que tudo isso valeu a pena. Estou bem, em uma fase boa e não tenho pressa para chegar até o topo, vou caminhando passo a passo, conquistando meu espaço e quando tiver minha chance vou procurar aproveitar da melhor forma possível”, finalizou.

CARD COMPLETO:
UFC Fight Night 72
Glasgow, Escócia
Sábado, 18 de julho de 2015
Previsão de início: 11h (horário de Brasília)

Card Principal

Michael Bisping x Thales Leites
Evan Dunham x Ross Pearson
Joseph Duffy x Ivan Batman
Joanne Calderwood x Cortney Casey
Leon Edwards x Pawel Pawlak
Leonardo Macarrão x Stevie Ray

Card Preliminar

Paddy Holohan x Vaughan Lee
Ilir Latifi x Hans Stringer
Mickael Lebout x Teemu Packalen
Paul Redmond x Robert Whiteford
Marcus Brimage x Jimmie Rivera
Chris de la Rocha x Daniel Omielanczuk

Redes sociais
Twitter: @lucasmota28
Instagram: @motasglucas
Fanpage do Clube da Luta

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *