Fisioterapia & Saúde

A ação do CREFITO 6 foi destaque na imprensa local

363 4

A ação do CREFITO 6 foi destaque na imprensa local, vejam abaixo, isso mostra o quanto é importante a atuação diante de descasos sociais como esse, deixamos aqui nossa satisfação pelo desenrolar dessa ação, ao mesmo tempo acreditamos já ter passado da hora do nosso conselho fazer o mesmo com clínicas particulares de fisioterapia que mantém em seus quadros estagiários, sabendo da ilegalidade.

Jornal Diário do Nordeste.

Casal quiropraxista deverá ser deportado

 

Um casal estrangeiro de quiropraxistas, que vinha realizando atendimentos à população em comunidades carentes de Fortaleza, foi detido, pela Polícia Federal, durante um dos atendimentos na manhã da última sexta-feira (23).

A detenção de Clayton e Petra Sullwold aconteceu após uma denúncia do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da Sexta Região de que eles apresentavam passaportes com visto de turistas e que estavam exercendo atividade que é ilegal no Brasil. Os dois tiveram pedido de deportação solicitado.

De acordo com membros do Conselho, a denúncia foi fundamentada na “necessidade de proteger a população contra possíveis danos resultantes das terapias que são realizadas pelo casal. Pessoas com lesões musculares ou osteoporose podem ter as doenças agravadas com a Quiropraxia”.

O casal estava atendendo a população desde o início da semana passada, nos bairros Aerolândia, Conjunto Ceará, Bonsucesso e Barra do Ceará. A previsão era que o fim dos atendimentos fosse na sexta-feira, dia 23.

Jornal O POVOUma denúncia encaminhada pela fiscalização do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da Sexta Região (Crefito 6) levou a Polícia Federal (PF) a deter ontem o casal de quiropraxistas estrangeiros Clayton e Petra Sullwold que estava em Fortaleza utilizando a técnica em atendimentos a pessoas de quatro comunidades da cidade.

Quiropatas serão deportados

 

O americano e a austríaca foram conduzidos à delegacia da PF para prestar esclarecimentos sobre a atividade que estavam exercendo. De acordo com o presidente do Crefito 6, Ricardo Lotif, os dois apresentaram passaportes com visto de turistas e tiveram o pedido de deportação solicitado, uma vez que estavam exercitando algo que é ilegal no Brasil.

Lotif explicou que o pedido de providências a PF se deveu à necessidade de proteger a população contra possíveis danos resultantes das terapias realizadas pelo casal. Explicou que pessoas com lesões musculares ou osteoporose podem ter suas enfermidades agravadas com a Quiropraxia.

“Todos os anos essas pessoas vêm e realizam esses atendimentos, mas não existe qualquer garantia em relação a essas técnicas. E além disso, na condição de estrangeiros, não podem exercer atividade profissional tendo somente visto de turista”, disse ele.
(Rosa Sá)