Clube da Luta

Em luta polêmica, Anderson Silva é derrotado por pontos para Michael Bisping em seu retorno ao UFC

1182 2
Anderson abusou das fintas e esquivas, mas foi superado. Foto: UFC/Divulgação

Anderson abusou das fintas e esquivas, mas foi superado. Foto: UFC/Divulgação

Não foi o retorno que os fãs esperavam. Após um ano sem lutar, período em que cumpriu suspensão por doping, Anderson Silva acabou marcando sua volta ao UFC com derrota. Em luta parelha, em que chegou a sentir o gosto da vitória após uma joelhada conectada após o termino do 3º round, o brasileiro acabou superado por pontos (o placar foi de 48×47) pelo inglês Michael Bisping na luta principal da edição do UFC realizada na noite deste sábado, 27, em Londres.

Na avaliação dos juízes, o atleta britânico  venceu três dos cinco rounds. Com o resultado, Anderson Silva dá adeus, pelo menos por enquanto, ao sonho de voltar a disputar o cinturão dos pesos-médios em breve. Sem vencer de forma oficial desde 2012, Spider agora conta com um cartel de 41 lutas, com 33 vitórias, 7 derrotas e um combate sem resultado.

A LUTA

No início do combate, os dois lutadores se estudaram bastante e trocaram muitos golpes em pé, mas sem tanta agressividade e contundência. O inglês atacou mais e, mesmo sem conectar boas sequências, teve leve vantagem no 1º round.

No 2º round, Anderson investiu muito nas fintas, para tentar desequilibrar o adversário e trabalhou na base do contra-ataque. No final do round, Bisping surpreendeu o acertou um soco de esquerda, que derrubou Anderson. Quando tentou liquidar o combate no solo, acabou não tendo êxito, tendo suas investidas neutralizadas por Spider.

COMEMOROU, MAS NÃO LEVOU!

No 3º round, Anderson dominou o centro do octógono e acertou os melhores golpes. No minuto final do 3º assalto, conseguiu castigar o adversário e, logo após o soar da sirene indicando o fim do round, acertou uma joelhada voadora, que ‘nocauteou’ o inglês. Parecia o fim. O brasileiro saiu comemorando, subiu na grade do octógono para celebrar, mas foi avisado que o combate iria prosseguir.

No 4º round, mesmo ferido e com grande sangramento no rosto, Bisping voltou melhor e foi mais agressivo na luta em pé, colocando o brasileiro contra a grade, onde seguiu por bom tempo, buscando o nocaute.

No último round, Anderson voltou num ritmo mais intenso e impôs pressão no adversário, chegando a acertar um chute na ponta do queixo de Bisping, que fez o britânico cambalear pelo octógono. Quando tudo caminhava para um desfecho por nocaute, o brasileiro diminuiu as investidas e o combate seguiu morno até o seu fim.

 Confira todos os resultados do UFC Londres

CARD PRINCIPAL

Michael Bisping venceu Anderson Silva por decisão unânime;
Gegard Mousasi venceu Thales Leites por decisão unânime;
Tom Breese venceu Keita Nakamura por decisão unânime;
Brad Pickett venceu Francisco Rivera por decisão dividida.

CARD PRELIMINAR

Makwan Amirkhani venceu Mike Wilkinson por decisão unânime;
Davey Grant venceu Marlon Vera por decisão unânime;
Scott Askham venceu Chris Dempsey por nocaute no primeiro round;
Arnold Allen venceu Yaotzin Meza por decisão unânime;
Rustam Khabilov venceu Norman Parke por decisão unânime;
Daniel Omielanczuk venceu Jarjis Danho por decisão técnica;
Teemu Packalen venceu Thibault Gouti por finalização no primeiro round;
David Teymur venceu Martin Svensson por nocaute técnico no primeiro round.

Recomendado para você

2 Comentários

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *