Fisioterapia & Saúde

Médico Opera Pé Errado de Paciente

O bacharel em Direito Gianfelippe Bastos Bianco, 28 anos, aguentou a dor por três anos até se submeter a uma cirurgia para reparar uma lesão no pé esquerdo. O problema foi ocasionado por uma entorse, após o jovem levar um tombo. Porém, logo após a cirurgia, em março, Gianfelippe descobriu que o médico operou o pé errado.  Segundo o estudante, o pé lesionado nem foi tocado pelo médico no centro cirúrgico. O rapaz é morador de Orleans, no Sul de Santa Catarina, mas procurou um especialista em Tubarão. Ele conta que tudo correu bem até terminar o procedimento. A última conversa que Gianfelippe teve com o médico foi dia 18 de março, para tirar os pontos da cirurgia. Ele teria dito ao paciente de que não seria necessário fazer fisioterapia e que a recuperação é rápida.

O que diz o médico

O médico ortopedista que fez a cirurgia preferiu não ser identificado. Admitiu o erro e explicou que houve um equívoco de posicionamento do paciente na maca, o que o induziu ao erro. Em vez de estar com lado esquerdo do corpo voltado para baixo para melhor absorção da anestesia, Gianfelippe estava com este lado do corpo virado para cima. Conforme o médico, quando ele entrou no centro cirúrgico, Gianfelippe estava preparado e anestesiado para a cirurgia.  O ortopedista ressalta que olhou os exames e o prontuário do paciente antes do procedimento de que o pé a ser operado era o esquerdo. Mas em razão do posicionamento, “foi automático” no pé que estava virado. O médico alega que encontrou uma pequena inflamação no tornozelo direito, o que acredita ajudado a não perceber o erro no momento da cirurgia. E que só se deu conta que teria errado quando preencheu a descrição da cirurgia no prontuário, ao final do atendimento.