Fisioterapia & Saúde

20 de novembro, será o Dia de Mobilização Estadual.

Sábado, 20 de novembro, será o Dia de Mobilização Estadual da segunda etapa da estratégia de vacinação de crianças menores de 2 anos com a vacina pneumocócica 10 valente e meningocócica C conjugada, que protegem contra pneumonia e meningite. A vacinação acontecerá nos 184 municípios do Estado, das 8 às 17 horas, em 1.692 postos fixos e 20 mil postos volantes, envolvendo 30 mil pessoas e 10 mil veículos terrestres. Devem ser vacinadas 267.354 crianças. A mobilização também vai intensificar a vacinação contra hepatite B para a faixa etárias de 0 a 19 anos e trabalhadores da saúde e disponibilizar a vacina contra a Influenza A (H1N1) para qualquer faixa etária, com foco nas gestantes. Um posto de vacinação funcionará na sede da Secretaria da Saúde do Estado, na Avenida Almirante Barroso, 600, Praia de Iracema.

A mobilização para a primeira etapa da vacinação contra pneumonia e meningite aconteceu em setembro. A Sesa recebeu do Ministério da Saúde e distribuiu com os municípios as doses da vacina anti-pneumocócica 10-valente. A vacina protege contra a bactéria Streptococcus pneumoniae, o pneumococo, causador de doenças pneumocócicas invasivas, como a meningite e a pneumonia. É a primeira vez que a vacina está disponível na rede pública. O Ceará é um dos 10 estados brasileiros participantes de uma investigação financiada pelo Ministério da Saúde para avaliar o impacto da vacina anti-pneumocócica 10-valente e verificar a efetividade na prevenção de doença invasiva. Este ano, o Ministério da Saúde incluiu a vacina no calendário básico de vacinação da criança.

O pneumococo é uma bactéria gram-positiva que tem 90 sorotipos imunologicamente distintos de importância epidemiológica mundial das doenças pneumocócicas. No Brasil, no período de 2000 a 2008, a média anual de meningite pneumocócica foi de 1.218 casos, o que representa aproximadamente 11% dos casos de meningite bacteriana registrados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN). Nesse mesmo período, a incidência média anual foi de 0,7 casos por 100 mil habitantes e a letalidade média foi de 30%.

Considerando o grupo de crianças menores de dois anos, a incidência média anual de meningite foi de 5,9 casos por 100 mil habitantes. Para os menores de um ano, a incidência média anual foi de 9,5 casos por 100 mil habitantes. A letalidade média para essas duas faixas etárias foi de 33% e 34%.

No período de 2000 a 2008, ocorreram no país 7.129.291 internações por pneumonias, sendo 45% em menores de cinco anos. O pneumococo vem se apresentando como o principal causador de infecções em recém nascidos e em crianças até dois anos de idade. É responsável por 45% das pneumonias adquiridas na comunidade. É também responsável por otites, sinusites, meningites e becteremias na infância. Responde por 17% dos casos de pneumonia em crianças nos países em desenvolvimento e por 70% dos casos de doenças invasivas em menores de dois anos.

Fonte: Secretaria da Saúde do Estado do Ceará