Fisioterapia & Saúde

“Se não tiver médico no bolso, não é médico.”

394 4

”Porque agora tantos as enfermeiras quanto os fisioterapeutas estão usando no seu jaleco a palavra doutor”.

“Os conselhos de medicina estão reagindo. Por exemplo, o Rio de Janeiro exigiu, numa resolução, que todo médico, além de escrever “doutor Roberto d’Ávila” no bolso, coloque embaixo, bem grande, “médico”. E tem avisado à população que médico só é aquele que está escrito “médico” no bolso, se não tiver “médico” no bolso, não é médico.”

Doutor Roberto d’Ávila

Quem teve a curiosidade de continuar lendo essa entrevista do presidente do CFM, certamente deve estar chocado com tais declarações, no meu dia a dia tenho a experiência de conviver com muitos médicos e o que admiro neles vai muito além dos seus jalecos mas sim do seu brilhantismo, por serem seres humanos com a missão  do cuidar de seres humanos não importando o que está escrito no bolso do seu jaleco,  quanto ao uso do Doutor nos jalecos dos profissionais de saúde desconheço qualquer lei que proíba ou faça disso um crime. Vejo que o Sr. Dr. Roberto d’Ávila tentou demonstrar  superioridade mais foi infeliz em suas colocações o que demonstra ser um  ser humano  capaz de errar o que o torna igual a qualquer outro ser, vamos deixar os bolsos dos jalecos de lado e vamos atender essa imensa população que tanto necessita de saúde.

4 Comentários

  • Aline Vasques disse:

    Lamentável que em uma profissão tão grandiosa como a medicina exista a mediocridade em tão alto nível… Lamentável…

  • Will disse:

    Me admira muito um cardiologista renomado como o dr. Roberto d’Ávila fazer comentários tão ignorantes. Pelas suas palavras já dá pra perceber que ele pouco conhece sobre a Fisioterapia, a Enfermagem e a Psicologia ou então mudar a idéia da população à respeito dessas belas profissões.

  • RÓCIA GONZATTO disse:

    DEVIDO AO VALOR DADO AO “DOUTOR” NAS PROFISSÕES,QUE FIQUE BEM CLARO ENTÃO, QUE EU ,SENDO FISIOTERAPEUTA COM 3 PÓS-GRADUAÇÕES E 2 ESPECIALIZAÇÕES ME COSIDERO TÃO “DOUTORA” COMO QUALQUER MÉDICO,DE QUALQUER ESPECIALIDADE. MAS, NA VERDADE, NENHUM PROFISSIONAL É,LITERALMENTE,”DOUTOR” SE NÃO POSSUIR A “CONCLUSÃO” DE QUALQUER “DOUTORADO”. PORTANTO SE UM PROFESSOR,DENTISTA,ADVOGADO,ENGENHEIRO,ENFIM,TODAS OS PROFISSIONAIS GRADUADOS, TIVEREM CONCLUÍDO UM DOUTORADO,SERÃO ,CATEGORICAMENTE INTITULADOS “DOUTOR”. O MÉDICO É APENAS UM PROFISSIONAL QUE CONCLUIU A FACULDADE DE GRADUAÇÃO COMO EU E MUITO OUTROS PROFISSIONAIS. O QUE MUDA NESSE CASO É QUE O SR. MÉDICO ENTENDE DE “MEDICINA”, O SR. FISIOTERAPEUTA ENTENDE DE “FISIOTERAPIA”,O SR.DENTISTA,ENTENDE DE ODONTOLOGIA E ASSIM POR DIANTE.SENDO ASSIM,CABE AOS PROFISSIONAIS REPASSAREM ESSA INFORMAÇÃO TÃO,ABSOLUTAMENTE, NORMAL À POPULAÇÃO EM GERAL, PARA QUE SAIBAM ,DE UMA VEZ POR TODAS,DAR “NOMES AOS BOIS” DE MANEIRA CERTA. QUEM É “DOUTOR” QUE MOSTRE!! OBRIGADA PELA ATENÇÃO,MAS NÃO SEJAMOS MAIS RIDÍCULOS DE NOS PREOCUPARMOS COM BANALIDADES DIANTE DA NOSSA PROFISSÃO TÃO MARAVILHOSA QUE PASSA LONGE DE APENAS PEDIR EXAMES E “ENFIAR GOELA ABAIXO” ALOPATIAS. QUE OS “BONS MÉDICOS” ME PERDOEM.MAS O TRABALHO PROFISSIONAL VERDADEIRO ESTÁ ALÉM DE MOLDURAS NAS PAREDES. ESTÁ EM SABER EXERCER,EM TUDO QUE SE FAZ,O MÁXIMO DE AMOR AO PRÓXIMO. DESEJO MUITO E BONS TRABALHOS AOS PHDs,MESTRES, DOUTORES,E……….PROFISSIONAIS,PROPRIAMENTE DITO.

  • José Estélio de Lima Melo disse:

    Você tem razão, Rócia Gonzatt0. A expressão “doutor” define que o portador alcançou um nível de doutorado. Então, além do nome estampado no jaleco, ou noutro meio de informação ou comunicação, além do nome “doutor e seu nome próprio”, inscreva-se abaixo sua atividade: fisioterapeuta, médico, etc.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *