Fisioterapia & Saúde

Chegou a Hora: Paralisação da Fisioterapia no Brasil na Busca por Dignidade.

387 11

Fisioterapeutas Dignidade Já.

A cada novo post nesse blog, procuro não me apresentar na primeira pessoa do singular, com um único objetivo, esse blog  não  me pertence e sim a todos que representam uma classe, dessa forma peço licença  pela  primeira vez,  quero abrir nesse espaço minha visão e meus sentimentos em relação a atual realidade da Fisioterapia no Brasil.

Nessa terça feira 19 de outubro de 2010, após vários dias, pesquisando na internet assuntos relativos à fisioterapia,  me surpreendi com o manifesto promovido pelo CREFITO 1 no dia 25 de outubro  às 14:30 horas em frente ao Ministério Publico Estadual (Av. Visconde de Suassuna, 99, Santo Amaro – Recife/ PE)  nessa ação junto ao ministério publico, existe uma reivindicação:  Exigir dos planos de saúde,  melhor remuneração aos profissionais fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais.  Fiquei extremamente feliz, tenho a mais absoluta certeza,  muito já mudou.

 Sinto-me honrado  por ver  tantas homenagens a essas categorias da saúde. Muito mais feliz fico diante de tantos convites  para eventos nacionais e internacionais e pelo reconhecimento a minha pessoa nesses dezesseis anos de luta como fisioterapeuta, mesmo assim,  tenho dentro de mim um sentimento ainda não confessado publicamente,  esse sentimento me amargura e me entristece, ver uma fisioterapia envergonhada pela sua remuneração, pelo descaso e pela mediocridade  vivida insistentemente  em nossa  rotina, sinto-me absolutamente humilhado em assistir nossos alunos serem seduzidos por outros profissionais de saúde e muitas vezes pelos nossos próprios colegas a estágios e esses,  nada mais são do que  fantasias para promoverem melhores condições financeiras  a eles mesmos e enterrarem de vez a ética e o respeito pela sociedade.  Mesmo assim, acredito em dias melhores e em novos tempos, creio  em  superar  essas adversidades, concluiremos nosso verdadeiro papel e honraremos nossa escolha de sermos fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais.  Tenho recusado convites para participar de qualquer que seja o evento da fisioterapia, palestras magnas, aberturas e encerramentos de congressos, reuniões com nossas instituições,  comemorações e  viagens para ministrar aulas ou conferências  por um único motivo, acredito ser muito mais importante do que grandes eventos, uma paralisação da fisioterapia no Brasil em busca do seu verdadeiro espaço e com remuneração digna . Agradeci por algumas homenagens a minha pessoa, mas também não me fiz presente, transferindo placas ou medalhas para outros, por um único motivo, quero desfrutar de toda minha convicção e viver na esperança de assistir nossos jovens fisioterapeutas sendo reconhecidos pelos seus trabalhos e remunerados descentemente, essa sim é medalha que gostaria  de ter.

São muitos os jovens fisioterapeutas  que me procuram, alguns  em busca de oportunidades e muitos outros apenas de

Chegou a hora de falarmos ao Brasil, quem somos e o que podemos fazer por uma sociedade melhor.

 uma palavra de esperança para que possam navegar em perspectivas construtivas entrelaçadas ao sucesso profissional.  Esse mundo chamado mercado de trabalho, não pode ser confundido com mercantilismo, aproveitamento, modismo ou descaso e sim por buscar fazer o melhor de si, com a proposta de realização e não de desilusão. Caros colegas não temos  tempo e temos pressa, vamos arregaçar as mangas,  vamos ter coragem e enfrentar  de frente a frente nossos maiores adversários. Chegou à hora dos fisioterapeutas do Brasil se unirem em torno dessa ciência e dessa sociedade a qual  tanto necessita dos seus recursos em todos os âmbitos da saúde, chegou a hora de falarmos a todos da nossa importância e junto ao CREFITO 1 nos mobilizarmos  no dia 25 outubro de 2010.  Enquanto nossos colegas pernambucanos, estiverem  junto ao ministério publico lutando contra essa miserável tabela que os planos de saúde tem nos oferecido, nós criaremos em todo o Brasil uma corrente para paralisarmos a Fisioterapia no Brasil em busca de dias melhores aos nossos profissionais  e a toda sociedade brasileira.

11 Comentários

  • Josianne disse:

    Acho que ja está mais do que na hora de toda a classe parar com picuinhas e se unir para fazer uma Fisioterapia mais digna para os fisioterapeutas e para os pacientes. VAMOS MOSTRAR A FORÇA E O VALOR QUE A FISIOTERAPIA TEM. o/

  • Ramon disse:

    Valeu Jorge!
    Obrigado por finalmente falar sobre isso e dessa forma no seu Blog.
    Acredito que pra quanto mais Fisioterapeutas nós mostrarmos indignação mais gente irá saber da verdade sobre a nossa profissão!

    grande abraço!

  • Maria Helena de Oliveira disse:

    Gente, essa dignidade que buscamos é algo necessariamente muito SÉRIO, não só de palavras, mas em ações e atitudes. Onde está a humanização que aprendemos na vida acadêmica ? Onde está a ética? E mais do que isso, onde está o coração de alguns que se dizem profissionais e simplesmente exploram acadêmicos na ilusória idéia de estágio, e exploram também recem formados em cooperativas criando aprimoramentos que não possuem portaria nenhuma no MEC? ACOOORDA POVO, nós, fisioterapeutas valemos muito mais, nossa profissão é INDISPENSÁVEL. E vamos movimentar até a paralisação, inclusive, colocar a cabeça pra pensar, e refletir, vc está se valorizando ? PROFISSIONAL ou MERCADORIA ? Pensem bem.
    Abraços

  • Cesar Valeije disse:

    A união faz a força!!!! Desunidos somos fracos.. Se cada um parar de olhar para o próprio umbigo e, pensar na Classe como um todo, as coisas vão melhorar. Grande parte da população brasileira, sequer sabe direito o que somos e o que fazemos… Dignidade! Precisamos ocupar o nosso lugar de vez!!! Sem Fisioterapia não há saúde!!
    Obrigado.

  • Mariana Fabricio disse:

    Interessante toda a sua obordagem. É incrível a ilusão que se planta durante a vida acadêmica de que os fisioterapeutas são importantes, necessários. Mas infelizmente não é assim a relidade. Quando nos formamos é que realmente deparamos com todas as dificuldades de um início de carreira e ainda por cima de uma desvalorização e desrespeito muito grande em relação ao salário que nos é proposto. Você passa mais de 4 anos na faculdade, se envolvendo com a profissão, admirando-a,apaixonando-se, porém, quando sai, seus próprios professores que tanto te apoiavam oferecem estágio e não um emprego. Que absurdo! Deste jeito nada vai p frente nunca. Nós só precisamos entender que para se ganhar respeito e valorização devemos lutar juntos, tanto os excluídos do mercado de trabalho, quanto os donos de clínicas. Estes por sua vez querem pagar ao profissional 20% por atendimento de PLANO DE SAÚDE…No final do mês o salário é uma miséria. E o que adiantou passar 4 anos e meio na faculdade???
    Precisamos mudar esta situação!
    Você expressou exatamente todos os meus sentimentos e indignação tb..rsrsr

  • Parabéns pela iniciativa e pelo desabafo da maioria dos fisioterapeutas!
    Me sinto entristecido quando ouço de alguns colegas frases como: “a fisioterapia não é valorizada”..para estas pessoas eu insisto em exclamar que ela é valorizada sim, e pode ser bem remunerada também! A verdadeira fisioterapia. Aquela que avalia o paciente desde seus exames laboratoriais, clínicos aos exames físicos, e não a que cultua a utilização do gelo como 20 minutos de folga para elaborar um plano de tratamento. Temos que crescer como entidade e como profissão e o caminho para que isto aconteça é nos valorizarmos antes de qualquer coisa. A iniciativa é muito válida se levada à sério..podem contar comigo! Estou com a fisioterapia e não abro!
    Abraço Jorge!

  • vejo que essa é a hora de todos se reunirem para uma transformação nesse quadro que a tanto tempo se ostenta como uma idignidade a nossa profissão, quero todos juntos no dia 25 de outubro… lutando por nossos direitos…

  • Gente ,chegou a hora de fazermos algo em prol da nossa profissão,temos que lutar para melhores salarios !A uniao da nossa classe depende exclusivamente de cada profissional,nao podemos fica de braços cruzados temos que fazer algo.Todo mundo fala que a nossa classe e sem uniao,o que podemos fazer para melhor isso,a começar em mim…
    Precisamos Lutar!Abraço Jorge..

  • Danyell Gonçalves Leite disse:

    A luta primordial é realmente contra essa defasagem no preço dos atendimentos de fisioterapia, mas não devemos esquecer dos intermediadores donos de clínicas, empresas de home care que são médicos e não fisioterapeutas credenciados e que ganham em cima do trabalho do fisioterapeuta pagando-os menos ainda da já mixaria paga pelos planos de saúde! Crendenciamento para profissionais fisioterapeutas já!!!! Chega de empresas intermediadoras que enriquecem às custas do trabalho suado do fisioterapeuta!!

  • Danyell Gonçalves Leite disse:

    Logo, muitos médicos donos de clínicas de fisioterapia fecharam as suas portas para esse serviço, pois não dava mais lucro ou alguns mantiveram as portas abertas,mas com uma péssima qualidade do serviço prestado! Acontece que se esse aumento acontecer pelos planos de saúde, com certeza, irão abrir as portas novamente e irão tirar a velha parte da produção do fisioterapeuta pra eles! Isso é uma vergonha e humilhação para a classe profissional! Clínica de fisioterapia é pra fisioterapeuta e não pra médico, manicure ou advogado! Aliás uma manicure ganha vinte reais pra fazer suas unhas enquanto que uma sessão de fisioterapia em clínicas custa cinco reais e o que fica pro fisioterapeuta na grande maioria das vezes é dois reais! Isso não pode prestar!

  • Roniele Sarges disse:

    Olá, pesquisando hj sobre a situação da fisioterapia no Brasil descobri essa página, achei muiiito interessante, gostaria de saber qual foi o resultado do manifesto promovido em 25 de outubro? Abraço!

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *