Educação

O mito de Hamlet é destaque na programação do Teatro Universitário

Em outubro, o Teatro Universitário Paschoal Carlos Magno, da UFC, mantém sua programação aberta à comunidade em geral, apresentando três espetáculos aos amantes das artes cênicas – em especial, aos apreciadores da dramaturgia do inglês William Shakespeare, que terá sua tragédia “Hamlet” revistada pelo Coletivo Soul em dois espetáculos.

As sessões têm quantidade limitada de ingressos, que podem ser reservados através do e-mail ingresso@pavilhaodamagnolia.com.br
Confira a seguir os detalhes da programação:

As quintas-feiras estão reservadas para a apresentação da peça A vida é uma festa, encenada pela Cia. Trapos e Cacarecos. O espetáculo, nos dias 9, 16, 23 e 30, sempre a partir das 20h, aborda a vida de três amigos gays que se reencontram após um longo período. No elenco estão Silvio Pereira, Antônio Marcelo Carneiro e Thiago Silva Pinto, interpretando texto de Silvio Vieira, com direção de Luiza Pontes.

"Hamlet:Solo" também será encenado em outubro

HAMLET – Às sextas-feiras e aos sábados, o público confere dois espetáculos da Trilogia Hamlet, na qual o mito de Hamlet, personagem clássico de William Shakespeare, é revisitado em suas múltiplas possibilidades de interpretação e intervenção pelo Coletivo Soul, em três espetáculos: Rãmlet Soul (2009-2010), Hamlet: Solo (2013), e Ros & Guil estão mortos (2014), este último baseado em “Rosencrantz & Guildenstern estão mortos”, tragicomédia existencialista e absurda escrita por Tom Stoppard, encenada pela primeira vez em 1966, onde se expandem aventuras de dois personagens menores de “Hamlet”.

Nos dias 10, 17 e 24 de outubro, às 20h, será apresentado Hamlet: Solo. No espetáculo, o que está no palco é simplesmente o estado de solidão do indivíduo; sua relação com a realidade objetiva é, via de regra, triste.

Imagem: "Ros&Guil" será apresentado nos dias 11, 18 e 25 (Foto: Diego Souza)

Já em Ros&Guil, nos dias 11, 18 e 25, também às 20h, o público confere uma provocativa inversão do cânone shakespeariano, apontando para a discussão do lugar do teatro no universo cultural do Ocidente, quando se debate a validade das vanguardas e são sinalizados caminhos alternativos de enunciados cênicos.

O espetáculo foi contemplado pelo Laboratório de Criação Teatral do Porto Iracema das Artes, escola de formação artística do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, sob orientação de Grace Passô.

A direção dos espetáculos do Coletivo Soul é de Thiago Arrais. No elenco estão Kevin Baleiro, Bruno Lobo, Geane Albuquerque, Joyce Custódio, Bio Falcão e Evan Teixeira.

O Teatro Universitário fica na Av. da Universidade, 2210, Benfica. Mais informações através do telefone 85 3366 7832 ou na página do TU no Facebook.

Idealização e realização: Teatro Universitário Produção executiva: Projeto TU Residência – Pavilhão da Magnólia Produção técnica: corpo técnico do TU.

Fonte: Michell Barros, bolsista do Teatro Universitário – fone: 85 3366 7832

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *