Educação

Transformação na rede de ensino

O aumento do poder aquisitivo dos brasileiros na última década está provocando mudanças no sistema educacional do País.

Com mais dinheiro do bolso, muitas famílias estão optando por tirar os filhos da escola pública para matriculá-los em instituições particulares, na esperança que estas escolas ofereçam uma educação de mais qualidade que garanta ascensão social e um futuro tranquilo.

A realidade é expressa nas estatísticas divulgadas anualmente pelo Ministério da Educação (MEC). Em 2004, conforme as Sinopses Estatísticas da Educação Básica, as escolas públicas brasileiras registravam 49,1 milhões de matrículas nas redes estaduais, municipais e federal, caindo para 41,4 milhões em 2013, o que indica redução de 15,5%.

No sistema privado, ao contrário, o movimento é ascendente. Em 2004, as escolas particulares registravam 6,9 milhões de matrículas. No ano passado, o número já totalizava 8,6 milhões de documentos registrados, com aumento de 24%. Em 2004, portanto, a rede privada respondia por 12,42% das matrículas. Em 2013, o percentual aumentou para 17,2%.

Fonte: Folha de Londrina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *