Fisioterapia & Saúde

64% dos alunos submetidos à terapia manual foram aprovados no vestibular.

139 1

Relaxamento muscular melhora desempenho escolar de estudantes

Ao todo, 64% dos alunos submetidos à terapia manual foram aprovados no vestibular. Entre os que não receberam o tratamento, o índice foi de 34%.

Na concentração ideal, o estresse ajuda a resgatar informações armazenadas no cérebro. Mas, quando ultrapassa o limite do corpo, passa a ser responsável por gastrite, hipertensão, dor muscular, dor de cabeça e anorexia. E o famoso branco na hora da prova. Ele é a principal ameaça para quem sonha em passar no vestibular.

“No ano passado, prestei vestibular e fiquei muito nervosa na hora da prova. A minha mão tremia e não conseguia escrever o meu nome, explica a aluna de cursinho pré-vestibular,Tanya Gonçalves. Por você estudar muito, vai ser querer tirar uma nota boa. A sua expectativa é tirar nove, nove e meio, dez. Você não vai querer ficar muito abaixo disso”, diz outro aluno de cursinho pré-vestibular, Angelo Silva. “’O problema da prova é a falta de tempo. Quando você não tem tempo, fica estressado. Em qualquer ocasião da vida é assim”, conta o estudante, Gustavo Mori. 

Alunos de um cursinho pré-vestibular foram avaliados durante dois anos por pesquisadoras do laboratório do estudo do estresse do Instituto de Biologia da Unicamp. Eles foram submetidos a testes de cortisol na época da inscrição no vestibular e no dia da prova. O curioso é que os resultados mostraram que o hormônio do estresse estava 20% mais elevado antes do “dia D”. “Porque ele vai decidir a vida dele. O que ele quer ser, a profissão que ele vai escolher, se ele vai ganhar muito, pouco, e se ele vai sobreviver com aquilo”, explica Heloísa. “Na minha opinião, a maior pressão é no final do ano, quando todos os seus amigos passarem e você, não”, diz o aluno de cursinho pré-vestibular, Felipe Augusto.

Uma parte do grupo, acompanhado pela fisioterapeuta, foi submetido a duas sessões semanais de terapia manual. Cada uma delas representava 40 minutos sem estudo e muito relaxamento muscular. “O rendimento escolar pode ser muito melhorado, porque o indivíduo consegue descansar melhor”, esclarece Dora.

Ao todo, 64% dos alunos submetidos à terapia manual foram aprovados no vestibular. Entre os que não receberam o tratamento, o índice foi de 34%. Estes jovens que enfrentam o período pré-vestibular descobriram a importância da resiliência. “Uma situação em que ele se sinta adequado, bem, e que traga bem estar para ele, fará com que suporte melhor a situação de estresse ao longo da semana, explica a pesquisadora.

“Estou andando de skate meia hora por dia. Dá uma relaxada e rendo mais na hora de estudar”, afirma Angelo.“Musculação, corrida, futebol: isso desestressa bastante e deixa a minha mente mais leve. Quando você pratica esporte, esquece de tudo”, conclui o estudante Matheus Henrique.

Fonte: G1