Fora da Ordem

“Road 96”: a liberdade de fazer o que quiser, mas nem tanto

Por Leonardo Maia
maia.ribeiro.leonardo@gmail.com

A iluminação e os gráficos são destaques da produção independente francesa (Foto: Divulgação/Road 96)

Algo já te fez querer fugir do seu país? Esse é o dilema que adolescentes do país fictício Petria enfrentam em Road 96”, jogo lançado em agosto deste ano pelo estúdio francês DigixArt. Em contexto autoritário, os jovens embarcam em uma jornada para tentar chegar à fronteira do país e se refugiar em outra nação. Com clima de road trip, o jogador tem que se submeter a pegar caronas com desconhecidos, enfrentar conflitos com autoridades e buscar conforto em amizades feitas ao longo da estrada.

A proposta do jogo — encantadora, a princípio — é criar um ambiente procedural em que escolhas importam. Em outras palavras, cada viagem é gerada de forma aleatória e as decisões tomadas ao longo da história impactam em seu andamento. O resultado, no entanto, passa bem longe disso. A frustração começa durante as primeiras horas de jogo, quando começamos a perceber que jogamos episódios previamente definidos, sem que seja possível interferir em muita coisa da construção do enredo.

Algumas escolhas até são apresentadas ao jogador, com o já conhecido alerta em jogos do gênero de que as decisões afetarão o futuro do personagem. Os impactos reais, porém, são quase imperceptíveis e acabam modificando apenas os múltiplos finais da história, pelo que é possível analisar. Depois de terminar a campanha pela primeira vez, o jogo se torna maçante: exatamente os mesmos diálogos e personagens, mas em uma ordem diferente da primeira vez. Até as músicas chegam a irritar pela repetição, ainda que a trilha sonora seja excelente.

Uma boa experiência, com as expectativas corretas

Calma! Definitivamente, não estamos falando de uma experiência de jogo ruim, antes que você desista de dar uma chance ao título. A história é interessante, os personagens são envolventes, e a fotografia e iluminação são pontos altos do game, que deve ser encarado como uma trama linear para uma melhor experiência. A capacidade do jogo de variar entre a leveza e a tensão é uma das principais virtudes, especialmente diante do contexto autoritário enfrentado pelos personagens.

Uma das principais mensagens do jogo passa pelo cenário autoritário e como ele acaba penetrando a sociedade do país. Com respaldo de um dos principais meios de comunicação de Petria, liderado pela excêntrica jornalista Sonya, o ditador Tyrak consegue se comunicar com parte significativa da população. Os adolescentes que tentam fugir do autoritarismo são tratados como jovens desaparecidos e a iminente eleição no país tem resultados das pesquisas sempre favoráveis ao atual mandatário.

Assim como em Not For Broadcast, jogo focado no comando de uma emissora de televisão, o veículo pró-governista de Road 96 é um convite para refletir sobre o papel de uma imprensa livre para a consolidação de uma sociedade democrática. “Quanto às boas notícias, uma grande rede de contrabandistas ajudando adolescentes a atravessar foi recentemente desmantelada pelas forças de segurança. Obrigado por manter nosso país seguro, forças da fronteira!”, diz Sonya durante o telejornal que comanda.

Road 96 está disponível para PC e Nintendo Switch, com legendas e localização em português brasileiro. A duração estimada do jogo é de 11,5 horas, levando em consideração todos os objetivos, de acordo com o site How Long to Beat. A classificação indicativa é para maiores de 14 anos, com aviso para violência e atos criminosos.

Veja os requisitos para rodar o jogo no PC

Mínimos:

Sistema operacional: Windows 10
Processador: Intel Core i5 4460 or AMD Ryzen 3 2300U
Memória: 8 GB de RAM
Placa de vídeo: NVIDIA GTX 1060 or AMD RX 5700
DirectX: Versão 11
Armazenamento: 15 GB de espaço disponível

Recomendados:

Sistema operacional: Windows 10
Processador: Intel Core i5 8600K or AMD Ryzen 5 3600XT
Memória: 16 GB de RAM
Placa de vídeo: NVIDIA RTX 2060 Super or RX 5700XT
DirectX: Versão 11
Armazenamento: 15 GB de espaço disponível

Outras observações: Road 96 não suportam chip gráfico integrado. O jogo precisa de uma GPU dedicada para rodar corretamente

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.