Clube da Luta

VÍDEO: José Aldo volta a ser nocauteado por Max Holloway, que segue campeão dos pesos-penas do UFC

Holloway não deu chances para Aldo na trocação. Foto: UFC/Divulgação

Noite sofrível para os brasileiros. Os três representantes do País amargaram derrotas no UFC 218, disputado na Dedroit, na noite deste sábado (2). A frustração maior ficou por conta de José Aldo, que foi mais uma vez foi superado pelo Max Holloway. Na revanche pelo cinturão dos pesos-penas do Ultimate, o americano repetiu o feito do primeiro duelo entre eles, em junho deste ano, e nocauteou o brasileiro com uma atuação soberana.

Após um início de luta em que tentou colocar muita pressão, com socos e muitos chutes baixos, Aldo acabou envolvido a partir do 2º round e foi castigado com uma dura sequência de golpes do havaiano que, aos 4m51seg do 3º round, liquidou a fatura após uma sequência avassaladora de socos, confirmando o triunfo por nocaute técnico e mantendo o cinturão da categoria em sua primeira defesa de título.

O momento realmente é de Holloway. O americano emplacou a sua 12ª vitória consecutiva no UFC, a 5ª maior sequência invicta da história da organização. Já Aldo acumulou sua segunda derrota seguida. Nos últimos quatro combates, ele venceu apenas um, contra Frankie Edgar, por pontos.

Ao fim do combate, Holloway fez um discurso eufórico ao lado de sua família. Já Aldo saiu desolado (e bastante machucado). Veja a festa do campeão e alguns dos principais lances do combate:

Antes mesmo de Aldo entrar em cena, a noite já era negativa para os brasileiros. No card preliminar, o peso-pena paulista Charles do Bronx acabou nocauteado por Paul Felder no 2º round. Já Alex Cowboy Oliveira travou uma batalha contra o americano Yancy Medeiros, mas terminou sofrendo um nocaute no 3º round.

Confira todos os resultados do UFC 218:
Max Holloway venceu Jose Aldo por nocaute técnico aos 4m51s do 3º round;
Francis Ngannou venceu Alistair Overeem por nocaute a 1m42 do 1º round;
Henry Cejudo venceu Sergio Pettis por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27);
Eddie Alvarez venceu Justin Gaethje por nocaute técnico aos 3m59s do 3º round;
Tecia Torres venceu Michelle Waterson por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28);
Paul Felder venceu Charles Oliveira por nocaute aos 4m06s do 2º round;
Yancy Medeiros venceu Alex Oliveira por nocaute técnico aos 2m02s do 3º round;
David Teymur venceu Drakkar Klose por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28);
Felice Herrig venceu Cortney Casey por decisão dividida (28-29, 29-28, 29-28);
Amanda Cooper venceu Angela Magana por nocaute técnico aos 4m34s do 2º round;
Abdul Razak Alhassan venceu Sabah Homasi por nocaute técnico aos 4m21s do 1º round

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *