Fora da Ordem

Aquarius fica fora da disputa pelo Oscar; Minc indica Pequeno Segredo

668 2
Filme desbancou o favorito Aquarius, de Kleber Mendonça Filho (Foto: Reprodução)

Filme desbancou o favorito Aquarius, de Kleber Mendonça Filho (Foto: Reprodução)

O filme brasileiro que vai concorrer a uma vaga no Oscar 2017 foi escolhido pelo Ministério da Cultura (Minc), nesta segunda-feira, 12. O longa “Pequeno Segredo“, do diretor David Schurmann, foi o indicado em evento na Cinemateca Brasileira, em São Paulo, para uma possível vaga na categoria de Melhor Filme em Língua Estrangeira. A escolha desbancou o já premiado internacionalmente “Aquarius“, de Kleber Mendonça Filho, forte candidato à disputa.

Selecionado por uma comissão de nove profissionais do setor audiovisual, ”Pequeno Segredo” foi escolhido entre 16 títulos nacionais. Dentre eles, “Mais Forte que o Mundo”, de Afonso Poyart, “Chatô – O Rei do Brasil”, de Guilherme Fontes e o documentário “O Começo da Vida”, de Estela Renner. O longa conta a história da família Schurmann, que vive ao redor do mundo a bordo de um veleiro e recebem uma menina órfã. O roteiro é de Marcos Bernstein.

Veja o trailer:

Os contratempos de Aquarius

De fora da disputa, ‘Aquarius’ venceu, no último dia 28, o prêmio do júri de melhor filme no festival World Cinema Amsterdam. Rodado em Pernambuco, o longa foi premiado também como o melhor filme da mostra competitiva do Transatlantyk Festival, relizado na Polônia. O filme ainda venceu o Festival de Sidney, na Austrália.

aquarius-o-povo

‘Aquarius’ venceu o prêmio do júri de melhor filme no festival World Cinema Amsterdam no último dia 28 (Foto: Divulgação)

Desde que estreou em Cannes, em maio deste ano, o filme enfrentou alguns contratempos. Após sessão de gala, equipe protestou no tapete vermelho do festival contra o impeachment de Dilma Rousseff, denunciando “golpe”. Em agosto desse ano, a classificação indicativa foi determinada pelo Ministério da Justiça como imprópria para menores de 18 anos. Na semana da estreia no Brasil, o Governo voltou atrás, classificando a obra como imprópria para menores de 16 anos.

Outra crise que a produção passou envolve a comissão do Minc, responsável por indicar os longas para representar o País no Oscar. Apesar de o filme ser um dos favoritos à vaga, um dos membros da comissão, Marcos Petrucelli, usou redes sociais para depreciar o diretor da obra. Petrucelli se justificou dizendo que sua contrariedade se limita às “posições políticas do diretor” e que isso não iria afetar seu julgamento na comissão.

A 89ª cerimônia do Oscar está marcada para 27 de fevereiro próximo, em Los Angeles, nos Estados Unidos.

Recomendado para você

2 Comentários

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *