Fisioterapia & Saúde

Frases que marcaram 2010 nesse blog.

1497 1

“Desabafo: Nada mais me surpreende em matéria de saúde, ainda mais no que diz respeito à nossa bela profissão. Em parte, isso se deve aos próprios profissionais, cujos quais a grande maioria é omissa e acomodada; em parte por sermos uma profissão relativamente nova e com pouco conhecimento da população acerca da gama de áreas de atuação e da “independência” que o profissional fisioterapeuta adquiriu.” Por: Dr. Renato Azevedo (Janeiro)

 “Nem adianta abrir os próximos e-mails. Vão falar de terras distantes, de lagos e praias bonitas. Será que buscamos um lugar onde a gente possa ser mais humano? Sem tanta pressa, sem tanta informação para digerir… Ao que Drummond advertia”: “Mundo, vasto mundo, se eu me chamasse Raimundo, seria uma rima, não seria uma solução…””  Por: Dr. Mourão, O POVO (Janeiro)

“Os conselhos de medicina estão reagindo. Por exemplo, o Rio de Janeiro exigiu, numa resolução, que todo médico, além de escrever “doutor Roberto d’Ávila” no bolso, coloque embaixo, bem grande, “médico”. E tem avisado à população que médico só é aquele que está escrito “médico” no bolso, se não tiver “médico” no bolso, não é médico. Por: Dr. Roberto d’Ávila Presidente do CFM (Fevereiro)

“A lei dos fisioterapeutas, por exemplo, diz que é privativo do fisioterapeuta aplicar métodos fisioterápicos. A lei não diz que eles podem fazer o diagnóstico e que eles podem fazer tratamento por conta própria. O que os fisioterapeutas querem? Não querem que a pessoa vá mais no médico. Querem que a pessoa vá neles para que eles então determinem que tipo de fisioterapia fazer. Isso não tem o menor sentido. Então, da nossa parte, nós estamos trabalhando com a consciência tranquila de que estamos querendo algo que protege a sociedade, que não é corporativismo.” Por: Dr Roberto d’Ávila presidente do CFM (Fevereiro)

 ”A fisioterapia tem um papel muito importante na qualidade de vida do homem, é irmã do esporte.” Por: Ferruccio P feitosa Secretário de Esporte do Estado do Ceará (Fevereiro)

“Energia gera forma e forma gera energia. Para atingir a vibração vital, os atores têm de se localizar nesse fluxo louco”. Por: Patrícia Carvalho-Oliveira fisioterapeuta  na novela Viver a Vida. (Fevereiro)

“É mais respeitoso com a medicina procurar outros meios de ganhar a vida do que universalizar o cinismo injustificável do “eles fingem que pagam, a gente finge que atende”. O usuário, ao contratar um plano de saúde, deve sempre perguntar quanto receberão por consulta os profissionais cujos nomes constam da lista de conveniados.” Dr. Draúzio Varela (Fevereiro)

“Os músicos de jazz sabem o que é alinhamento”. Existe em inglês uma expressão no jazz “estar na trilha certa”,  sugere o estado quando a banda “toca como se fosse uma pessoa”. Citação por Dr. Jorge Brandão de Peter Senger  (Fevereiro)

“ É com muito prazer que tenho trabalhado como Consultora de Roteiro, no que tange a Fisioterapia da personagem Luciana. Devo ressaltar de que isso só foi possível á partir da grande mobilização e críticas encaminhadas a Globo devido a cena de que “o Fisiatra vai  comandar a Fisioterapia”. Por: Cristina Kurthy Fisioterapeuta consultora da globo (Fevereiro)

“A qualidade em educação é sinônimo de trabalho, de progresso, de responsabilidade e de justiça social. Temos convicção que um profissional ético, com boa formação técnica e com responsabilidade social, fará mais pela saúde da população brasileira e pela sua própria profissão.” Dr.  Roberto Cepeda.  Presidente do COFFITO. (Março)

“ consultórios iguais aos seus já vi muitos, sendo que fecham logo, essa profissão não tem futuro não Jorge”,  Dr. Jorge Brandão, em entrevista a  alunos de fisioterapia da UFC,  falando do início da profissão (Março)

“Muitos me procuram para saber o quanto vão ganhar, se vão alcançar  coisas materiais, não tenho nada para reclamar da vida, mesmo não tendo feito expectativas acredito, elas foram superadas, nunca passou pela minha mente, um dia ter a felicidade de fazer parte da vida de tantas pessoas, de ser um instrumento para  as mesmas superarem seus desafios e muitas vezes tragédias, dessa forma só tenho a agradecer e manifestar a felicidade de ter acreditado nos meus sonhos.” Dr. Jorge Brandão (Março)

”Agradeço a Deus a oportunidade de estar participando do projeto. Quando eu era pequeno, meus pais reconheciam que eu jogava bem, mas queriam que eu fosse professor. Eu acabei dando o presente para o meu pai de ganhar a Copa do Mundo, mas não tive como dar um presente para minha mãe, que seria o diploma de professor. Mais tarde, porém, eu estudei e dei um diploma de educação física pra minha mãe. Me esforço para não decepcionar as pessoas que me admiram, mas nenhuma universidade me deu a chance de conhecer o mundo como o futebol me deu”.  Pelé (Março)

“Um país como o Brasil, que a tão pouco viveu a experiência da ditadura, deveria ter aprendido a lição, mas se caso o Ato Médico for aprovado, regrediremos até os anos 60. O autoritarismo nas relações de trabalho farão os médicos dominarem a área de saúde, que é formada também por psicólogos, dentistas, fisioterapeutas e demais profissões que lutaram muito para terem os seus direitos garantidos. “Lucas Franco, estudante de jornalismo. ( Abril)

“Começamos a dar-lhe calor, massagens e a fazer-lhe exercícios e rapidamente identificou-se comigo de uma maneira espantosa”,   fisioterapeuta Leonel Díaz Bazán ao resgatar garota no terremoto no Haiti.

“O que o presidente (Lula) finge não saber é que o médico sozinho no interior ou em periferias é incapaz de promover saúde. Ele precisa de apoio para exercer a sua profissão, como laboratórios, equipamentos para exames, hospitais, enfim tudo o que não é prioridade ou é claramente insuficiente em seu Governo.” Por Dr. José Luiz Gomes do Amaral
Presidente da Associação Médica Brasileira.
( Abril)  

“DEMOCRACIA não é sinônimo de ANARQUIA. Lamento, lamento muito, porque sei que muitos trabalharam (e não foi pouco) para que realmente pudéssemos ter um momento de maturidade político-profissional na escolha do novo colegiado do Crefito 2 . Lamento que alguns ex-funcionários (há tempos demitidos do CREFITO 2), estivessem vestindo camisetas de uma das chapas protestando e se passando por profissionais insatisfeitos.”  Dra. Rita Vereza.(Junho)

 O  vandalismo prejudicou não a mim, mas sim a um processo eleitoral e principalmente  aos fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais do Rio de Janeiro”. ,  Dra. Rita Vereza com exclisividade. (Junho)

“Falou-se muito, “Fisioterapia, a profissão do futuro”. Hoje podemos constatar, ela é em sua essência a ciência do presente, vivenciada em todos os contextos da saúde e capaz de tornar melhor a qualidade de vida dos brasileiros”. Dr. Jorge Brandão no jornal o povo. (Junho)

“A fisioterapia que por muitos anos foi tida apenas como uma ação curativa, passou a ter um papel decisivo até mesmo na melhora da performance dos atletas”. Carlos Pires Neto fisioterapeuta do esporte (Junho).

“Comecei a pesquisar sobre fisioterapia esportiva e encontrei alguns nomes, e os procurei na época para entender o que era este negócio de fisioterapia. Eles me convenceram a ponto de ser minha opção para o vestibular o que custou três meses sem falar com meu pai.” Dr. Mauricio Garcia.   Fisioterapeuta Instituto Cohen  (Junho)

“Podemos dizer que a saúde, jamais será feita apenas com uma profissão, ou seja, medicina. O fato é que neste universo competitivo, gera um ambiente distorcido da realidade, onde, ocorre um perca de identidade, gerando conflitos de interesses recheada com uma dose de inveja de um lado, descaso do outro”. Dr.  José Osvaldo G. dos Santos  Médico Ortopedista(Julho )

“Faltam pelo menos, 300 mil pessoal qualificadas para compor a equipe necessária para atender as principais demandas de uma Copa do Mundo Brasil”.  Gerentes do Instituto de Pesquisa em Economia Aplicada (Ipea) e do IBGE  (Julho)

“Então não dá pra pensar que tudo foi feito numa sólida base… Quer dizer, o curso de gerontologia não precisa fazer pesquisa, é só pegar a questão demográfica no mundo e no Brasil também, a população idosa é crescente, por isso várias profissões começam a se dedicar também a questão do idoso, então você tem o turismo do idoso, a fisioterapia, a medicina, a terapia ocupacional, a educação física… e aí se cria o curso de gerontologia, que traz um foco específico, o que é interessante, mas… onde é que vai trabalhar esse cara da gerontologia, que não é médico, que não é fisioterapeuta, que não é educador, eu não sei”. O pedagogo Silvio Bock, diretor do Nace, empresa de orientação profissional (Setembro)

“O salário de fisioterapeuta é o MENOR dentre TODOS os profissionais de nível superior para o concurso do Hospital Regional do Cariri.”  Dr. Jorge Brandão  (Setembro)

“Foi realmente horrível terminar o domingo com uma matéria tão absurda e mentirosa quanto o novo quadro do Fantástico “É bom pra quê?”. Respeito profundamente o Dr. Dráuzio Varella e seu trabalho, mas não é admissível uma matéria tão manipulada e tendenciosa quanto esta, cujo único objetivo é desinformar e confundir o telespectador, propagando a idéia errônea de que “só a medicina moderna salva”. Dr. Gilberto Antônio Silva (Outubro)

 

“As explicações são “charlatanismo quântico”. Pulseira Bioquânticas”.  Dr. Marcos Duarte, professor de biodinâmica da Faculdade de Educação Física da USP. (Outubro)

“Foi um reconhecimento por parte do Doutor Marco Aurélio Cunha ao trabalho executado ao longo de minha carreira nessas três últimas décadas. O título não é apenas meu, mas é extensivo a toda classe de fisioterapia”, afirmou  Dr. Luiz Rosan ao recebe título de Cidadão Paulistano (Outubro).

 

“Entre profissões tão nobres como a Fisioterapia e a Medicina se espera que se aja sempre com nobreza e respeito perante a população em declarações públicas. Não admito, não reconheço e não aceito qualquer crítica ou análise à minha profissão, vinda de terceiros que não representam e demonstram que desconhecem profundamente o nosso trabalho e não possuem competência para sequer ser ético ao falar de atribuições que não lhe dizem respeito!” Dr. Ricardo Lotif Presidente do CREFITO 6. (Novembro)

“Na ansiedade de tentar mostrar algo novo ao paciente, que está cansado de ser submetido a algo sem resultado, o profissional (fisioterapeuta) se rende ao “patético exercício do empirismo charlatânico”!”  Dr Wiron Correia Lima  Presidente da Associação Brasileira de Fisioterapia (Novembro)

 

“Assim, conclamo todos os profissionais da saúde para essa luta e faço um apelo ao Relator, o Senador Antônio Carlos Valadares, no sentido de que seja sensível e aberto ao diálogo com as demais carreiras da saúde. Sou incansável em afirmar que repudiamos iniciativas que cerceiem nossos direitos. Temos formação acadêmica qualificada – muitos, inclusive, têm mestrado e doutorado -, e nossas atividades são regulamentadas por lei. De modo que não aceitamos ser tratados como profissionais subalternos. Era o que tinha a dizer.” Dra Gorete Pereira Fisioterapeuta Dep. Federal.

1 comentário

  • Sandra Rocha M Carneiro disse:

    O conhecimento liberta, nesse caso as pessoas só deveriam indicar uma técnica ou ou falar sobre algum assunto se conhecer profundamente. Como por exemplo : o médico indica a medicação, pois ele estudou e conhece a sua eficácia, dessa forma os que indicam a Fisioterapia deveriam estudar um pouco sobre a nossa profissão, talvez assim valorizassem mais essa profissão tão digna e importante na saúde

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *