Discografia

Em ritmo de Copa, Berman Brothers “bossificam” a black music

1400159495_studio-rio-presents-the-brazil-connectionReconhecidos pelo projeto Rhythms del mundo, lançado em 2006, que jogou molho cubano em canções de Coldplay, Maroon 5 e Dido, os Berman Brothers vivem de remixes que misturam culturas musicais e já ganharam mais de 90 prêmios com isso. A ideia está longe de ser uma novidade, mas parece que eles têm um pouco mais de cuidado na hora de mexer na obra dos outros. Ainda assim, botar congas no rock ou pandeiro no jazz é sempre polêmico e perigoso. Mais ainda quando o autor da canção original não está mais aqui pra se defender.

Mesmo sabendo que histórico desse tipo de projeto, quase sempre, não passa do ridículo, Frank e Christian Berman lançam The Brazil Connection, onde jogam novas e inéditas bases de samba e bossa sobre grandes canções de Marvin Gaye, Billie Holliday e Sarah Vaughan. Verdade seja dita, o resultado não é patético e isso se deve ao time selecionado pela dupla para executar os novos arranjos. Aproveitando que o Brasil estava em alta com a Copa do Mundo, eles chamaram gigantes como Marcos Valle, Roberto Menescal, Mário Adnet e Paulo Calasans para executarem os novos arranjos.

Repito: The Brazil Connection não é de todo ruim, mas tem aquela cara de macumba pra turista ou exumação mal sucedida. Bill Withers gingando em Lovely day e Aretha Franklin galcostiando em Walk on by até parecem simpáticas. Já a mistura de Marvin Gaye com “Raça Negra” no sucesso Sexual healing cheira a canastrice. A bossa “comomandaofigurino” em I’ve got you under my skin desce mais redonda com Mel Tormé, já que trata-se de uma canção já vertida para a linguagem do mestre João Gilberto. Mas, ao ouvir a avassaladora Sarah Vaughan sambando sestrosa em Summertime é que fica claro que projetos como esse não deveriam existir nem para dividir opiniões.

Veja as faixas de The Brazil Connection:

1. Bill Withers – Lovely day
2. Aretha Franklin – Walk on by
3. Marvin Gaye – Sexual healing
4. Billie Holiday – You’ve changed
5. Sly & The Family Stone – Family affair
6. The Isley Brothers – It’s your thing
7. Mel Tormé – I’ve got you under my skin
8. Nina Simone – I wish I knew how it would feel to be free
9. Johnny Nash – I can see clearly now
10. Dave Brubeck e Carmen McRae – Take five
11. Andy Williams – Music to watch girls by
12. Sarah Vaughan – Summertime

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.