Fisioterapia & Saúde

Não Vou Calar.

327 10

 

figura 1

Recebo em minhas correspondências por e-mail e depoimentos de orkut as primeiras críticas sobre esse blog, o que me deixa extremamente satisfeito porque todas estão envolvidas por respeito a minha pessoa e conduta profissional, assim as considero críticas construtivas, tenho a mais absoluta convicção de que em nenhum momento tomamos uma posição passional e sim realista, de qualquer forma entrei em contato com os críticos desse blog para obter respostas quanto ao meu posicionamento ético e em relação a algumas condutas as quais nossa legislação considera ilegais, infelizmente nenhuma dessas críticas me chegou através de depoimentos do próprio blog, por isso não terei como postar. Mantemos nosso compromisso com os senhores leitores e quando as mesmas forem postadas, sustentaremos uma postura democrática e publicaremos na íntegra, continuaremos uma forte campanha contra o exercício ilegal da profissão de fisioterapeuta exercida por acadêmicos de fisioterapia,  em nosso ponto de vista são vítimas de um sistema desrespeitoso com a ciência da fisioterapia e que contribuem com uma indústria lucrativa chegando a oferecer meros oito reais por atendimento a um profissional  de  formação acadêmica e  que deve manter uma conduta baseada na ética e na cientificidade para oferecer a sociedade melhores condições de saúde. Publicamos alguns depoimentos elogiosos  ao blog Fisioterapia & Saúde com seus respectivos autores, mas infelizmente apenas citaremos algumas críticas sem fornecer a fonte por não termos autorização, mas com registros arquivados. 

“Escreva com mais classe, que sei que tens, menos ímpeto e tenha cuidados éticos para não desconstruir o que ousou construir até agora que foi uma imagem de um profissional acima do bem e do mal.” (…).

“Portanto, Doutor Jorge Brandão, se vais realmente continuar essa luta de uma forma tão arriscada quanto escrever para um público seleto de profissionais, embora não tão preparados cientificamente quanto vós, então prepare-se e algumas vezes seja racional e menos passional. Jamais escreva algo que fira uma classe sem se dar conta que era dia de calar-se.” (… )

10 Comentários

  • Gustavo A. Vieira disse:

    Primeiramente, parabenizo pela iniciativa do blog. Bem, saiba que é normal receber críticas. Isso faz parte da vida de quem trabalha com comunicação. Sugiro que você coloque no blog alguns assuntos que tenham interesse público, como novos tratamentos. No mais, a cobertura do ‘universo’ dos fisioterapeutas está bem interessante.

  • Alessandro Façanha disse:

    Como alguns amigos sabem, sou afeito aos assuntos polêmicos, ao ler esse texto portanto, também não posso me calar. Ao tomar ciência dessa empreitada do grande fisioterapeuta, Jorge Brandão, fiquei extremamente satisfeito com seu propósito: Levar à sociedade a real importância desse objeto científico chamado Fisioterapia. Essa iniciativa, independente de embrionária, já merece menções honrosas, parabéns e votos de sucesso e continuidade. Ao ler alguns textos percebi que esse espaço vai além dessas fronteiras, é um veículo de interesse social! pois denota todo compromisso político de um profissional que antes de mais nada, é uma pessoa idônea, honesta e sem sombra de dúvidas, de um passado que seu presente tem orgulho e que seu futuro irá orgurlhar. Dessa forma caros leitores, critiquem, porém façam críticas justas, sinceras, reais, o que Jorge Brandão está pronuncinado é a pura verdade, sem fantasias e alegorias; se há passionalidade, parabéns novamente, afinal, como não se indignar e se revoltar com a prática de alguns profissionais inescrupulosos que fazem da Fisioterapia uma circo? Você está certo Jorge, você e todos os profissionais que fazem da Fisioterapia um meio de promover saúde e qualidade de vida com dignidade e profissionalismo!!! Abaixo os estagiários sim! Abaixo o perfil mercantilista de várias clínicas sim! Parabéns Jorge Brandão, ter um profissional como você em nossa profissão é o que nos dá orgulho de pertencer a essa categoria, façamos da Fisioterapia uma ciência de excelência e de respeito que ela merece.

  • Paulo Henrique Palácio disse:

    É um equívoco meu ou estou diante de uma tentativa de censura? Infelizmente, enquanto a palavra fisioterapia rimar com hipocrisia em várias cabeças ditas “pensantes” e “experientes” teremos ainda a persistência de vários problemas (quase cancerígenos) históricos de nossa profissão. A verdade deve ser exposta de forma adequada e seu enfrentamento de maneira ética e resolutiva. Portanto, esse espaço se torna apropriado, pois a população também merece esclarecimentos, orientações e respeito.
    Longa vida ao blog! E atitude aos profissionais!

  • Ewertom disse:

    Amigo Jorge,

    Sabes que fiquei muito feliz com a criação desse espaço.

    Comungo da mesma idéia que você e sou muito grato por mais e mais profissionais estarem denunciando as mazelas da Fisioterapia.

    Há pouco mais de uma ano disse a alguns colegas: “Nos próximos 10 anos vai haver uma revolução na Fisioterapia, as brigas tornar-se-ão mais intensas, os anti-éticos serão “expulsos” do mercado e a Fisioterapia passará a construir uma nova história”. Espero que essas afirmações estejam erradas, pois espero que essas mudanças não durem tanto.

    O sabio medita e compreende, o tolo ignora e se omite e o idiota ri e escarneia. (Lao Tse)

    “As pessoas inteligentes discutem idéias. As medianas discutem fatos. As medíocres discutem a vida dos outros…”

  • Ewertom disse:

    Amigo Jorge,

    Sabes que fiquei muito feliz com a criação desse espaço.

    Comungo da mesma idéia que você e sou muito grato por mais e mais profissionais estarem denunciando as mazelas da Fisioterapia.

    Há pouco mais de uma ano disse a alguns colegas: “Nos próximos 10 anos vai haver uma revolução na Fisioterapia, as brigas tornar-se-ão mais intensas, os anti-éticos serão “expulsos” do mercado e a Fisioterapia passará a construir uma nova história”. Espero que essas afirmações estejam erradas, pois espero que essas mudanças não durem tanto.

    O sabio medita e compreende, o tolo ignora e se omite e o idiota ri e escarneia. (Lao Tse)

    “As pessoas inteligentes discutem idéias. As medianas discutem fatos. As medíocres discutem a vida dos outros…”

    Que neste blog continuemos a discutir idéias!

    Abraço fraterno.

  • Alzira Aymoré disse:

    Parabéns pelo blog e pela postura corajosa frente a questões que necessitam de respostas. Contestar o status quo é muito mais incômodo do que o “sim” subserviente, que nada muda. As críticas são uma consequência natural de reação, afinal, somente corajosos e os que acreditam no que fazem têm a capacidade de promover transformações.

  • Alice Mendonça disse:

    Olá, colegas e amigos!
    Como vão todos?

    Inicialmente gostaria de escrever sobre uma certeza:

    “A Fisioterapia cresceu muitos nos últimos anos, sem dúvida alguma, contudo as pessoas continuam as mesmas.”

    A maior questão, a qual considera de suma importância, é a ausência de “UNIÃO” da classe. Alguns irão discordar comigo, sem problemas. Mas isso está atualmente se alastrando no mundo inteiro, pelas grandes e acirradas concorrências. Todos aguardam por alguém que faça, entretanto acham que poderiam falar melhor que outros, posicionar-se melhor. Quando alguém fala algo que está inserido nas “Páginas da vida” no mundo real, causa “choque” a muitos.
    Tenho 20 anos de profissão, simplesmente AMO o que faço. Espero ainda ver mais fraternidade entre nós, ousadia sim, coragem também, e estratégias de mudanças, equipes de profissionais preocupando-se com o melhor para nossa profissão…
    Coloco-me aqui à disposição.
    As pessoas, no mundo hodierno, encontram-se assoberbadas de trabalho e atribuições.
    Todavia, lutar é preciso e é meu sobrenome.
    E por vezes nos vemos lutando sozinhos e sinto as mesmas angústias do amigo Jorge Brandão. Como mudar? VAMOS MUDAR!!!
    Críticas são sempre bem-vindas, e faz parte do crescimento, quando chegam com esse propósito, é claro!
    Quando fazia parte do Centro Acadêmico na minha época de faculdade, lutava muito por uma Fisioterapia melhor a partir da faculdade como aluna ainda.. Participei de inúmeras lutas políticas pela melhoria da classe e profissão com conselhos , sindicatos e associações.
    No mesmo período, sentia-se mais esses sentimentos de LUTA..Uma época realmente inesquecível na minha vida.
    Os alunos da faculdade realizavam críticas do tipo: como foram feitas determinadas ações, os porquês, porque assim e não de outra forma, sempre vieram.
    Quem está no ápice ou deixando-se em destaque está sempre sujeito a isso, infelizmente. Mas está incluso no “PACOTE” de quem quer FAZER.
    Mas como forma de Não Calar-me e LEMBRAR sempre o papel de todos, mandei escrever na parede do Centro Acadêmico e mostrava a todos que tinham críticas não construtivas:
    VOCÊ QUE CHEGOU AGORA E NÃO CONCORDA COM O QUE ESTÁ FEITO, DEVERIA TER ESTADO NO MOMENTO DO FAZER!
    ASSINADO: QUEM FEZ QUANDO NINGUÈM MAIS ESTAVA PARA FAZER!

    Atenção colegas profissionais e amigos: VAMOS NO UNIR E FAZER O MELHOR PARA NOSSA PROFISSÃO OU DEIXAR E TER CONFIANÇA EM QUEM ESTÁ NA HORA DO FAZER E QUER FAZER!

    Por que CALAR-SE?

    Parabéns Jorge, por ter sempre CORAGEM e FORÇA para LUTAR pelo que acredita!

    Alice Mendonça

  • Ricardo Lotif Araújo disse:

    Caro Amigo Jorge e a toda a população,

    Temos um momento ímpar onde podermos opinar em um veículo de comunicacão de massa permanentemente, espero que isso provoque muitas opiniões a favor e contra o que é totalmente democrático. Mas CALAR não é o melhor conselho a ser dado!!!Por isso digo:

    CALAR???!!! CAROS AMIGOS, AGORA QUE COMEÇOU!!! VAMOS É FALAR!!! DISCUTIR A SAÚDE DA NOSSA POPULAÇÃO!!!

    Senão vejamos:

    O PROJETO DO ATO MÉDICO – que está em regime de urgência na câmara dos deputados (300 assinaturas a favor e apenas 16 contra), pelo que estou vendo estão tentando passar e levar para o LULA assinar até dia 18 de outubro dia do médico. Mobilização JÁ! Somos a favor da saúde e contra o projeto 7703/06 como está escrito!!!

    A nossa POLÍTICA DE SAÚDE FUNCIONAL aprovada na 13 Conferencia Nacional de Saúde – constrir a política coletivamente para inserir o Fisioterapeuta, o Terapeuta Ocupacional, psicologia, fonoaudiologia e todas as profissões que ainda estão fora do SUS e a população não está tendo o direito constitucional de ser assistida por nós.

    Os cargos de CHEFIA DE SAÚDE FUNCIONAL, Federal, Estaduais e Municipais para garantir o acesso á saúde funcional à população

    Fazermos como em Belo Horizonte e Sobral e colocar obigatoriamente a Fisio e TO no PSF em todos os municípios do país pela pressão em cima dos nosso vereadores, prefeitos, deputados e governadores que votamos nas últimas eleições.

    Repúdio aos ESTÁGIOS ilegais e ao EXERCÍCIO ILEGAL das nossas profissões pondo em risco a nossa população.

    Necessitamos de muitos MAIS CONCURSOS PÚBLICOS para todas as áreas da saúde com uma CARREIRA NA SAÚDE e com um PISO NA SAÚDE!

    Aumento digno e justo nos PLANOS DE SAÚDE!

    DISCUTIR O PORQUE QUE PASSAMOS NO CONCURSO DO ESTADO E NÃO SOMOS CHAMADOS!

    PORQUE OS PERITOS GANHAM AUMENTOS DIFERENTRES PARA MÉDICOS (116%) E NOSSAS PROFISSÕES TODAS UM AMENTO DIFERENTE E IRRIZÓRIO (17%)?

    Assim, espero que este blog que surge para discutir a saúde da população e para esclarecê-la, continue e evolua para uma coluna permanente no jornal O POVO, pois neste momento é o veículo mais sensível as causas da saúde da população!

    Graças a meu bom Deus esta oportunidade de voz na sociedade foi sabiamente dada a um brilhante Fisioterapeuta, cidadão, filho, amigo e irmão chamado Jorge Brandão, que sabe falar e fala porque sabe ser democrático e permite também que sejamos ouvidos dando nossos depoimentos neste espaço.

    Sucesso Jorge

    É o desejo meu Ricardo Lotif e de toda a minha família.

  • Bruno N. Felinto Nogueira disse:

    Caros Colegas,

    gostaria de registrar um simples comentário, já que não tenho necessidade de atestar o carater e a história de luta pela profissão do Dr. Jorge Brandão pois seu nome é sinonimo de uma fisioterapia honesta, científica e comprometida com o bem estar social.
    Fico muito feliz ao ver que este blog está incomodando. Quero que todos os comentários incomodem tanto que ou provoque uma mudança na fisioterapia ou faça com que aqueles que a denigrem com práticas e atitudes no mínimo anti-éticas desistam de tentar enriquecer as custas do sofrimento de uma categoria ou as custas do sofrimento da população que necessita de cuidados.

    Esta semana fui parado por um aluno que indignado com o atendimento que foi prestado a uma colega dele, que também é nossa aluna de primeiro semestre. A garota sofre sucessivos entorse no joelho e por recomendação médica procurou um serviço de fisioterapia de uma clínica médica de renome na cidade. A mesma além do problema do joelho, já estava com sequelas na coluna. Ao relatar o tratamento que vem recebendo criou uma indignação nos colegas, pasmem: foi atendida por 8 estagiários em um único dia, que sequer sabiam do seu problema e perguntavam a ela como possicionar as placas do ondas-curtas.

    Ao ouvir o relato sugeri a mesma que registrasse um Boletim de Ocorrência e que denunciasse ao ministério público o exercício ilegal da profissão.

    Infelizmente, acredito que ela não terá coragem de fazê-lo, por temer maiores problemas, já que os gestores do referido serviço são ricos e influentes na cidade.

    Este caso serve de exemplo dos fatos pelos quais o Dr. Jorge vem lutando e tratando, e se alguém esta insatisfeito com isto, provoque mudanças na fisioterapia ou mude sua área de trabalho: SAIA DA FISIOTERAPIA.

  • Francisco Alcione Nobre disse:

    Respeitadíssimo e querido Jorge Brandão,
    folgo em perceber os indícios de um amanhã promissor para os nossos jovens alunos e próximos fisioterapeutas a encampar esta luta. Não é segredo que o noss país é enorme e diverso, havendo ainda hoje pessoas totalmente leigas no que refere-se à verdadeira prática e ciência da Fisioterapia (maiúscula sim)…O que não cabe mais é, em pleno século que estamos, profissionais da “área médica” (terminologia utilizada aqui no Maranhão) virem a público externar que a Fisioterapia e os fisioterapeutas (ainda mentalmente, politicamente e academicamente imaturos) seriam meros coadjuvantes na prática preventiva e assistencial da saúde. Faz-se necessária a luta diária, constante e indeterminada pela conscientização da população do simples e irremdiável fato de que: QUEM SABE SOBRE FISIOTERAPIA É FISIOTERAPEUTA…Não é médico, alunos ou outros que se arvoram ao direito de utilizar-se dos nossos recursos fisioterapêuticos de forma desavisada e desorientada. Cabe aos Docentes em Fisioterapia e não aos leitores de transparências e aos “professores” DATASHOW retirar um pouco do seu tempo de aula pra falar de política, legislação e ética para os seus alunos que serão multiplicadores como V. Sa. da verdadeira essência que é SER FISIOTERAPEUTA. Portanto caro colega, estamos juntos e lhe digo mais: Sobreviva a ÉTICA e abaixa a HIPOCRISIA. Grande abraço.

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *