Educação

Congresso promete agilizar lei antipalmada

377 1

O projeto de lei que proíbe o uso de castigos corporais na educação das crianças e adolescentes deverá ser analisado de forma mais rápida na Câmara dos Deputados.

A decisão foi tomada após o Congresso Nacional ser pressionado no último dia 19 por entidades pró-direitos da infância, que contaram com o apoio da apresentadora de tevê Xuxa e da rainha Silvia, da Suécia.

Nessa semana, será instalada uma comissão especial para discutir a proposta, que tramita na Câmara há quase um ano.

Nesse período, o projeto passou apenas por uma comissão da Casa (Educação e Cultura). Se for aprovada pela comissão especial da Câmara, a proposta poderá ir direto para o Senado Federal, onde o presidente José Sarney (PMDB-AP) também prometeu agilizar a tramitação do projeto.

1 comentário

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *