Educação

202 milhões de desempregados

O número de desempregados em todo o mundo superou os 202 milhões de pessoas, aumentando cinco milhões de 2012 para 2013, o que representa uma taxa de 6% de desemprego mundial.

Os dados são do relatório Tendências Mundiais do Emprego 2014, da Organização Mundial do Trabalho (OIT).

Esse foi o resultado da fraca recuperação econômica mundial, incapaz de criar um ambiente favorável à ocupação, principalmente entre os jovens.

De acordo com o estudo, no ano passado, cerca de 839 milhões de pessoas viviam com suas famílias com menos de US$ 2 por dia. E 375 milhões delas em estado de extrema pobreza foram obrigadas a sobreviver com quantia inferior a US$ 1,25diários.

O relatório prevê que, se a tendência atual permanecer, serão criados 200 milhões de empregos até 2018, quantidade insuficiente para absorver os trabalhadores que ingressarão no mercado.

Em consequência do desalento dos que não conseguirão encontrar oportunidades e da obsolescência das qualificações, estima a OIT, o número de desempregados deve aumentar mais de 13 milhões, nos próximos quatro anos.

A preocupação maior é com os jovens: 13,1% deles, ou 74,5 milhões, estão desempregados.