Fora da Ordem

‘Esquecido’ pelo MinC, Aquarius coleciona prestígio em festivais internacionais

Aquarius está em cartaz em 33 cidades brasileiras (Foto: Divulgação)

Aquarius está em cartaz em 33 cidades brasileiras (Foto: Divulgação)

Embora a comissão do Ministério da Cultura (MinC) tenha escolhido um filme que “ninguém viu” para disputar uma vaga no Oscar 2017, o até então favorito Aquarius já é o longa-metragem que mais circulou em festivais nacionais e internacionais neste ano. Pequenos Segredos, de David Schurmann, indicado pelo Brasil, tinha estreia previsto para o mês de novembro, mas foi adiantado para o próximo dia 22. O curioso é que só podem concorrer filmes que entrarem no circuito até o dia 30 de setembro.

Por meio do Facebook, Kleber Mendonça Filho afirmou que “é bem possível” que a decisão da comissão esteja em total sintonia com a realidade política do Brasil. “É coerente e já esperada”, disse. “Para além de decisões institucionais via Governo Brasileiro, Aquarius tem conquistado internacionalmente um tipo raro de prestígio, e isso inclui distribuição comercial em mais de 60 países enquanto já se aproxima dos 200 mil espectadores nos cinemas brasileiros, com um tipo de impacto popular também raro”, escreveu.

Para o cineasta e crítico de cinema pernambucano, o filme já faz parte da cultura de um ano difícil no País. “É um filme sobre o Brasil, que está no filme da maneira mais honesta possível. Talvez seja exatamente esta honestidade que tenha feito de Aquarius um filme forte como agente cultural, social e produto da nossa indústria do entretenimento”, completou.

Em junho último, a obra de Mendonça Filho venceu o prêmio de Melhor Filme no Festival de Cinema de Sydney, na Austrália. Na época, o produtor britânico Simon Campo, presidente do júri, disse em entrevista ao Sydney Morning Herald que a decisão foi unânime. “Aquarius é uma indicação de obrigação e relevância sobre o Brasil contemporâneo e o poder de um indivíduo defender o que acredita”, justificou. Depois foi a vez de levar o prêmio máximo na mostra competitiva internacional do Transatlantyk Festival, realizado na cidade de Lodz, na Polônia.

Depois de ser homenageada em Gramado, em agosto, Sonia Braga levou para casa o prêmio de Melhor Atriz do 20º Festival de Cinema de Lima. Na mesma ocasião, o longa ganhou o Prêmio Especial do Júri. O também brasileiro Boi Neon, que foi retirado da disputa pela vaga no Oscar pelo diretor Gabriel Mascaro após a polêmica envolvendo a comissão, levou para casa o prêmio de Melhor Fotografia. Ainda em agosto, o segundo longa de Mendonça Filho foi eleito o melhor filme do festival World Cinema Amsterdam, na Holanda.

Aquarius também participou da seleção oficial dos festivais de Munique, Nova Zelândia, Jerusalém (JFF), Sarajevo, Zurique, Londres (BFI London), Toronto e New York Film Festival. Em cartaz desde o dia 1º de setembro, o filme já foi visto por mais de 155 mil pessoas nas 33 cidades em que está distribuído.

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *