Fisioterapia & Saúde

Acupuntura no tratamento de Lombalgias

498 2
Farmacêutica, Bioquímica e Acupunturista.

Farmacêutica, Bioquímica e Acupunturista.

Por Ana Glaucia Brandão.

 

A Medicina Tradicional Chinesa é o conjunto de conhecimentos e práticas terapêuticas, surgiu há aproximadamente 4.500 anos e tem por objetivo evitar, curar ou atenuar doenças através da aplicação, inicialmente, de agulhas e moxas. Com o avanço da tecnologia foram introduzidas várias outras técnicas (Wen, 2006).

A acupuntura é um recurso terapêutico da medicina oriental que age fisiologicamente como um método de estimulação neurológica em receptores específicos, com efeitos de modulação da atividade neurológica em três níveis: local, espinhal (segmentar) e supraespinhal (suprassegmentar), por meio de colocação de agulhas em pontos específicos de estimulação (Wikipédia, 2010).

A dor lombar é uma doença bastante comum, sendo a segunda maior queixa médica de todo mundo, quando não tratados adequadamente pode se tornar crônica. Várias pesquisas vêm comprovando a eficácia da acupuntura no alivio de muitos tipos de dor. Lombalgia é uma patologia em que a organização Mundial da saúde recomenda para tratamento através da acupuntura.

Na Medicina Tradicional Chinesa, a dor é causada por desequilíbrios energéticos, sempre que existe uma estagnação dos canais de energia, surge dor na região. A lombalgia de acordo a visão oriental as três patologias mais comuns são referentes ao clima frio e úmido, a estagnação do Qi e do sangue e a deficiência do Rim.

Já sabemos a eficácia da acupuntura no tratamento da lombalgia, é importante informar a existência de outras técnicas da Medicina Tradicional Chinesa, complementando o tratamento da lombalgia, tais como: fitoterapia, moxabustão, eletroacupuntura, ventosaterapia, guasha, etc. Todas estas técnicas têm o objetivo de livre fluxo de energia causando um desbloqueio dos meridianos acometidos na lombalgia e eliminando a dor.

Atendimentos periódicos (semanais, quinzenais ou mensais) de acupuntura associada à dieta alimentar balanceada, atividade física regular e descanso adequado contribuem para manter-se saudável e livre de qualquer manifestação de dor, inclusive livre de dores na coluna lombar.

Fonte: www.fisiovidacomvoce.com.br