Fisioterapia & Saúde

Cuidado com a respiração

Em qualquer técnica de relaxamento, a respiração é fundamental. Segundo os especialistas, ao respirar, o músculo ativado deve ser o diafragma e não as estruturas musculares do pescoço. Para relaxar, o ideal é respirar pausadamente

Não há relaxamento sem respiração. De acordo com os especialistas, a respiração é o elemento fundamental para o relaxamento adequado do corpo e da mente. E como deve ser a respiração correta que leva ao relaxamento? Para a fisioterapeuta Isabel Studart, a respiração abdominal, ativada pelo diafragma, músculo localizado entre o tórax e o abdome, é a mais correta. Isso porque o diafragma é, naturalmente, a principal estrutura muscular da respiração. Outros músculos, como os escalenos, localizados no pescoço, são apenas acessórios.  “A pressa faz com que a pessoa respire apenas com a parte de cima do tórax, que deve ser usada somente em caso de insuficiência respiratória”, observa. Ela explica que, quando o diafragma não é utilizado corretamente, os músculos do pescoço ficam sobrecarregados e tensos. Além disso, o diafragma, por não estar se expandindo como deveria, acaba contraído e cheio de tensão, podendo causar alterações na postura e dores na região lombar da coluna.

Para respirar com o abdome e descontrair os músculos, o fisioterapeuta Meudo Filho recomenda que se coloque uma mão em cima do tórax e outra no abdome, na altura do umbigo. No momento de inspirar (ar para dentro), a barriga deve movimentar-se para fora, enchendo os pulmões de ar. Ao expirar (ar para fora), é a hora de colocar a barriga para dentro, retirando todo o ar dos pulmões. “A respiração tem que ser abdominal e não peitoral”, afirma. Além de fazer a respiração com o músculo correto, para relaxar, o ideal é respirar pausadamente, com longas expirações. Conforme a educadora física Silene Okuma, a expiração ativa o músculo respiratório e abre espaço para o ar entrar, naturalmente. “Fisicamente, o ar se desloca de locais de maior pressão para locais de menor pressão. Então, quando a gente coloca todo o ar para fora do corpo, diminui a pressão dentro do corpo. O ar entra facilmente”, explica. Depois de aprender a forma correta de respirar, os especialistas recomendam que o relaxamento seja feito de olhos fechados, com a atenção voltada para o inspirar e o expirar. Para a educadora física Taiana Lohmann, bastam alguns minutos de respiração adequada para proporcionar uma sensação de alívio ao corpo e à mente. Durante o relaxamento, o processo de respiração pode ser acompanhado também de alongamentos.

Taiana Lohmann lembra que o alongamento e a respiração adequada ajudam no relaxamento da musculatura, proporcionando a oxigenação dos músculos. Além disso, segundo o fisioterapeuta Meudo Filho, previne dores e libera as tensões e o estresse. “O ideal é que cada região permaneça alongada por 20 segundos. Você se coloca em uma determinada posição e mantém”, orienta. (Gabriela Meneses)

 APRENDA FAZENDO

 Exercícios de respiração para relaxar

 Sentado em uma cadeira, com os pés paralelos no chão, coloque as mãos uma sobre a outra abaixo do umbigo. Feche os olhos e imagine um balão dentro do abdome. Na inspiração, imagine o balão enchendo-se de ar. A cada expiração, imagine o balão se esvaziando. Por alguns instantes, fique focado na respiração. Após uma inspiração comprida, com as mãos sobre as coxas, deixe o tronco se curvar para frente e deixe braços e cabeça caírem em direção aos joelhos. Nessa mesma posição, inspire profundamente, expirando pela boca silenciosamente, e sacuda suavemente a cabeça para soltar os músculos da nuca.

 Em pé, levante os dois braços em direção ao teto. Primeiro, levante-se sem mexer os cotovelos. Depois, alongue o braço até em cima. Lembre-se de que a respiração condiciona o movimento. Acompanhando a respiração, alongue o braço.  Deitado, com os braços ao lado do corpo, feche os olhos. Feche a mão direita e, em uma inspiração, levante um pouco o braço direito, sem dobrá-lo, tirando o cotovelo do chão. Firme bem o braço por alguns segundos. Relaxe-o na expiração, soltando-o e deixando a palma da mão para cima. Faça o mesmo com o braço esquerdo.

Fonte: Jornal O POVO