Dá pra viajar

Passo a passo de como fazer um planejamento financeiro para viajar

Fazer uma viagem é o sonho de muitas pessoas. Porém, a falta de planejamento e organização das finanças faz com que muita gente ache ser difícil conseguir viajar. Principalmente nessa época de pandemia, onde muitos estão passando por dificuldades financeiras, planejamento é palavra-chave para a realização dos sonhos.

Então, abaixo, para te ajudar, fizemos um passo-a-passo que poderá ser utilizado para tornar possível as suas futuras viagens.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

PASSO 1:

Orçar toda a viagem: já sabe o preço de passagens e hospedagem? Agora, “mão na massa”. Hora de pesquisar uma média de quanto se gasta, por dia, com alimentação, passeios/ingressos de atrações e transporte no lugar que você vai. Essa é a parte que eu considero essencial no planejamento financeiro da viagem, pois muita gente só calcula o preço de passagens e hospedagens, mas não lembra dos outros itens, o que faz uma grande diferença no orçamento total da viagem. Então, não deixe de fazer essa pesquisa, combinado? Olhando no google, dá pra se ter uma boa ideia.

PASSO 2:

O que vai ser parcelado no cartão: passagens, hospedagem e alguns passeios/ingressos de atrações? Ok. Vamos supor que isso dá um total de R$ 2.000,00 e você vai parcelar em 10x no cartão. Nesse caso, será preciso separar R$ 200,00 da sua renda, durante 10 meses, para pagar a fatura do cartão.

PASSO 3:⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Vamos às coisas que serão pagas quando chegar ao destino. Provavelmente serão: alimentação, os outros passeios/ingressos de atrações e transporte. Vamos supor que dará um total (pela pesquisa que você fez no item 1), de R$ 1.000,00 e a viagem será daqui a 10 meses. Agora, basta dividir o valor pela quantidade de meses que faltam até a viagem chegar. Isso significa que você precisará juntar R$ 100,00, durante 10 meses, para levar.

PASSO 4:

Somando valores de passagens, hospedagem, alimentação, passeios/ingressos e transporte, ou seja, o total, você vai precisar separar, durante 10 meses, R$ 300,00 da sua renda até a viagem chegar. Não esqueça, também, de calcular um valor para gastos extras que possam surgir. Não precisa ser muito, mas nunca vá com dinheiro contado, pra não passar perrengue.

 

Agora que você já tem todas as informações, chegou a hora de decidir se a viagem vai caber no seu bolso ou não. Decisão tomada (e espero que seja positiva, haha), é hora de tirar o sonho do papel e começar esse planejamento para realizá-lo.

Recomendado para você