Educação

Brasil não cumprirá duas metas do milênio

O Brasil atingiu a meta de reduzir em dois terços os indicadores de mortalidade de crianças de até 5 anos, tratada no acordo “Objetivos de Desenvolvimento do Milênio” com a Organização das Nações Unidas (ONU).

A taxa, que era de 53,7 mortes por mil nascidos vivos em 1990, passou para 17,7 em 2011. Os números fazem parte do 5º Relatório Nacional de Acompanhamento, divulgado pelo governo.

A organização internacional aponta, no entanto, que o país deixará de conquistar duas das oito metas propostas para serem atingida até 2015. A redução de morte materna, por exemplo, será um dos compromissos que não serão honrados, informa o documento.

Na divulgação do relatório, o ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE), Marcelo Néri, assumiu que o Brasil dificilmente chegará em 2015 com o máximo de 35 óbitos maternos a cada 100 mil nascimentos. Em 2011, a taxa era de 63,9.

Outra meta que não será atingida é a que prevê redução da população em moradias adequadas. Dados de 2012 mostram que 36,6% dos brasileiros ainda habitam assentamentos precários.

Fonte: Correio Braziliense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *